O Complexo Cultural Samambaia celebra os 52 anos do Trio Siridó, ícone cultural do DF, com um show gratuito em 1º de junho. Imperdível!

Em 2024, comemora-se 52 anos de uma das figuras mais representativas da cultura popular do Distrito Federal: o Trio Siridó. Com mais de cinco décadas animando as pistas com o melhor do pé de serra, o grupo se prepara para uma série de espetáculos gratuitos pela capital. A próxima apresentação acontece em 1º de junho, no Complexo Cultural Samambaia. O projeto conta com apoio do Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec) e tem entrada franca.

Trio Siridó

Uma das características marcantes do Trio Siridó e de seu público é a representação fiel de um dos ritmos mais populares do Distrito Federal. Inspirado no rei do Baião, Luiz Gonzaga, o grupo tem sucessos nacionais como “Carregadinho de Amor”, “Flor Mulher” e “Sapo na Lagoa” e também traz no repertório músicas clássicas do forró. Para esta edição, o Trio Siridó contará com convidados especiais no palco: Trio Arte do Nordeste, Luizão do Forró, Farol da Barca, Forró Bjú e Trio Pernambuco.

José Torres da Silva, o Torres do Rojão, é o proponente do projeto, fundador e único integrante da formação original do Trio Siridó. Paraibano de Campina Grande, PB, Torres teve seu primeiro contato com os palcos através de Luiz Gonzaga. Residente em Brasília desde 1962, o músico expressa sua alegria em se apresentar: “Fazer forró é a nossa alegria. Manteremos firmes o empenho e transmitir a magia do forró na vida das pessoas”.

Torres do Rojão é uma referência cultural nordestina na cidade. “Estamos felizes em desenvolver um projeto tão criativo. Minha expectativa é que este evento fortaleça nossa cultura e forme novos públicos, com uma programação de qualidade para todas as idades,” destaca o músico.

O artista também ressalta a importância econômica e social do projeto: “Vamos sempre fortalecer e sustentar o movimento dos forrozeiros do Distrito Federal. Queremos resgatar a identidade cultural do nosso povo.”

A celebração também remete à conquista do forró como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. Este projeto é uma homenagem ao Torres, ao forró e ao Distrito Federal.

Serviço:

Mais de Meio Século de Forró com Trio Siridó e Convidados

Quando:
1º de junho, no Complexo Cultural Samambaia, 19h
9 de junho, na Praça Ferrock, 17h
13 de junho, na Casa do Cantador de Ceilândia, 20h
29 de junho РC̩u das Artes Ceil̢ndia, 9h.
6 de julho, na Escola Parque Ceilândia, 17h
Ingresso: Gratuito

Instagram: @asforródf