Ilumina – um dos festivais mais disputados da América Latina – realiza sua 9ª edição nas cidades de São Paulo, Mococa e Caconde

Projeto Ilumina, dedicado em democratizar o acesso à música clássica no Brasil, anuncia as agendas gratuitas que acontecerão em janeiro de 2024. Entre os destaques da programação que reúne 40 artistas de 13 países, a presença inédita do recém-indicado ao Grammy Seth Parker Woods, Tai Murray, Amalie Stalheim, Edmundo Carneiro e Henja Semmler.

O Ilumina, reconhecido por sua história de impacto dentro do cenário musical, realiza a sua 9ª edição em 2024, de 3 a 14/01. Fundado em 2015 pela premiada violista norte-americana Jennifer Stumm, o festival cresceu a partir de suas raízes em uma fazenda de café para se tornar um dos eventos mais prestigiados da América Latina; firmado apenas como o início de um ciclo anual de atividades que articulam o dedicado compromisso da iniciativa com a transformação social e artística.

Durante todos os dias do festival, e de modo inteiramente dedicado nos 4 primeiros, a experiência imersiva de músicos profissionais de diversos lugares do mundo e jovens bolsistas de contextos socioeconômicos desafiadores define o projeto e resulta na criação de seis concertos inéditos e gratuitos apresentados, a partir do dia 07/01, em Caconde, Mococa e São Paulo. Entre os lugares emblemáticos que recebem a proposição estão: Sala São Paulo, Teatro Municipal de Mococa, Serra do Cigano e a Fazenda Ambiental Fortaleza – essa última é, por sinal, a sede onde os ensaios diários acontecem. É ali também que, a partir de belezas naturais reveladas, uma imensa inspiração para os participantes é entregue. O local instiga a conexão com questões que estão para além da arte, incluindo o próprio meio ambiente.

“O Ilumina existe sempre como uma provocação – para o mundo, para nosso público e especialmente para nós mesmos como artistas. Devemos aceitar que a maior parte do talento do mundo é ignorada e ótimas ideias são perdidas? Devemos esperar, na música clássica, as mesmas maneiras antiquadas de fazer as coisas? Temos pessoas radicalmente diferentes de nós em nossas vidas, em nossas escolas, escritórios, em nossas mesas de jantar? A arte deve ser um prisma que desintegra os padrões cansados do mundo e nos encoraja a ver de novas maneiras”, comenta a fundadora do Ilumina, Jennifer Stumm.

A temática deste ano, “Cores”, explora o mundo visual por meio da música e questiona nossa percepção comum. Você já ouviu cores? Viu sons? Metamorfose surge, ainda, como palavra de destaque, centrada na obra de Richard Strauss. Explorando a sinestesia, a programação é fundamentada na música popular e clássica brasileira. Influenciado pelas Quatro Estações de Vivaldi, o palco ganha vida com uma série de imagens que dedicam-se à entrega de uma experiência sensorial memorável.
Além disso, o Ilumina recebe a renomada pintora austríaca Ernestine Tahedl como residente, pintando enquanto imersa em música ao vivo.

“Cores é uma exploração sonora das fronteiras entre o que vemos e ouvimos. Neste momento de instabilidade global, o festival de 2024 nos convida a considerar tons de cinza, o complexo intermediário e o poder da metamorfose”, explica Jennifer.

Em sua 9ª edição, o festival conta com a participação de 40 artistas de 13 países. A lista de artistas confirmados impressiona com Amalie Stalheim (violoncelo, Noruega), Asbjørn Nørgaard (viola, Dinamarca), Bruno Lima (violoncelo, Brasil), Edmundo Carneiro (percussão, Brasil), Emanuele Baldini (violino, Itália), Felipe Bueno (violino, Brasil), Henja Semmler (violino, Alemanha), Jennifer Stumm (viola, Estados Unidos), Miwa Kozuma (dançarina, Brasil), Pedro Gadelha (contrabaixo, Brasil), Seth Parker Woods (violoncelo, Estados Unidos), Tai Murray (violino, Estados Unidos) e da diretora artística, violista e fundadora do Festival, Jennifer Stumm. A presença de músicos brasileiros entre os solistas reforça o compromisso do Ilumina em celebrar e destacar o talento local, proporcionando uma plataforma para artistas nacionais brilharem ao lado de seus pares internacionais.

Além dessas apresentações, o festival apresentará uma série de concertos internacionais ao longo de 2024 na Sala São Paulo, destacando solistas de renome mundial. Também serão realizadas atividades como os Concertos ECO, introduzindo música clássica em comunidades rurais, e o programa EQUAL MUSIC, promovendo a igualdade de gênero no campo da música clássica. O Ilumina U, que será lançado em 2024, oferecerá seminários com palestras abrangentes, apresentando conteúdos inéditos em projetos artísticos para o desenvolvimento pessoal e profissional para artistas de todos os segmentos.

O Ilumina desempenha um papel ativo na interligação de talentos sul-americanos com outras regiões do mundo, bem como na integração de artistas internacionais com a cena cultural brasileira. Ao longo dos últimos nove anos, 98% dos jovens participantes do Ilumina que buscaram oportunidades no exterior foram prontamente aceitos em suas instituições de escolha. Notavelmente, mais de 60% destes jovens alcançaram êxito ao ingressar em algumas das mais prestigiadas universidades e conservatórios globais, evidenciando o impacto positivo e transformador do programa. Hoje, os ex-participantes do programa vivem e fazem música em mais de 20 países ao redor do mundo. Por outro lado, o Ilumina proporcionou a artistas internacionais seus primeiros compromissos profissionais no Brasil e os mergulhou em um grupo de jovens talentos que muitas vezes são ignorados em escala global.

Com vistas ao seu 10º aniversário em 2025, o Ilumina tem o prazer de anunciar Christopher Mossey como seu diretor executivo. Residente em São Paulo desde 2022, Christopher é ex-executivo da Juilliard School, onde liderou a criação do campus da escola em Tianjin, na China, e lançou um currículo de artes em conjunto com a Nord Anglia Education que atinge cerca de 100.000 crianças em todo o mundo a cada ano. Com o Ilumina, ele fortalecerá a sua missão e ajudará a expandir sua presença no Brasil e no mundo por meio de novas parcerias, captação de recursos internacionais e planejamento estratégico.

SERVIÇO

07/01, domingo, às 17h
ECOCONCERTO NA MONTANHA
Local: Serra do Cigano – Caconde/SP

10/01, quarta-feira, às 19h
TEATRO MUNICIPAL DE MOCOCA
Local: Rua Cel Diogo, 82 – Centro, Mococa/SP

11/01, quinta-feira, às 17h
ECOCONCERTO NA FAF
Local: Serraria da Fazenda Ambiental Fortaleza (Distrito de Igaraí, Zona Rural, SN – Mococa)

12/01, sexta-feira, às 20h
SALA SÃO PAULO
Local: Pra̤a J̼lio Prestes, 16 РLuz, Ṣo Paulo/SP

13/01, sábado, às 20h
SALA SÃO PAULO
Local: Pra̤a J̼lio Prestes, 16 РLuz, Ṣo Paulo/SP

14/01, domingo, às 16h
SALA SÃO PAULO
Local: Pra̤a J̼lio Prestes, 16 РLuz, Ṣo Paulo/SP