Complexo Cultural do Choro oferece experiência musical para todas as idades com Grupo Choro Livre, samba da Tia Zélia e Mateus Ferrari. Choro, samba e contação de histórias estão na programação do final de semana

O Complexo Cultural do Choro preparou um fim de semana repleto de música e diversão para toda a família celebrar a cultura e a arte. Em 18 e 19 novembro, além das tradicionais feijoada com samba e roda de choro, haverá encontro lúdico com o talentoso artista Mateus Ferrari. E estreando no Espaço, o tradicional samba da Tia Zélia, que ressalta a valorização das mulheres cantoras e instrumentistas de Brasília.

No sábado, 18, a partir das 10h, alunos e professores da Escola de Choro Raphael Rabello mostram todo talento e maestria com o melhor do choro. Em seguida, a irresistível combinação de samba com feijoada, tradição da Casa.

Para o domingo,19, está reservado um momento especial para a família. Na área externa, o Piquenique Chorão receberá o músico, ator e educador Mateus Ferrari com o espetáculo “Cantos e Contos”. Um encontro lúdico para todas as idades, misturando música com histórias fantásticas e cotidianas. O público pode aguardar momentos de diversão e aprendizado, além da oportunidade de interagir com o espetáculo.

Já na área interna do Clube do Choro, o ambiente ideal para apreciar uma roda democrática em que o grupo Choro Livre Convida recebe Larissa Umaytá com seu pandeiro, o consagrado gaitista Pablo Fagundes e o flautista Sergio Morais.

E para encerrar o domingo com chave de ouro e muita dança, o samba da Tia Zélia. O evento já consolidado entre os amantes do samba, se apresenta pela primeira vez no projeto Complexo Cultural do Choro. Com foco na valorização das mulheres cantoras e instrumentistas de Brasília, o grupo promete não deixar ninguém parado.

O Complexo Cultural do Choro é apresentado pelo Ministério da Cultura, Shell e Instituto Cultural de Educação Musical de Brasília (ICEM).

“A Shell entende ser fundamental o fomento à cultura como ponte para o desenvolvimento e a cidadania. O Complexo Cultural do Choro traduz esses valores ao desenvolver atividades que englobam diversas áreas culturais e diferentes públicos, contribuindo para o empreendedorismo e o desenvolvimento da cidadania”, ressalta Glauco Paiva, gerente executivo de Comunicação e Responsabilidade Social da Shell Brasil.

Sobre a Shell Brasil:

Há 110 anos no país, a Shell é uma empresa de energia integrada com participação em Upstream, no Novo Mercado de Gás Natural, Trading, Pesquisa & Desenvolvimento e no Desenvolvimento de Energias Renováveis, com um negócio de comercialização no mercado livre e produtos ambientais, a Shell Energy Brasil. Aqui, a distribuição de combustíveis é gerenciada pela joint-venture Raízen, que recentemente adquiriu também o negócio de lubrificantes da Shell Brasil. A companhia trabalha para atender à crescente demanda por energia de forma econômica, ambiental e socialmente responsável, avaliando tendências e cenários para responder ao desafio do futuro da energia.

Confira a programação:

18/11, sábado

10h – Roda de Choro dos Alunos e Professores da Escola Brasileira de Choro Raphael Rabello
12h – Feijoada com Samba (projeto da casa)

19/11, domingo

16h РPiquenique Choṛo com Mateus Ferrari
17h –Choro Livre convida Larissa Umaytá, Pablo Fagundes e Sérgio Morais
18h45 РDomingo no Clube com o samba da Tia Z̩lia

Serviço

Complexo Cultural do Choro de Brasília
Dias: 18 e 19 de novembro (sábado e domingo)
Endereço: Espaço Cultural do Choro – Setor de Divulgação Cultural – Eixo Monumental.
Telefone: (61) 3226-3969
Classificação indicativa: livre para todos os públicos
Acesso livre e gratuito para toda programação do domingo.