Em cenário com participação remota, o apresentador mantém a essência do programa ao reunir famosos e anônimos para contar histórias

Fábio Porchat está de volta ao GNT com episódios inéditos da segunda temporada de “Que História É Essa, Porchat?”. Em razão do contexto atual, a atração ganha nova dinâmica: um cenário com projeções que reúne, de forma virtual, convidados e plateia para ouvir e compartilhar boas histórias. Com estreia marcada para o dia 4 de agosto, a atração vai ao ar às terças, às 22h30, no GNT. Às quintas, no mesmo horário, o público confere a reapresentação do episódio da semana anterior. “O programa foi feito sob o guarda-chuva do ‘novo normal’, mas a essência dele, que é contar histórias, está ali. Elas funcionam presencialmente ou à distância, então é o “Que História É Essa, Porchat” versão isolamento social dando resultado”, comenta Porchat.

No novo formato, o apresentador entra diretamente dos Estúdios Globo, com uma equipe técnica reduzida, seguindo os protocolos de Segurança da Globo e as normas exigidas pelos órgãos de saúde. A direção do programa, feita por Gigi Soares, também é realizada de forma remota. Com produção do Porta dos Fundos, o conceito permanece o mesmo, com anônimos e famosos interagindo e se divertindo, só que agora cada um de sua casa. Quem assina o cenário remoto é o estúdio SuperUber, que trabalhou em parceria com a equipe de tecnologia da TV Globo, o Porta dos Fundos, o GNT e a diretora de arte Daniela Thomaz para adaptar e viabilizar o programa, mantendo sua dinâmica original.

Ao todo, serão 17 episódios inéditos, que trazem experiências inusitadas vividas por Sandra Annenberg, Marcelo Médici, Monique Alfradique, Antônio Fagundes, Sheron Menezes, Luis Miranda, Grazi Massafera, Wagner Santiesteban, Leilane Neubarth, George Sauma, Andreia Horta, Tom Cavalcanti, Nelson Motta, Armando Babaioff e Alexandre Nero, entre outros convidados. Já na estreia, Porchat bate um papo com Rodrigo Hilbert, que conta como seu dedo ficou torto; Fafá de Belém, que relembra o dia em que invadiu um casamento vestida de noiva, e Leandro Hassum, que fingiu ser o ator Otávio Muller em um parque. Um trecho do episódio será exibido com exclusividade na programação do drive-in “Go Dream”, no Rio de Janeiro e em São Paulo, no dia 31 de julho.

A nova leva de episódios faz parte da segunda temporada do programa, que estreou em março deste ano, mas precisou ser interrompida devido à pandemia. Para não deixar quem estava em casa com saudades, foi exibida na TV uma edição temática com os melhores momentos e trechos inéditos. E, antes da edição especial ir ao ar, Fábio Porchat assumia o Instagram do GNT para interagir com os seguidores. Além dos inéditos no GNT, a partir de outubro, o público poderá relembrar a primeira temporada do “Que História É Essa, Porchat”?” na Globo.

Confira as “Histórias de bar” com Fábio Porchat

Primeira lembrança que você tem da vida?

Primeira lembrança que eu tenho da vida é do meu pai montando uma pipa quando eu tinha 3 anos de idade.

Nasceu de novo. Quem você seria?

Se eu nascesse de novo, gostaria de ser o filho de Deus.

Qual foi a maior loucura que você fez na profissão?

Eu terminei de gravar um programa às 19h15, lá em Barra Funda, São Paulo. Consegui pegar um voo às 20h, fui de moto. Cheguei às 20h45 no Santos Dumont, Rio de Janeiro. E, às 21h, eu estava no Teatro Leblon fazendo minha peça. Naquele dia eu envelheci uns 15 anos.

Qual foi seu primeiro crush famoso?

Meu primeiro crush famoso foi a Deborah Secco, em “Confissões de Adolescente”, e a Natália Lage, no “Mapa da Mina”.

Com quem que não está mais entre nós você gostaria de ter trabalhado?

Rogério Cardoso, Costinha, Golias e Dercy Gonçalves.

Chegou no céu. Para entrar, tem que ter o que?

Tem que ter pão e queijo.

O que você quer escrito na sua lápide?

Gente, fiquem tranquilos. Eu morri e já sei: Deus não existe mesmo.

Sobre o GNT:

O GNT é uma marca multiplataforma, que busca inspirar e é inspirada pelas histórias das pessoas. A partir do diálogo, queremos promover discussões relevantes para a sociedade. Você pode acessar esse e todos os outros produtos do GNT através das diversas plataformas da marca:

Para assistir a qualquer hora do dia: GNT Play
Para conferir trechos com os melhores momentos: YouTube
Para saber tudo o que acontece nos bastidores: Instagram Facebook

Sobre o Porta Dos Fundos

O PORTA DOS FUNDOS é um coletivo criativo fundado por Antonio Tabet, Fábio Porchat, Gregório Duvivier, João Vicente de Castro e Ian SBF em 2012. O que começou despretensiosamente, com cinco amigos incomodados com a falta de liberdade criativa da TV brasileira, hoje é uma produtora consolidada, recém-ganhadora de um Emmy Internacional de Comédia, pelo Especial de Natal “Se Beber, Não Ceie”, em parceria com a Netflix.

É um dos maiores canais do YouTube Brasil – em que já ultrapassa as marcas de 5 bilhões de visualizações e 16 milhões de inscritos – sem somar os números dos outras redes sociais e canais do grupo, Totorial e Porta Afora.
Atualmente estamos em processo de internacionalização do nosso modelo de produção e negócios, e em abril de 2019 inauguramos o canal “Backdoor – Humor por donde no lo esperas” no México, hoje já com mais de 5 milhões de inscritos.

Parte do time de produtores do Facebook Watch, acabamos de lançar as séries exclusivas “Debate Que Eu Gosto”, com Fabio Porchat, e “Conexão Portugal-Realengo”, com Rafael Portugal.

Anterior "Laive Rodeo Show", de Fiduma e Jeca, acontecerá neste sábado
Próximo Gusttavo Lima convoca time de peso para live no YouTube