Os Devoradores de Livros, da Alta Novel, mergulha em críticas sociais enquanto oferece uma trama gótica e sombria, questionando os contos de fadas convencionais

Quantos contos de fadas podem ser consumidos na vida? Princesas em torres, sapatinhos de cristal, sapos falantes, maçãs envenenadas e longas tranças. Em certo momento, o sonho com qualquer tipo de príncipe encantado acaba. E tudo bem. No novo romance, Os Devoradores de Livros, de Sunyi Dean, o leitor estará absolutamente melhor sem um.

Mais do que questionar a validade dessas histórias e explorar os efeitos da distorção da realidade, Dean oferece uma perspectiva instigante da ilusão de encontrar finais felizes pré-fabricados e sobre a importância de enfrentar os desafios da vida real. A provocação acontece na bela paisagem de Yorkshire.

Na região mais rural da Inglaterra, uma linhagem secreta nutre-se de livro e absorve todo o conteúdo após a ingestão. Para essas pessoas, romances são lanches, mapas são guias memoráveis e, ao se aproximar de velhas prateleiras, sentem o cheiro de bibliodor. Mas há uma distorção nessa sociedade patriarcal: as crianças são forçadas a consumir páginas como punição.

Devon é parte dessa ascendência, criada em uma dieta a base de contos de fadas. Nesse clã, em que as pessoas devoram livros literalmente para sobreviver, obras de princesas fazem parte apenas da alimentação feminina – uma ferramenta para moldar as percepções das mulheres. Inclusive, elas eram raras nos seis clãs – os Fairweather eram dominados pelo Tio Aike. Abaixo dele, mais homens. Seis filhos e uma filha.

Porém, o destino se revela cruel quando Devon tem uma criança que nasce com apetite sombrio por mentes humanas – e não por livros. Em fuga, a protagonista busca uma cura para a fome de Cai enquanto enfrenta pressão da família e da sociedade.

Ao levantar a ideia de como as pessoas consomem informação na atualidade e a distorção do poder, o lançamento da Alta Novel, selo do Grupo Alta Books, traz à tona uma crítica social mordaz, embalada em uma trama fantástica, gótica e sombria. Considerada a melhor fantasia na plataforma Goodreads e best-seller do Sunday Times, este anticonto trata de devoção materna, discute os limites da sede pelo domínio e conhecimento e oferece aos leitores uma narrativa estimulante sobre as consequências da exclusão e da opressão.

Os Devoradores de Livros
Capa do livro Os Devoradores de Livros | Imagem: Ilustrativa

Ficha técnica

Título: Os Devoradores de Livros
Autora: Sunyi Dean
Tradutor: Vinicius Rocha
Editora: ‎Alta Novel
Páginas: 304 páginas
ISBN-13: ‎ 978-8550819716
Formato: 16 x 23 cm
Preço: R$ 65,90
Onde comprar: Amazon

Sobre a autora:

Sunyi Dean é uma autora autista de ficção fantástica. Os Devoradores de Livros é seu romance de estreia. Nascida nos Estados Unidos e criada em Hong Kong, ela agora mora em Yorkshire com seus filhos. Quando não está lendo, correndo, tropeçando no yoga ou jogando dados d20, ela ocasionalmente foge da cidade para nadar livremente em vales solitários.

Instagram: @sunyidean

Sobre a editora:

Com mais de 20 anos de atuação, o Grupo Editorial Alta Books busca se reinventar e investir no que há de mais relevante e inovador no mercado literário. Consolidada como referência na publicação de obras sobre economia, finanças, informática, idiomas e empreendedorismo, o grupo expande constantemente seu catálogo e áreas de atuação distribuídas atualmente em 11 selos e segmentos editoriais, incluindo Alta Books, Alta Cult, Alta Life, Alta Novel, Alta Geek, Alaúde, Tordesilhas, Faria e Silva, HQueria, Camaleão e M.Books.

Site: https://altabooks.com.brInstagram: @altabooks | @altanovel