AFI compartilha “Dulcería” e “Far Too Near,” duas faixas do aguardado álbum Bodies (11 Junho, 2021 via Rise Records). “Dulcería” –foi escrita junto com Billy Corgan de The Smashing Pumpkins — chega acompanhado por um videoclipe oficial .

Assista o clipe de “Dulcería” AQUI. Ambas as músicas vão estar incluídas em um 7” exclusivo — ouça as músicas e encontre mais informações sobre o 7” AQUI.

“’Dulcería’ sugere, se você passar muito tempo na loja de doces, você pode acabar grudado no chão “, diz o vocalista Davey Havok.

“Billy e eu temos uma grande conexão criativa quando escrevemos juntos”, acrescenta o guitarrista Jade Puget.” Foi inspirador trabalhar com um compositor tão talentoso e lendário e ‘Dulcería’ é uma prova disso.”

As novas músicas da banda foram recebidas com grandes elogios. SPIN disse sobre “Twisted Tongues” e “Escape From Los Angeles,” observando que “As duas faixas começam onde a banda parou após o lançamento homônimo de 2017 … fundindo alguns novos passos experimentais na fórmula AFI testada e comprovada” e chamando sua música de “um dos sons mais distintos e reconhecíveis da atualidade.” Consequence compartilharam sentimentos semelhantes sobre “Looking Tragic”, elogiando seu “riff crocante no estilo Pixies e bateria estrondosa”, enquanto observava que “Para uma banda que está há 30 anos, o AFI soa bem novo – na verdade, ambas as músicas são cativantes como inferno e tem um vigor bem juvenil.” Davey Havok também apareceu recentemente na capa de Kerrang! com uma entrevista profunda sobre o álbum.

OUÇA “DULCERÍA” & “FAR TOO NEAR”
ASSISTA AO CLIPE OFICIAL PARA “DULCERÍA”
ASSISTA AO VISUALIZER PARA “FAR TOO NEAR”

AFI são líderes, não seguidores. Um coletivo em perpétuo estado de evolução criativa tão fluido quanto as figuras evocativas se contorcendo na capa de Bodies, sua mais nova coleção de canções. O álbum é um retrato de artistas implacáveis ​​em movimento, despreocupados com concessões ou demandas externas.

A forte conexão de AFI com sua audiência é um testamento da capacidade de reinvenção da banda, renovação, e exploração, ancorados por uma autenticidade imaculada. As músicas de AFI estão incorporadas no DNA espiritual de uma legião de apoiadores e Bodies é mais uma demonstração do compromisso inabalável de AFI com a exploração artística, uma conjuração sombria de uma musa incapturável. Bodies foi produzido pelo próprio da banda Jade Puget mixado por Tony Hoffer (Depeche Mode, Belle & Sebastian) e masterizado por Vlado Meller (Oasis, Pink Floyd). Puget produziu o álbum e lidou com a maior parte da engenharia.

A banda inicialmente convocou uma onda subcultural constante em meados dos anos 90, desprovida de ambições carreiristas. A banda fez música pela primeira vez como adolescentes desajustados em uma cidade obscura do norte da Califórnia, montando continuamente um catálogo denso ao longo dos anos, marcado por sua diversidade e autenticidade.

“AFI é uma parte integral de quem eu sou. O que fazemos com AFI é uma base para mim,” explica o vocalista Davey Havok. “Voltar é um retorno ao lar que eu sempre esperei.”

É um sentimento compartilhado pela banda inteira. “Eu não poderia fazer o que eu faço no AFI em nenhum outro lugar,” observa o guitarrista Jade Puget. “Davey e eu escrevemos juntos por mais de 20 anos agora. Eu não encontro o que ele e eu temos em nenhum lugar, nem a coisa que nós quatro temos juntos. AFI é um lar para mim, e sempre será assim.”

“Nesse momento, nem é mais uma escolha. É simplesmente o que eu faço,” o baterista Adam Carson continua. “Eu comecei essa banda com Davey quando eu tinha 16 anos. É algo que eu amo demais. É uma parte de mim.”

“Todo álbum é uma oportunidade de retratar nossa evolução,” adiciona o baixista Hunter Burgan. “E com essa banda, é sempre algo novo. Nós tocamos juntos por tanto tempo que eu tenho um profundo entendimento do estilo musical de cada um dos meus colegas de banda, e ainda estou agradavelmente surpreso com as novas coisas que eles trazem para cada álbum.”

“Qualquer pessoa que conheça nosso catálogo sabe que não há dois discos realmente iguais”, aponta Puget. “Alguns sentam um pouco mais perto, talvez. Fazemos certas coisas, apenas em virtude de quem somos, que são consistentes, mas essas coisas acontecem organicamente. Cada vez que fazemos algo, tenho que julgar pelos seus próprios méritos. Alguns fãs vão julgar um novo álbum, ou uma nova música, com base no que vem antes. Mas, como artistas, não podemos fazer isso, porque só iria atrapalhar a nossa criatividade.”

AFI nunca entrou no mainstream; as massas iam até eles. O sucesso de platina de Sing the Sorrow abriu caminho para uma geração de bandas de hardcore-punk desmamadas para um crossover semelhante. Decemberunderground de 2006 superou as expectativas novamente e rendeu à AFI uma segunda placa de platina. Crash Love foi outra virada aventureira, com melodias expansivas e quase otimistas, brilhando de emoção. O sombrio Burials chegou quatro anos depois, estreando no Top 10 da Billboard 200. O autointitulado seguimento, comumente referido como “The Blood Album”, tornou-se o segundo álbum de maior sucesso da AFI desde seu início, estreando no No . 5 em 2017. Depois do lançamento de AFI (The Blood Album), a banda dificilmente se contentou em descansar sobre os louros. AFI então lançou mais uma adição muito elogiada à sua discografia, The Missing Man EP de 2018.

AFI
BODIES
(RELEASE DATE: JUNE 11, 2021)
RISE RECORDS

1. Twisted Tongues
2. Far Too Near
3. Dulcería
4. On Your Back
5. Escape From Los Angeles
6. Begging For Trouble
7. Back From The Flesh
8. Looking Tragic
9. Death Of The Party
10. No Eyes
11. Tied To A Tree

CONNECT WITH AFI
OFFICIAL | FACEBOOK | TWITTER | INSTAGRAM

CLIQUE ABAIXO E ACESSE + CONTEÚDOS SOBRE 👇
  #MÚSICA   #TEATRO&DANÇA   #GASTRONOMIANODF   #RECEITAS  
#ARTESVISUAIS   #FILMES   #SÉRIES   #TVABERTA&ASSINADA
 #LITERATURA   #TURISMO   #EVENTOS

SIGA E CURTA AS NOSSAS REDES SOCIAIS
  FACEBOOK/DIVERSAOAQUITEM   INSTAGRAM/DIVERSAOAQUITEM
TWITTER/DIVERSAOAQUITEM

Anterior O Desafio do Impossível, de Neuza Chaves e Viviane Martins
Próximo 9-1-1: Lone Star final da 1ª temporada na STAR Channel