Cia Burlesca chega em novo horário ao Teatro Brasília Shopping com um show inesquecível de palhaçaria e dramaturgia sem palavras

A arte é universal, conversa com todos os públicos e alegra em todos os momentos, inclusive nas manhãs de sábado! O novo espetáculo infantil da Cia Burlesca traz à cena o palhaço Seu Cocó, interpretado por Pedro Caroca sob a direção de Mafá Nogueira. No seu primeiro concerto de violino, Seu Cocó é surpreendido pela presença indesejada de uma mosca, que atrapalha o número musical tão planejado e cuidadosamente preparado para a plateia.

O Violinista Mosca Morta estreia no Teatro Brasília Shopping, em curtíssima temporada, nos sábados 1º, 8 e 15 de junho, às 11h. O respeitável público poderá conferir que, além do inoportuno inseto, características pessoais de Seu Cocó não contribuem para o sucesso de seu solo. O metodismo e a bipolaridade são marcas presentes de sua personalidade dificultando ainda mais a execução de seu trabalho, durante todo o espetáculo.

Em O Violonista Mosca Morta, o palhaço músico se esforça ao máximo para deixar tudo perfeito para sua apresentação. No entanto, o mau jeito em manipular os elementos de seu ofício também colaboram para o contrário do esperado. “Trava-se, então, uma luta entre o palhaço, a mosca e sua personalidade, do começo ao fim. E mesmo abalado, ele não desiste e segue até o último compasso, a última nota, o último zumbido”, revela o diretor Mafá Nogueira. Além de zombar de si mesmo, o ator brinca com a figura do músico concertista, tipicamente sério, virtuoso e concentrado. “Aí, a postura, a afinação, a elegância e a erudição dos grandes violinistas são satirizadas para expor a fragilidade do instrumentista”, acrescenta o ator e musicista, Pedro Caroca.

O Violinista Mosca Morta nasce em uma oficina de criação de números ministrada pelo ator, diretor e palhaço José Regino. O número partiu da vontade do intérprete Pedro Caroca em colocar seu estudo de violino em cena, e tomar partido de suas características pessoais, como ser metódico, perfeccionista e organizado, para as desconstruir e as tornar risíveis. Além de trazer à cena a linguagem do teatro físico, por meio da palhaçaria pantomímica, um desejo do ator desde sua participação na oficina de verão do Lume Teatro de Campinas, em 2016. A mistura de linguagens apresentada pelo espetáculo reforça as escolhas estéticas construídas pela Cia Burlesca ao longo de seus 10 anos de atuação. Seu Cocó é fruto de pesquisa e prática nos terrenos da música, teatro, contação de história e palhaçaria. A criação dentro da companhia é marcada por estudo e construção coletiva. Dessa forma, o intérprete leva para a cena uma produção que foi e continua sendo cuidadosamente acompanhada pelo diretor e pelos demais componentes do grupo.

A escolha pela palhaçaria, do teatro físico e de uma dramaturgia sem palavras como linguagem cênica, se fez também para ampliar o alcance de público, possibilitando a fruição por diferentes tipos de audiências, independente da língua, da cognição e da condição auditiva. “É um recurso que pode ser identificado numa das referências artísticas do intérprete, o célebre ator Rowan Atkinson, o Mr. Bean”, completa Mafá Nogueira. O Violinista Mosca Morta estreou em abril de 2019, dentro da programação do 9º Festival de Teatro de Ubá, em Minas Gerais, e recebeu indicação ao prêmio de melhor ator e melhor de direção de espetáculo infantil. Recentemente foi selecionado para participar do 7º Festival Cultural no Gama-DF.

Serviço

O VIOLINISTA MOSCA MORTA
Companhia: Cia Burlesca
Local: Teatro Brasília Shopping
Data: 1º, 8 e 15 de junho, sábados, às 11h
Ingressos: R$30 (Inteira) R$15 (Meia), vendidos na bilheteria do Teatro Brasília Shopping, uma hora antes do espetáculo.
Censura: livre
Mais informações para o público: (61) 2109-2122 e www.brasiliashopping.com.br

Anterior Muita diversão e lazer no Parque da Cidade em Brasília
Próximo Romance mostra os desafios das escolhas e renúncias da vida