Mais de 120 obras interativas abertas ao público


Com entrada gratuita, o maior evento de arte eletrônica da América Latina segue na capital até este domingo (10). São mais de 120 obras interativas abertas ao público

O FILE – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica se despede neste domingo (10) de Brasília comemorando um saldo de quase 120 mil visitantes. Com entrada gratuita, o Festival trouxe ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB Brasília) mais de 120 obras interativas que compuseram a mostra “A Arte Eletrônica na Era Disruptiva”, tema de sua primeira passagem pela capital federal.

Depois de deixar Brasília, o FILE – que é o maior evento de arte eletrônica da América Latina – seguirá sua turnê pelo país e reabrirá as portas em 19 de janeiro de 2018, desta vez, no CCBB de Belo Horizonte.

Arte na era disruptiva

A mostra em Brasília conta com mais de 120 obras e está montada em quatro eixos que representam um conjunto de novos comportamentos em relação a arte: Corpo Vivencial, Corpo Cinético, Corpo Virtual e Corpo Lúdico. Esses eixos incentivam o público a imergir nas obras e viver experiências como mudar de cabeça, balançar em um mundo real e virtual, e movimentar-se entre as instalações.

Destaques como a obra Little Boxes, de Bego Santiago – presente na Galeria 1 – possibilita que os visitantes caminhem entre a obra e pessoas minúsculas projetadas em caixas de madeira ficam apavoradas com a presença das pessoas que entram na sala: elas gritam, fogem e se escondem. Já o jogo de imersão Dear Angelica, de Oculus Story Studio, é um filme de realidade virtual, ilustrado à mão, que leva o público a navegar entre desenhos gigantescos, em uma narrativa espetacular cheia de memórias de uma adolescente.

Desde sua primeira edição, em 2000, o FILE tem apresentado exposições coletivas, com o propósito de mostrar a diversidade de expressões da arte eletrônica e fornecer uma visão abrangente da produção de cada período em diferentes países. Em sua 18ª edição, o Festival passou por São Paulo e estreou em Brasília por meio de uma parceria inédita com o Centro Cultural Banco do Brasil, que também levará a exibição para o CCBB de Belo Horizonte e o CCBB do Rio de Janeiro.

FILE – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica 

Período da exposição: até 10 de dezembro de 2017
Classificação indicativa: Livre

Curadoria
Ricardo Barreto e Paula Perissinotto

Patrocínio
Banco do Brasil
Centro Cultural Banco do Brasil Brasília
SCES, Trecho 02, lote 22
CEP 70200 002 | Brasília (DF)
Telefone: (61) 3108 7600
Funcionamento: terça a domingo, das 8h30 às 20h30
Entrada gratuita

Sobre o FILE – O FILE é uma iniciativa cultural que viabiliza reflexões sobre as principais questões do universo eletrônico-digital desde o ano 2000, consolidando o Brasil como um dos protagonistas dessas discussões na comunidade internacional. O projeto pioneiro nasceu em São Paulo, capitaneado por Ricardo Barreto e Paula Perissinotto, e já exibiu trabalhos de artistas digitais de 32 países a públicos de todas as idades na capital paulista, em Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, São Luís e Vitória. Esta é a primeira vez que o FILE acontece em Brasília. Desde a virada deste milênio, o festival tem conseguido aproximar os mais diversos públicos de obras de arte, debates e pesquisas que utilizam a tecnologia como suporte ou como inspiração. Por meio de uma apurada seleção de encontros, oficinas e exposições coletivas de arte digital, o FILE fomenta não só o acesso às criações digitais, mas a produção de novas técnicas e experiências tecnológicas.

Anterior MERCADO DAS ARTES
Próximo SÁBADO DE ROCK NA FEIRA