O mistério da renovação dá o brilho de Hora Dourada, disco de estreia do duo Transe. Álbum é uma co produção de Transe e Gabriela Deptulski (My Magical Glowing Lens) e tem participações de GAVI e André Prando

O duo de folk tropical Transe estreia seu primeiro álbum, Hora Dourada – ouça aqui. O nome, que se conecta à primeira hora após o parto, destaca exatamente o principal tema da obra: a renovação, seja ela pelo nascimento, por estar aberto à transição, pelo começo e também pelo fim das coisas. Hora Dourada é uma co-produção da dupla com Gabriela Deptulski, à frente da psicodélica banda capixaba My Magical Glowing Lens, e um lançamento do selo candango Quadrado Mágico, focado em sonoridades nada óbvias.

Para Francesca Pera e Fernando Zorzal, a dupla que forma a Transe, o disco reflete a desconhecida movimentação da renovação da vida, seja ela pelo nascer ou pelo morrer, que dependendo do que for “pode ser uma baita conquista, um sofrimento ou um alívio. A leveza, o peso, a fé, o impedimento, a dança, a dor, o swing, são pra lembrar que a gente é bola pra frente mesmo, fé na vida, nas coisas simples, no mistério, na liberação”.

Nessa toada a Transe já mostrou o videoclipe de “Greta”, faixa inspirada nas diversas formas de parir.

Produzido pelo próprio casal e pela musicista Gabriela Deptulski (My Magical Glowing Lens), Hora Dourada teve os arranjos criados por Henrique Paoli (Ana Müller) e contou com as participações especiais de GAVI (que também co-escreveu “Floresceu”) e André Prando. O mineiro Luiz Gabriel Lopes (Rosa Neon) divide com o duo capixaba a composição da canção homônima ao disco. O estúdio e selo de gravação é o Funky Pirata Records e a distribuição é do selo brasiliense Quadrado Mágico (BIKE, Joe Silhueta, entre outros).

“Floresceu”, um dos destaques do disco, também ganhou vídeo para ilustrar o fluxo entre ser e sentir – presente ao longo de toda a obra e todo nascimento. Nascimento, a experiência mística de parir algo ou alguém. O puerpério e a coragem de enfrentar as sombras do inconsciente. O se jogar pra vida. É no recomeço do fim e no término do começo que reside a poesia da Transe, das horas douradas que todos vivemos e nem sempre entendemos. Está na hora de nascer de novo.

Sinta a Transe

Spotify
Deezer
Youtube
Instagram

Ficha técnica Hora Dourada

Produção musical por Transe e Gabriela Deptulski
Arranjos: Henrique Paoli
Técnica de Som: Alexandre Barcelos e Ricardo Ton
Edição: Ricardo Ton
Mixagem: Alexandre Barcelos
Masterização: Gustavo Halfeld
Gravado no estúdio Funky Pirata entre outubro de 2018 e fevereiro de 2019 (exceto vozes, gravadas na casa Transe em fevereiro de 2019)
Selo de gravação: Funky Pirata Records
Selo de Distribuição: Quadrado Mágico
Distribuição: Hera
Assessoria de Imprensa: Flora Miguel e Izabela Costa
Produção Executiva: Ligia Buzin e Hera
Direção de Arte: Karola Balves
Direção de Foto: Karola Balves, Nunah Alle
Ass. de foto: Pedro Monteiro Fabrino
Edição: Gustavo Binda, Nunah Alle
Figurino: Figurina
Maquiagem: Ligia Buzin
Penteado: Rast Afari
Acessórios: Yours
Produção: Lígia Buzin, Karola Balves, Nunah Alle, Hera
Designer: Gustavo Binda

Anterior Vamos pro sul? Conheça 5 lugares incríveis na região sul!
Próximo Série Filosofia Pop discute a loucura presente no cotidiano