O longa Simonal, estrelado por Fabrício Boliveira ganhou na maior mostra de filmes nacionais realizada no exterior

Dirigido por Leonardo Domingues, Simonal, que no Brasil foi lançado em agosto, levou o troféu Lente de Cristal em quatro das sete categorias da premiação: Melhor Filme, Melhor Filme do Júri Popular, Direção de Fotografia para Pablo Baião e Melhor Ator para Fabrício Boliveira, no 23º Festival de Cinema Brasileiro de Miami durante cerimônia no tradicional Colony Theather, em South Beach.

Miguel Falabella ganhou o prêmio de Roteiro por Veneza, Lorena Comparato o de Melhor Atriz por Boca de Ouro, e Joana Mariani de Direção por Todas as Canções de Amor. Além da premiação, a noite teve homenagem à atriz Dira Paes e contou com o ator e cantor Daniel Del Sarto como mestre de cerimônia.

Nesta edição, o júri foi composto por Adriana Sabino, fundadora e presidente do Centro Cultural Brasil-USA; Ana François, professora de cinema da University of Miami; Maria Sanchez, head da Amazon Prime para a América Latina; Monica Sufar, produtora e consultora de cinema; e Yago Mariño, diretor da VICE Media.

Seis longas estavam na competição: os ainda inéditos no Brasil Veneza, de Miguel Falabella, e Boca de Ouro, de Daniel Filho; Simonal, de Leonardo Domingues; Todas as Canções de Amor, de Joana Mariani; Deslembro, de Flávia Castro; e De Pernas Pro Ar 3, de Julia Rezende.

A cerimônia teve a presença de realizadores e atores como Fabrício Boliveira, Malu Mader, Daniel Filho, Luiza Mariani, a diretora Joana Mariani, o diretor de fotografia Pablo Baião, o produtor Fernando Muniz, além das diretoras do festival Adriana L. Dutra, Cláudia Dutra e Viviane B. Spinelli, entre outros.

Os vencedores do 23º Festival de Cinema Brasileiro de Miami 

  • Melhor Filme (Júri Popular) – Simonal, de Leonardo Domingues
  • Melhor Filme – Simonal
  • Melhor Ator – Fabrício Boliveira (Simonal)
  • Melhor Atriz – Lorena Comparato (Boca de Ouro)
  • Direção – Joana Mariani (Todas as Canções de Amor)
  • Direção de Fotografia – Pablo Baião (Simonal)
  • Roteiro – Miguel Falabella (Veneza)

Crédito: Demetrius Borges

Sobre o Festival 

Idealizado pelas produtoras Adriana L. Dutra, Cláudia Dutra e Viviane B. Spinelli, o BRAFF (Brazilian Film Festival of Miami / Festival de Cinema Brasileiro de Miami) é pioneiro na exibição exclusiva de cinema brasileiro no exterior e tem sido o maior responsável, nas últimas décadas, pelo fomento do audiovisual nacional no exterior. O evento integra o calendário oficial da cidade de Miami e Miami Beach, e é reconhecido como um festival de mercado, considerado uma importante plataforma de negócios e comunicação entre profissionais e empresas do setor audiovisual nas Américas.

Em 23 anos de realização, o Circuito Inffinito de Festivais teve mais de 1,1 milhão de espectadores em seus 82 festivais apresentados em todo o mundo e já exibiu mais de 850 filmes de diversos gêneros e formatos, gerando a oportunidade de novos negócios para cerca de 40% destes filmes.

Fundada em 1995 pelas sócias Adriana L. Dutra, Cláudia Dutra e Viviane B. Spinelli, a Inffinito é hoje uma das mais importantes produtoras culturais do Brasil e a maior vitrine do cinema nacional no exterior. A Inffinito atua na produção de eventos culturais, ações de capacitação, experiências em sustentabilidade e produção de conteúdo audiovisual para cinema e TV.

Anterior Um cara qualquer é finalista do Prêmio Jabuti na categoria Capa
Próximo QUE TAL CONTAR COM O GUIA DO ATOR?