De 1.061 inscritos foram escolhidos 34 filmes para compor a mostra nacional Sesc de Cinema que vai percorrer o país. Os ganhadores dividirão prêmio de R$ 533 mil

O Sesc selecionou 34 filmes para compor a Mostra Sesc de Cinema 2018. Os 27 curtas e 7 longas, escolhidos entre 1.061 filmes inscritos, serão exibidos em todo o país e dividirão um prêmio total de R$ 533 mil (R$ 13 mil para os curtas e R$ 26 mil para os longas). “O objetivo é incentivar e promover a difusão da produção cinematográfica brasileira que não chega ao circuito comercial de exibição”, destaca Marco Aurélio Fialho, analista de cultura do Departamento Nacional do Sesc.

Além da premiação em dinheiro, os selecionados ganham o licenciamento para exibição pública nacional, nas unidades do Sesc e em instituições parcerias.

Na Mostra Sesc de Cinema, todas as cinco regiões do país estão representadas na programação: quatro filmes são da região Norte, seis do Centro-Oeste, sete da região Nordeste, oito do Sul e nove do Sudeste do país. “Com mais essa iniciativa nacional, o Sesc cumpre uma missão importante da sua atuação na área cultural, que é democratizar o acesso ao cinema, além de permitir que artistas e cineastas de todo o Brasil mostrem seus trabalhos ao grande público”, reforça Fialho.

Entre os selecionados de 2018 estão os longas “Lamparina da Aurora” (MA), uma ficção experimental sobre o tempo protagonizado por um casal de idosos; “Escolas em Luta” (SP), documentário atual que mostra o poder das redes sociais e aplicativos para o início de uma revolução estudantil; “O Sol Nasceu Para Todos” (DF), filme que retrata a história de uma das maiores favelas da América Latina, com um olhar da própria comunidade, como lugar de resistência, solidariedade e de preservação cultural.

Entre os curtas estão “Vesti La Giubba” (DF), um filme tocante, inspirado na ópera Pagliacci, de Ruggero Leoncavallo; “Romana” (TO), documentário em preto e branco que narra a história da Mãe Romana, uma mulher vista pela população local como um misto de profetisa e louca, religiosa e artista; a animação “Metempsicose” (AC), que apresenta um mundo devastado pelas mãos do homem; “O Elogio da Sombra” (MS), um surpreendente filmete experimental, onde uma dançarina se envolve com as sombras e memórias de um lugar misterioso; “Labor” (ES), filme que esbanja criatividade em sua narrativa para mostrar como o personagem central lida com a paixão pela música e o trabalho à frente de uma fábrica familiar centenária.

Em sua segunda edição, a Mostra Sesc de Cinema teve 1.061 filmes inscritos, sendo 952 curtas e 109 longas. A escolha das obras que vão compor a mostra nacional foi feita por uma comissão formada por profissionais do Sesc e especialistas das áreas de cultura e cinema.

Os selecionados concorrem ainda a prêmios de destaque em sete categorias: Direção, Roteiro, Direção de Fotografia, Montagem, Direção de Atores, Som e Direção de arte. O anúncio será feito em outubro, durante evento no Rio de Janeiro.

Confira abaixo todos os 34 selecionados por estados

NORTE – a região Norte não selecionou filmes de longa-metragem

Curtas
Dom Kimura – (AM)
A História de Zahy – (PA)
Romana (TO)
Metempsicose (AC)

NORDESTE

Longas

Aurora 1964 (PE)
Lamparina da Aurora (MA)

Curtas

Galeria de Rua (PI)
Fantasia de Índio (PE)
Atrito (PB)
Os Desejos de Miriam (AL)

Infanto-juvenil

Òrun Àiyé – a Criação do Mundo (BA)

CENTRO-OESTE

Longas

O Sol Nasceu Para Todos (DF)

Curtas

Aquele Disco da Gal (MT)
Vesti La Giubba (DF)
A Piscina de Caique (GO)
O Elogio da Sombra (MS)

Infanto-juvenil

O Menino Leão e a Menina Coruja (DF)

SUDESTE

Longas

Baronesa (MG)
Escolas em Luta (SP)

Curtas

A Gis (SP)
Entremundo (SP)
Labor (ES)
Lençol de Inverno (MG)

Infanto-Juvenis

Médico de Monstros (SP)
No caminho da escola (ES)
Metamorfose (MG)

SUL

Longas

Leste-Oeste (PR)
Desvios (RS)

Curtas

Flecha Dourada (SC)
Mãe dos Monstros (RS)
Cosme (RS)
Secundas (RS)

Infanto-juvenil

Nham-nham, a criatura (SC)
Garoto VHS (SC)

Anterior Oficina gratuita ensina a fazer horta em casa na Matsuflora DF
Próximo 360 Cozinha Contemporânea aposta em clássicos saborosos