Projeto musical promove às quartas e sextas-feiras, de maio a agosto, apresentações de artistas locais e nomes consagrados do Distrito Federal em escolas públicas, no IAC e na Igrejinha da cidade mais antiga entre as regiões administrativas

O “Sarau Cultural no Interior” volta a movimentar o cenário musical de Planaltina. De maio a agosto, a cidade de 159 anos, a mais antiga entre as regiões administrativas do Distrito Federal, recebe a edição 2019 do projeto. Serão 15 apresentações de artistas locais e do DF, entre jovens músicos e nomes consagrados, que se apresentam às quartas e sextas-feiras em escolas públicas; no Instituto de Ação Comunitária (IAC), mais conhecido como Casa dos Idosos de Planaltina; e na Igreja de São Sebastião, a Igrejinha, construção do Século 19. A estreia acontece no próximo dia 22, das 15h às 16h30, com a apresentação do Quinteto Nacional, no Centro de Ensino nº 1.

Com curadoria do regente, professor de Música e violinista Thiago Francis, a segunda edição do projeto traz uma diversidade de estilos musicais, do erudito ao popular, como a catira de Planaltina, frevo, cavaquinho e chorinho. Em 2019 acontecem apresentações de orquestras de câmara, quinteto de sopros, quarteto de cordas, duo de soprano e tenor, duo de harpa e oboé, duo de violoncelos, quinteto de metais, grupos musicais de raiz, MPB, clássicos nacionais e internacionais, música latina e caipira (o violeiro Roberto Corrêa é uma das atrações. O músico se apresenta no dia 16 de agosto), proporcionando o encontro, a união e a simbiose dessas expressões musicais e culturais, com a comunidade local, resgatando parte do patrimônio imaterial nas diversas linguagens musicais de Planaltina, Brasília e do entorno do DF.

“O Sarau Cultural no Interior é um projeto que visa à promoção do acesso à cultura nos seus mais diversos níveis e o intercâmbio entre os artistas. Além de colaborar para a democratização da música, ele desperta, incentiva e resgata o gosto pela música pela comunidade. Através do projeto queremos formar plateia e novos músicos, e oportunizar um espaço aos artistas, valorizando e resgatando seus trabalhos.”, observa Thiago Francis, também curador da edição de estreia do projeto que teve a sua viabilização através do Fundo de Apoio à Cultura (FAC).

“Planaltina é uma cidade carente de iniciativas culturais. O nosso objetivo é democratizar a cultura. As práticas musicais são atividades dinâmicas e colaborativas. Temos que instigar a formação de novos músicos, abrir os olhos e ouvidos para os diversos estilos musicais e precisamos valorizar as nossas raízes. Não podemos deixar que a catira e a música caipira, por exemplo, desapareçam.”, afirma Beatriz Borges Guimarães, autora do projeto e colaboradora do IAC, popularmente conhecida por Casa dos Idosos, entidade criada pela mãe, Maria Alice, e seu pai, Salviano Guimarães, quando administrador de Planaltina.

O IAC, espaço que receberá também as apresentações do Sarau Cultural no Interior, foi fundado em 1981 por um grupo de voluntários. A instituição sem fins lucrativos oferece várias atividades, sobretudo nas áreas de cultura, educação, socialização e turismo, aulas de teatro e dança, além de jogos e uma biblioteca aberta à comunidade. O público é composto majoritariamente por maiores de 65 anos, mas as atividades são abertas a todas as idades.

As apresentações da edição 2019 do Sarau Musical no Interior nas escolas acontecem às quartas-feiras, das 15h às 16h30 e no IAC, às sextas, sempre às 20h. Na Igrejinha, às 16h.

Sobre o Quinteto Nacional

Formado por integrantes de várias regiões do país (SP, RJ, GO, PA e DF), todos residentes em Brasília, o Quinteto Nacional é composto pelos músicos Gedeão Lopes, Márcio Júnior (trompetes), Ellias Lucas(trompa), Ricardo Pacheco (trombone) e Fabio Moraes (tuba). Suas performances, sempre bem recebidas pelos músicos, vão do clássico ao moderno, passando pelos arranjos de músicas populares nacionais e internacionais

Sobre o Quarteto de cordas – Quarteto D’archet

O Quarteto D’archet foi fundado neste ano de 2019. O repertório musical é bem eclético vai desde o erudito até o popular. Sua formação instrumental é composta por dois violinos, viola e violoncelo. Os músicos são de Brasília e têm as formações espalhadas pelo Brasil. O quarteto de cordas é formado pelos músicos: Cássio Silva e Bianca Vieira, como violinos, na viola Carlos Eduardo e no violoncelo Guilherme Ficarelli.

Programação do Sarau Cultural no Interior 2019

Maio

Dia 22 – Quinteto Nacional – Centro de Educacional 1 – Centrão – Setor Educacional Lote A – próxima a Igreja Adventista, próxima a Rodoviária (ao lado as Feira)

Dia 29 – Quarteto de Cordas – Quarteto D’archet – Centro de Ensino Médio 2

Junho

(Nas escolas)

Dia 05 – Quarteto de Saxofone
Dia 12- Quinteto feminino de cordas
Dia 19 – Duo Soprano e Tenor
Dia 26 – Quinteto Ybytu

(No IAC)

Dia 14 – Regional do Choro
Dia 21 – As Merceditas – Grupo de mulheres em homenagem à Mercedes Sosa
Dia 28 – Duane e banda

Julho

(No IAC)

12 – Duo Cardenas
19 – Banda Mosg
26 – Cleiton e banda

Agosto

(Na Igrejinha)

Dia 09 – Música Barroca
Dia 16 – Roberto Corrêa
Dia 23 – Igrejinha – Duo Harpa e Oboé

Nas escolas, às quartas (das 15h às 16h30), visando formação de plateia
No IAC, às sextas, sempre às 20h (noite popular para um público saudoso de música regional e popular)
Na Igrejinha, às 16h (música clássica e caipira)

Anterior Festival gastronômico realiza aulas-show no Taguatinga Shopping
Próximo Dorgival Dantas na 10ª edição da festa junina do Arraiá Legis