A Referência Galeria de Arte divulga a programação de exposições individuais, lançamento de livro e participação em feira de galerias para o ano

Em 2020, a Referência Galeria de Arte completa 25 anos e se consolida no mercado nacional como uma das mais longevas e importantes galerias de arte contemporânea do país. Fundada em 1995, com uma icônica exposição de Amilcar de Castro, a Referência criada pela galerista Onice Moraes dá continuidade à sua proposta de apresentar ao público as obras de artistas de Brasília e do Brasil relevantes para a construção da história da arte brasileira.

“Temos um compromisso com os artistas e o público que se renova a cada ano. Por meio de exposições, feiras, atividades formativas e educativas, alavancamos tanto a produção como a comercialização dessa produção, fazendo com que toda a cadeia produtiva das artes visuais continue operando”, afirma Onice.

Para este ano, o calendário de ações cujo planejamento começa com um ano de antecedência, apresenta uma predominância de exposições individuais, com mostras de Luiz Dolino, Alice Lara, José Roberto Bassul, Gê Orthof, Luiz Mauro, João Angelini e Wagner Barja. A pesar da programação de individuais estar fechada, a galeria tem espaço na agenda para manobra e com isso colocar outras mostras – retrospectivas, coletivas ou de acervo. “Pelo 14º ano, levaremos obras de artistas para a SP-Arte, uma das mais importantes plataformas de divulgação e venda de arte no mundo. Os artistas expostos no estande da Referência têm grande visibilidade por parte de curadores de instituições privadas e públicas e colecionadores, o que potencializa a disseminação da produção desses artistas”, explica.

Para a SP-Arte, a Referência levará obras de artistas de Brasília, do Centro-Oeste e do Brasil. “Os artistas do Centro-Oeste – do eixo Brasília – Goiânia -, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul estão ganhando cada mais visibilidade nacional e internacional. Este é o momento de apresentarmos a maior variedade possível de uma vasta e importante produção que prima muito pela pesquisa de linguagem, estética e ética”, completa Onice.

Veja a programação da Referência para 2020

No dia 28 de janeiro, acontece o lançamento do livro do artista carioca radicado em Petrópolis Luiz Dolino, com a exposição de um recorte de sua produção, marcada por elementos gráficos e uma clara inspiração geométrica. A mostra fica em exibição até o dia 1º de fevereiro.

A artista Alice Lara ocupará a Galeria Principal da Referência de 6 a 29 de fevereiro com uma mostra de pinturas que são resultado de uma residência artística iniciada em dezembro de 2019 no Ateliê Pé Vermelho, em Planaltina.

De 7 de março a 11 de abril, o fotógrafo José Roberto Bassul apresenta sua nova produção, uma pesquisa de linguagem e de imagem iniciada em 2019 e que tem curadoria de Marília Panitz.

No início de abril, a equipe da Referência se desloca para o Pavilhão da Bienal de São Paulo para 14º participação na SP-Arte, uma das principais feiras de galerias de arte do mundo, para onde levará obras de artistas de Brasília e do Brasil que são referência no mercado de arte contemporânea. Entre os nomes confirmados estão Adriana Vignoli, Alice Lara, André Santangelo, Carlos Vergara, Christus Nóbrega, Cláudio Tozzi, David Almeida, Evandro Soares, Gê Orthof, Helô Sanvoy, João Angelini, José Roberto Bassul, Karina Dias, Luiz Áquila, Luiz Mauro, Matias Mesquita, Patrícia Furlong, Pedro Gandra, Ralph Gehre, Raquel Nava e Virgílio Neto.

Ainda em abril, o premiado artista visual Gê Orthof abre a primeira mostra individual em Brasília depois de cinco anos. São trabalhos resultantes de pesquisas de linguagem e memórias que perpassam pela sua obra em objetos escultóricos, desenhos e outras técnicas. A mostra abre no dia 18de abril e segue até o dia 23 de maio.

De 4 de junho a 4 de julho, o artista goiano Luiz Mauro apresenta a mostra formada por desenhos e pinturas de ateliês de artistas que formaram a história das artes no mundo.

O segundo semestre traz em setembro a mostra de multilinguagens de João Angelini. Com desenho, pintura estratigráfica, videoinstalação e animação. A mostra ocupará as duas galerias da Referência, a Principal e a Acervo, de 19 setembro a 24 de outubro.

Encerrando as mostras individuais de 2020, de 31 de outubro a 30 de novembro, Wagner Barja realizará uma mostra com obras inéditas, que o artista prepara para sua primeira exposição na Referência.

A Referência Galeria de Arte fica na 202 Norte, Bloco B, Loja 11 – Subsolo – Asa Norte, Brasília-DF. Telefone: (61) 3963-3501. Visitação, de segunda a sexta, das 10h às 19h, e sábado, das 10h às 15h.

Anterior Grito de carnaval com o bloco Eduardo e Mônica
Próximo Mais de 5 milhões já assistiram Minha Mãe É Uma Peça