Com o melhor do samba de Brasília, Quintal da Dona Graça promove esquenta para o carnaval. Evento acontece no sábado, dia 4 de fevereiro, no Park Way

Brasília, hoje, é um dos principais redutos do samba no país. Daqui já saíram nomes que fazem grande sucesso por todo o Brasil e o mundo. E como o brasiliense adora uma folia, o Quintal da Dona Graça (Park Way) promove, no sábado (04/02), um esquenta para o carnaval com uma saborosa feijoada e muita música boa.

O espaço recebe uma programação com artistas renomados da cidade que prometem agitar a galera. Sobem ao palco atrações locais já conhecidas das mais importantes rodas de samba da capital federal. Nomes como Dudu 7 cordas, Teresa Lopes, Valerinho Xavier e Gigi Capozzoli se apresentam das 13h às 16h30. Em seguida, DJ Mafra traz muita brasilidade com sucessos de todas as épocas.

Dudu Sete Cordas

Luiz Eduardo de Souza, o Dudu Sete Cordas, é um descendente do choro e do samba de Brasília. O “Sete Cordas” do nome, inclusive, foi uma herança familiar, vinda do tio Brito (mentor de vários artistas Brasil afora). Autodidata no cavaquinho, Dudu já tocava violão no grupo Novos Chorões quando, aos 17 anos, assumiu o sete cordas, lugar que era ocupado pelo tio. Desde então, passou a se apresentar com este e outros grupos na capital federal, também como cantor e compositor, onde conquistou prestígio e reconhecimento na cena musical da cidade.

Outra pérola da carreira de Dudu é a participação no álbum “Eu Compositor”, 2 Ed. (2019), de Milsinho, ex-integrante do Fundo de Quintal (disponível no Spotify). Metade das 16 faixas foi composta por Dudu. O violonista tem músicas gravadas em samba, forró, choro e pagode, com inúmeros artistas da cidade, entre eles, Márcio Marinho, Kris Maciel, George Lacerda e tantos outros. Hoje, além dos shows solo no Clube do Choro, Dudu também se apresenta com o grupo 7 na Roda, grande referência nas rodas de samba de Brasília.

Teresa Lopes

Conhecida pela interpretação diferenciada, grande potencial vocal, pesquisa de repertório refinada e musicalidade marcadamente influenciada pelas sonoridades afro-brasileiras, Teresa é uma fiel representante do samba produzido em Brasília e do legado cultural de grandes cantoras negras brasileiras.

Criada em um ambiente familiar especialmente musical, a brasiliense vem no decorrer de seus 17 anos de carreira emprestando sua voz ao samba. Em sua trajetória, figuram apresentações junto a nomes consagrados do samba, como Almir Guineto, Luís Carlos da Vila, Neguinho da Beija-Flor, Fundo de Quintal, Arlindo Cruz e Fabiana Cozza. Já se apresentou em outros países como Portugal, Holanda e Noruega.

Giovanna Capozzoli

De família de músicos, começou sendo vocalista de uma banda de rock, aos 17 anos, e descobriu seu caminho na música. Seu primeiro trabalho, de fato, foi no Forró Pé de Serra, onde formou um grupo com amigos, de nome Trio Mestre Lua, em 2017. Cantora e triangulista no projeto, participou do Festival Nacional de Forró em 2017 e 2018, ganhando o prêmio de Revelação Feminina do Festival em 2017.

Em 2018, se encantou pela história, ritmo, pessoas e quis seguir sua trajetória no Samba e pagode, traçando seu caminho nas rodas de samba da cidade. Cantora e percussionista, leva a sua voz e seus instrumentos no projeto “Pagode da Gigi”, com muito samba, pagode e um repertório vasto para dançar e se apaixonar.

Valerinho Xavier

Filho e sobrinho de músicos fundadores do Clube do Choro de Brasília, Valerinho Xavier, de 41 anos, iniciou sua carreira musical aos 13 anos de idade tocando percussão de maneira bem informal. Aos 14 anos, incentivado por amigos e parentes, decidiu estudar Pandeiro. Com a mesma idade foi convidado por Fernando César e Hamilton de Holanda para gravar participação no disco “Dois de Ouro – A nova cara do velho choro” como pandeirista, sendo este o seu primeiro trabalho em estúdio.

Por ser músico de grande versatilidade, cantando e tocando diversos instrumentos de harmonia e percussão, já trabalhou com diversos artistas de renome nacional e internacional, dentre eles: Jorge Aragão, Paulinho da Viola, Armandinho, Jair Rodrigues, Dona Ivone Lara, Beth Carvalho, Dudu Nobre, Arlindo Cruz, entre outros.

Como produtor musical, foi responsável pela gravação de vários CDs e DVD’s, dentre eles os das cantoras Renata Jambeiro e Ana Cristina, Banda Carnavália, Dhi Ribeiro, Banda Clima de Montanha e Milsinho. Fez diversas apresentações em vários países, dentre eles: Argentina, Espanha, Haiti, Gana, Estados Unidos, Canadá, Israel, Palestina, China, Chile, Portugal, representando o Clube do Choro de Brasília e com os Grupos Choro Livre e Coisa Nossa.

Gastronomia

Como a comida e a alegria são sempre liberadas, a entrada dá direito a um buffet completo, que será servido das 12h às 16h, assinado por Graça Yoda, anfitriã que dá nome ao espaço. Entre as opções para saborear, deliciosas receitas, como feijoada completa, feijoada simples, arroz branco, salada, couve, laranja, farofa, macarronada, estrogonofe de frango, batata frita e torresmo.

“A feijoada será a grande estrela do cardápio. O público poderá provar receitas autênticas, afetivas e muito saborosas. Os pratos foram pensados especialmente para a ocasião e tenho certeza que todos irão se apaixonar pelos sabores e temperos”, explica Graça. Um buffet de sobremesas e petiscos também estará disponível entre 14h e 18h. Já a bebida é vendida à parte, tendo itens como água, refrigerante, suco natural, cerveja e caipirinha entre as sugestões.

Os ingressos estão disponíveis no Sympla, no valor de R$40 (crianças de 4 a 10 anos) e R$98 (adultos e crianças a partir de 11 anos).

Quinta da Dona Gra̤a РFeijoada com Samba

Data: 4 de fevereiro (sábado)
Horário: a partir 12h
Endere̤o: SMPW 4, Рconjunto 3, lote 11
Valor: R$40 (crianças de 4 a 10 anos) e R$98 (adultos e crianças a partir de 11 anos)
Ingressos: https://bileto.sympla.com.br/event/79809/d/177654/s/1202160