Performance artística idealizada por trabalhadoras e trabalhadores do setor cultural volta a espalhar empatia, amor e afeto nas ruas e no céu da capital do Brasil

“Quem partiu é amor de alguém”, uma Vigília Silenciosa sob a direção de Hugo Rodas e José Regino chega ao seu terceiro ATO nesta segunda-feira, dia 15 de junho. A idealização dos Atos, que compõem uma série de cinco performances, partiu da sensibilidade de profissionais da cultura do DF e têm como propósito afirmativo de que todas as vidas importam e de espalhar empatia, amor e afeto.

O primeiro ATO, realizado dia 1º de junho, nos arredores da Rodoviária do Plano Piloto, foi em solidariedade às vítimas da Covid-19. O segundo, que ocupou a Praça do Museu da República no dia 8, reforçou o clamor pela manutenção do estado democrático, denunciou o racismo, o genocídio dos povos indígenas, aos descasos do governo federal frente à pandemia e a cultura nacional.

O terceiro ato de “Quem partiu é amor de alguém” terá como cenário a Catedral de Brasília, obra assinada por Oscar Niemeyer. A atividade coletiva prestará homenagem a todos os profissionais da saúde. A série de Vigílias Silenciosas, em formato de performance, apresenta uma modalidade artística híbrida, que mescla as linguagens do teatro, do circo, das artes visuais, do audiovisual e arquitetônicas.

Para este próximo ato, a coordenação espera a participação de 120 performáticos, e todos e todas seguirão todas as medidas de segurança recomendadas pela OMS.

De impacto visual marcante aliado à força poética, os registros das vigílias, em vídeo e foto, vêm estampando galerias virtuais e matérias em veículos de imprensa nacional e ao redor do mundo, bem como rendeu importante cobertura jornalística na mídia local.

A coordenação convida a todas e a todos a espalharem amor, afeto e empatia nas redes: “Acessem, sigam e compartilhem imagens postadas no perfil @quempartiueamordealguem, no Instagram, utilizando as hashtags #QuemPartiuéAmordeAlguém #VigíliaSilenciosa #FiqueemCasa #LeiAldirBlanc #Somos70PorCento #Juntos #Coronavírus #Covid19 #ATAC #APTR #FrenteUnificadadaCulturadoDF #FórumdeTeatrodoDF #Performance”.

A performance será transmitida ao vivo, a partir das 17h do dia 15, através do perfil no Instagram @quempartiueamordealguem

Registros em vídeo

1º ATO: www.youtube.com/watch?v=cCB8scKtemM
2º ATO: www.youtube.com/watch?v=fSiQ43ohiN0

Serviço

3º Ato da Vigília Silenciosa: “Quem Partiu é Amor de Alguém”
Local: Catedral de Brasília – Esplanada dos Ministérios
Dia: 15 de junho, segunda-feira
Horário: das 17h às 17h30

Criação e produção coletiva: Hugo Rodas, José Regino, Débora Aquino, Jorge Luiz, Diana Bloch, Suene Karim, Genice Barego, Kazuo Okubo, Daniel Madsen, Marcelo Calil, André Gonzales, Claudia Leal, Sergio Bacelar, Marcius Barbieri, José Delvinei, Bruno Caramori, Boca, Joy Ballard, Rodrigo Machado, Monica Ramalho, Sylvio Novelli, Ju Borgê, Tereza Padilha, Anderson Formiga, Juju Seixas, Jin Lopes, Bruno Gurgel, Allex Medrado, Lucas Souza, Camila Gama, Carlos Pontes, Cleber Xavier, Cléria Costa, Cynthia Silva, Gustavo Vieira, Ingrid Soares, Kalebe Lizan, Lidi Leão, Maria Carneiro Madeira, Marinalda Barros, Nicolly Miriã, Paulo Roberto, Reinaldo Amaral, Larissa Morais, Guilherme Monteiro, Camila Rodrigues, Analise, Lucas Sued, Beatrice Martins, Kretã Kaingang, Bruno Gurgel, Viviane Cardell, Fernando Bressan, Israel Marcos, Moacir Macedo, Nonato Ray, Maria Clara Farias, Paulo Andrade, Alaor Rosa, Ana Beatriz, Jirlene Pascoal, Aline Leão, Beatrice Martins, Lucas Lírio, Lorena Matos, Cleide Soares, Clarice Cardell, Chico Nogueira, Amelinha Cris, Bárbara Rodrigues da Silva, Cássia Olivier, Maia Marques, Kakau Teixeira, Celia Matsunaga, Rosanna Viegas e grande elenco.

Anterior Livro traz receitas de família recheadas de memórias afetivas
Próximo Flausino e Sideral cantam poema especial de Cazuza