O bar Primo Pobre, localizado na Asa Norte, tem conceito baseado no estilo de vida urbano e traz um cardápio diferenciado e drinks autorais. Na programação musical deste final de semana se apresentam as bandas “Jazz na Carta”, “Jam Garden” e os Djs Chicco Aquino, Camila Jun, Hugo Drop, Underluv e Dj A

Com uma grande variedade de drinks e um cardápio gastronômico diferenciado e de qualidade, o bar Primo Pobre abre as portas, oficialmente, no dia 23 de agosto. Em um espaço inovador, junto com a Influenza Produções e com a Fuck Parlour, a nova casa, localizada no Bloco D da Comercial 203 Norte, traz um conceito baseado no estilo de vida urbano (Streetwise) e é voltada para um público diversificado, mas que tem em comum uma pegada de atitude e descontração.

A casa possui uma ambientação interna e externa, aproveitando também o jardim da quadra. A decoração mistura o moderno, o urbano e o underground, usando de forma inteligente objetos, cores e traços cotidianos da vida nas grandes cidades. Outro atrativo é um espaço de música, que terá curadoria da Influenza Produções, com som de Djs e apresentação de músicos locais e nacionais.

Cardápio diferenciado com preços acessíveis

O cardápio do Primo Pobre é uma atração à parte. A carta de drinks é assinada pelo renomado mixologista Gustavo Guedes, que acumula prêmios de coquetelaria mundo à fora. São mais de 15 variedades de drinks. Dentre eles, o “Cai Priminha” (Cachaça, Seriguela, Xarope de Cumaru, Bitter de Cacau e Flor de Sal); “Maldita Geni” (Bulleit Bourbon com Fat Wash de Bacon, Caramelo Salgado, Angostura Bitters com defumação de carvalho); e o “Pobre Russo” (Vodka, Maracujá com Açafrão, Gengibre, Fuck Fake APA, Angostura e espuma de Cupuaçu com Flor de sal). Há drinks para todos os paladares. Para quem é mais chegado na cerveja, estão presentes as marcas Stella Artois, Budweiser e Becks, além das artesanais Colorado e o Fuck Fake Chopp, que é produzido por um dos sócios do bar. E tem também o famoso e querido litrão.

Os petiscos têm a tutela do chef André Batista e conta com opções clássicas, mas com toques inusitados que fazem a diferença. Como por exemplo, a “Coxinha de Rabada” que é servida sem massa, acompanhada de maionese de agrião e o “Croquete de Eisbein” feitos de joelho de porco defumados, acompanhados de geleia de pimenta. Quem é vegano também tem vez no Primo Pobre. O sanduíche de cogumelos e o “Croquete de Jaca”, acompanhado de maionese de sirasha, prometem fazer sucesso. A casa também serve variados tipos de sanduíches e hamburguer, além de churrasquinhos. Dos tradicionais ao vegano, composto de cogumelos marinados.

O Bar Primo Pobre tem como sócios a Influenza Produções, a agência KABE, o salão Fuck Parlour, a bailarina Rayssa Ferreira e o empresário Guilherme Lavoratti (Cão Véio). A casa já vem funcionando soft open, desde o dia 16 de agosto. Neste final de semana de inauguração haverá uma programação musical intensa de sexta a domingo. Confira:

Programação musical

23.08 (Sexta)

· Jazz na Carta e Chicco Aquino

24.08 (Sábado)

· Jam Garden com DJ A + convidados e Hugo Drop

25.08 (Domingo)

· Boiler Rua com Camila Jun, Underluv e DJ A

Serviço

Bar Primo Pobre
Endereço: CLN 203 – Bloco D – Asa Norte
Horário de funcionamento
– Quarta 17h à 0h
– Quinta a Sábado 17h à 01h
– Domingo 15h às 23h

Anterior Cozinhas em mercados com preparo de receitas na hora
Próximo Jeremias Reis, vencedor do The Voice Kids Brasil em Brasília