A 1ª Mostra de Teatro On-Line APTI segue com mais dois espetáculos que ficarão disponíveis on demand durante o final de semana. Pós-F, de Fernanda Young, com Maria Ribeiro e Sônia- Um Ato Por Tolstói, com Mariana Muniz e direção de Elias Andreato, podem ser conferidos nos dias 5 e 6 de junho, sábado e domingo.

Dirigida por Mika Lins e com Maria Ribeiro em cena, Pós-F é inspirado em Pós-F, Para Além do Masculino e do Feminino, a primeira obra de não-ficção de Fernanda Young, que venceu o Prêmio Jabuti 2019, mesmo depois da precoce morte da autora em agosto daquele ano. O livro reúne textos autobiográficos e ilustrações da própria Fernanda que fomentam o debate sobre o que significa ser um homem e uma mulher nos dias de hoje. O Espetáculo trás um olhar, instigante sobre esse universo, realizado totalmente digital, dos palcos para as telas.

Este espetáculo-relato, de acordo com a diretora Mika Lins, procura ao máximo levar ao palco as experiências pessoais da autora. “Buscamos transformar o que é expresso na teoria em ação, na experiência pessoal dela. É quase como se a Fernanda estivesse em cena exposta como pessoa e contasse suas memórias e vivências. Para além das ideias avançadas propostas no livro pela Fernanda, a peça é muito baseada na visão pessoal que eu e a Maria Ribeiro tivemos depois que ela passou pelas nossas vidas. E eliminamos qualquer didatismo, pois é um espetáculo sobre uma artista, sobre uma criadora, sobre uma ficcionista”, explica.

Em Sônia – Um Ato Por Tolstó, o solo apresenta Sófia Andrêievna Tolstaia (cujo apelido era Sônia), a viúva de Liev Tolstói, autor de clássicos universais como Guerra e Paz e Anna Kariênina, a partir de uma visão feminina da relação conjugal que, desde o século 19, é tema de discussão na filosofia, na sociologia, na psicologia, na política e, claro, na literatura, onde Tolstói deu primazia biográfica para acontecimentos ligados direta ou indiretamente ao seu casamento.

Preparando-se para receber uma homenagem póstuma feita ao marido, a viúva Sófia Andreiêvna (Sônia) se debate contra as paredes de sua memória e acaba por revelar seu ponto de vista sobre um homem a respeito do qual o mundo inteiro pensava ter direitos.

A iniciativa é da APTI-Associação de Produtores Teatrais Independentes para arrecadar dinheiro para o Fundo Marlene Colé, que vem apoiando os profissionais das artes cênicas. Todo o valor da bilheteria será usado para auxiliar as mais de 30 mil famílias de profissionais da cultura, do Estado de São Paulo, afetados pela pandemia.

Serviço:

1ª Mostra de Teatro On-Line APTI
Dias 5 e 6 de junho – On Demand

Pós-F
De Fernanda Young. Direção: Mika Lins.
Com Maria Ribeiro.

Sônia – Um Ato Por Tolstói
Texto: Thiago Sogayar Bechara. Direção: Elias Andreato.
Com Mariana Muniz.

Ingressos: R$25, R$50 e R$100 (o cliente escolhe quanto quer pagar)
Vendas: www.apti.org.br/mostra-de-teatro

Informações: www.apti.org.br
Instagram: @apti_sp

Sobre Marlene Colé

A carreira de Marlene Colé nas artes começou cedo. Ainda jovem integrou o Grupo de danças folclóricas de Solano Trindade, fundado nos anos 70 em Embú das Artes, e mais adiante se tornou cantora da noite, tendo participado do show da inauguração do Teatro Nacional em Brasília.

De origem humilde, com o passar dos anos, para se sustentar começou sua carreira como camareira e nessa atividade trabalhou para uma legião de atores, atrizes e produções teatrais pelo Brasil a fora.

Quando morreu, em 2016, fazia parte da equipe de camareiras do Teatro Municipal de São Paulo, além de trabalhar em outras produções.

Marlene Colé não tinha parentes. E quando faleceu tinha alguns recursos em sua conta bancária, fruto de suas economias. Um grupo de amigos solidários de Marlene, entre artistas e técnicos que conviveram com ela, resolveu criar, com esses recursos o FUNDO MARLENE COLÉ, para apoiar artistas e técnicos que estivessem passando por necessidades, honrando assim o nome de Marlene que sempre foi muito preocupada em ajudar o próximo.

Atualmente A gestão do Fundo Marlene Colé está a cargo da APTI-Associação de Produtores Teatrais Independentes, com sede na Capital Paulista e conta com as instituições SATED-SP (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões do Estado de São Paulo), Cooperativa Paulista de Teatro e Coletivos de Circo, a parceria com a APTR (Associação de Produtores Teatrais) e o apoio do Artigo 5º, Sympla, Lista Fortes Brasil e Unibes.

CLIQUE ABAIXO E ACESSE + CONTEÚDOS SOBRE 👇
  #MÚSICA   #TEATRO&DANÇA   #GASTRONOMIANODF   #RECEITAS  
#ARTESVISUAIS   #FILMES   #SÉRIES   #TVABERTA&ASSINADA
 #LITERATURA   #TURISMO   #EVENTOS

SIGA E CURTA AS NOSSAS REDES SOCIAIS
  FACEBOOK/DIVERSAOAQUITEM   INSTAGRAM/DIVERSAOAQUITEM
TWITTER/DIVERSAOAQUITEM

Anterior Parabéns, Você Vai Ser Papai! Sucesso faz G7 prorrogar
Próximo MaYuu Sushi - Águas Claras agenda musical de 3 a 5