A exposição Pop-Mosaïque é composta por treze obras do artista alegretense Guto Vilaverde, criadas entre 2019 e 2020. A técnica utilizada é o mosaico com azulejos

Essa arte milenar é utilizada por diferentes civilizações, cujos primeiros registros datam de 2.600 A.C. São utilizados pequenos pedaços ou cacos de objetos, entre eles, os azulejos. Representa a colagem próxima de pequenas peças, formando um efeito visual (seja um desenho, figura, representação), que envolve organização, combinação de cores, de materiais e de figuras geométricas.

O artista tem uma história consolidada na arte do mosaico, começou a quebrar e a juntar os primeiros cacos de azulejos no final dos anos 90, na África do Sul, país onde viveu por mais de dez anos. Na sua trajetória e obra estão versões baseadas em fotos marcantes. Também se especializou em eternizar retratos feitos sob encomenda, além de imagens de personalidades contemporâneas.

Pop-Mosaïque é inspirada na pop arte, no cinema e nos ícones culturais e políticos contemporâneos.

GUTO VILAVERDE

Guto Vilaverde tem uma trajetória consolidada na arte do mosaico. O artista brasileiro começou a quebrar e juntar os primeiros cacos de azulejos no final dos anos 90, na África do Sul, país onde viveu por mais de dez anos. Em Johannesburg, visitando uma loja de produtos para mosaicos, conheceu alguns artistas locais que lhe mostraram os equipamentos necessários para criação de mosaicos, e ali mesmo, informalmente, recebeu algumas dicas de como fazer seu primeiro trabalho.

Foi inspiração à primeira vista. Daquele dia em diante o mosaico passou a fazer parte da vida do artista, que já havia transitado pela dança, pelas artes cênicas, mas que até então não havia encontrado uma manifestação artística que realmente lhe completasse.

Fortemente influenciado pela estética da pop art, do cinema cult e da arte de rua, o artista autodidata passou a retratar personalidades que influenciaram as artes, a política e as lutas por um mundo mais justo e mais igualitário. Usando cacos de azulejos de cores vibrantes, retrata as caras que marcaram a história contemporânea.

Hoje, mesmo vivendo em sua cidade natal, Alegrete, no sul do Brasil, suas obras são conhecidas no país, e com a ajuda da internet, sendo apreciadas em outros países também. Recentemente o artista participou de uma exposição na Van Der Plass Gallery, em Nova Iorque. Muitas dessas obras são feitas sob encomenda, outras para homenagear ícones, como a atriz brasileira Fernanda Montenegro, cujo retrato em mosaico irá participar de uma grande exposição em comemoração aos seus 92 anos, com data ainda indefinida devido a pandemia.

Acesse a exposição virtual http://www.sesc-rs.com.br/galeriavirtual/gutovilaverde/

Pop-Mosaïque
Fernanda Montenegro 2020, Dimensões: 85x95cm, Técnica: Mosaico com retalhos de azulejo

 

Pop-Mosaïque
Cartola 2019, Dimensões: 80x80cm. Técnica: Mosaico com retalhos de azulejo

 

💬
ACESSE E DIVULGUE NOSSA PÁGINA DE APOIO DA REVISTA E SITE
AQUI TEM DIVERSÃO 👇

💬OU APOIE COM QUALQUER VALOR!

 

Anterior Louis Tomlinson anuncia datas da turnê brasileira em 2022
Próximo Menus degustação do Bla’s Cozinha Criativa e do Le Parisien