Cia PeQuod estreia releitura em anime de Pluft, o fantasminha no Teatro do Sesi São Paulo

Com recursos especiais de luz e teatro de bonecos, grupo carioca recria clássico de Maria Clara Machado com referências da cultura japonesa.

São Paulo recebe, entre os dias 26 de agosto e 4 de dezembro de 2022, a temporada de estreia da mais recente montagem de Pluft, o fantasminha, clássico de Maria Clara Machado. De autoria da premiada Cia PeQuod – Teatro de Animação do Rio de Janeiro, o espetáculo usa teatro de bonecos e recursos especiais de iluminação para dar uma nova roupagem ao texto. A montagem estará em cartaz no Sesi São Paulo com sessões de quintas e sextas, às 11h e sábados e domingos, às 15h. A reserva gratuita de ingressos pode ser feita pela site www.sesisp.org.br/eventos.

O fato de estrear em São Paulo, cidade com a maior colônia japonesa fora do Japão, inspirou o diretor Miguel Vellinho a trazer para a montagem referências de mangás e animes infantis como A princesa Mononoke, Ponyo e Meu amigo Tororo. Além disso, tanto os manipuladores como os bonecos usam trajes de inspiração oriental e dialogam também com elementos trazidos pela design de moda Eiko Ishioka. “Sempre trabalhamos com a técnica da manipulação direta, oriunda do Bunraku japonês. Essa montagem reverencia os tantos pontos que aproximaram e aproximam Brasil e Japão há tanto tempo”, pontua Miguel Vellinho, diretor da peça.

Da mesma forma que há a presença da forte ancestralidade nipônica como inspiração para a peça, há também o apreço tecnológico característico que inspirou a PeQuod a usar recursos especiais de iluminação via Wi-Fi, atrelando tecnologia com a produção artesanal dos bonecos, que foram confeccionados por duas artistas que vieram da França para esse propósito. Uma delas é Maria Cristina Rego Barros, antiga integrante da PeQuod.

Em cena, a clássica obra ganha mais dinamismo e ação, com mudanças nas personalidades e nomes de alguns personagens. “A mãe de Pluft, que trazia elementos próximos de uma matriarca do século passado, com ênfase aos trabalhos domésticos, reaparece de forma renovada e atualizada aos tempos de agora. Já o famoso Pirata Perna de pau reaparece como Cara de Mau, atenuando uma visão capacitista que existia quando o texto foi escrito”, conta a atriz Liliane Xavier.

O desejo de produzir um olhar contemporâneo para a obra de Maria Clara Machado surgiu durante a pandemia, na celebração dos 100 anos da escritora. As reuniões entre direção e elenco começaram ainda de forma online, com a leitura e estudo do texto.

Concepção da Montagem

A Cenografia do espetáculo nasce de um jardim japonês, com a presença de elementos característicos daquele país. O traço de inspiração oriental também surge na janela que indica o sótão da casa onde a ação acontece, dividindo o interior do exterior a ser pintado na tela de fundo.

Para ambientar a história, as cores da luz dos fantasmas mudam conforme os sentimentos dos personagens, enfatizando momentos de medo, raiva e vergonha.

Sobre a Cia PeQuod

Companhia carioca com 22 anos de atuação que se dedica ao teatro de animação, a PeQuod aposta na interseção de linguagens como um de seus diferenciais. Desde sua fundação vem aprofundando experiências que tem resultado numa cena de renovação para o Teatro de animação e que tem refletido uma aproximação entre o Cinema, a Performance, a Dança e a Cultura pop contemporânea.

Sinopse

Inspirada pela estética dos animes e mangás, a Cia PeQuod celebra os 100 anos de Maria Clara Machado, uma das maiores autoras brasileiras do teatro para crianças.

A PeQuod encena a obra mais famosa da dramaturga, “Pluft, o fantasminha”. O célebre personagem, que morre de medo de gente, viverá uma grande aventura ao encontrar a menina Maribel, sequestrada pelo temido pirata Cara de Mau. Esse encontro inusitado dá ao protagonista o impulso e a coragem para crescer e enfrentar o mundo.

Ficha Técnica

Texto original de Maria Clara Machado
Dramaturgia e adaptação Cia PeQuod – Teatro de animação
Direção Miguel Vellinho
Elenco Caio Passos, Liliane Xavier, Márcio Nascimento, Mariana Fausto, Marise Nogueira e Raquel Botafogo
Cenografia Doris Rollemberg
Figurinos Kika de Medina
Iluminação Renato Machado e Maurício Fuziyama
Criação e escultura dos bonecos Maria Cristina Paiva e Mathilde Plisson
Equipe de confecção bonecos e adereços
Arlete Rua, Diego Diener, Diirr, Eduardo Andrade, Fampa Artes, Gustavo Kaz, Miguel Vellinho, Rogerinho Assis e Thaisa Violante.
Adere̤os c̻nicos Eduardo Andrade РArte 5
Adereços de figurino Arlete Rua
Iluminação dos bonecos Maurício Fuziyama
Operador de luz Felipe Miranda
Operador de som Edson Rubens Soldi e Alessandro Aoyama
Sonorização Alessandro Aoyama
Cenotécnicos Anderson Batista Dias Veiga e Djavan Costa
Equipe de montagem de luz Felipe Miranda, Larissa Kalusinski e Maurício Fuziyama,
Costureira cenário Nice Tramontin
Costureiras bonecos Maria Amélia da Silva e Maria do Carmo
Assistente adereços cênicos Marcely Soares
Assistente de produção Gustavo Kaz
Programação visual Roberta de Freitas
Fotos Renato Mangolin
Assessoria de imprensa Assessoria de imprensa: Canal Aberto – Daniele Valério, Márcia Marques e Rafaella Martinez
Assessoria de mídias digitais Rafael Teixeira
Produção local Augusto Vieira
Produção executiva Thiago Guimarães
Direção de Produção Liliane Xavier
Coordenação geral Lilian Bertin e Thiago Guimarães
Idealiza̤̣o Cia PeQuod РTeatro de Anima̤̣o
Realização SESI São Paulo

Serviço

“Pluft, o fantasminha” da Cia. PeQuod – Teatro de Animação
Datas: 26/08 a 04/12
Quintas e Sextas 11h00, Sábados e Domingos 15h00
Local: Teatro do Sesi-SP – Av. Paulista, 1.313 (Metrô Trianon-Masp)
Duração: 60 minutos
Gênero: infantil
Classificação indicativa: livre

A reserva gratuita de ingressos pode ser feita pelo site www.sesisp.org.br/eventos.

Quintas e sextas, às 11h, as sessões são direcionadas aos grupos e escolas. O agendamento pode ser feito pelo e-mail: [email protected]

Mais informações: http://www.centroculturalfiesp.com.br.