Pátio Talks recebe o coach Carlos Neymer, que mostrará como as pessoas orientam seus comportamentos
O Pátio Talks desta semana é para quem quer aprimorar as vendas. O evento, que reúne especialistas de diversas áreas para palestras gratuitas na Praça Central do Pátio, acontece sempre às quartas-feiras, às 18h30. E o encontro desta semana, no dia 18, será sobre Perfis Comportamentais, com o master coach Carlos Neymer.
Carlos é professor de negócios da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e instrutor do Sebrae Nacional. Durante a palestra, vai mostrar quais são os principais perfis comportamentais e como eles podem ser usados a favor das relações de negócio e comerciais. Hoje, são considerados quatro perfis de comportamento: dominantes, influentes, estáveis e analíticos.
A metodologia D.I.S.C de mapeamento de perfil, que será a apresentada na palestra de quarta, já é utilizada por mais de 50 milhões de pessoas em todo mundo. Ela é importante porque:
  • Possibilita o aprimoramento das habilidades de liderança e relacionamento interpessoal.
  • Permite a construção de metas congruentes com cada composição de perfil, levando-se em consideração os seus pontos fortes e pontos de melhoria.
  • Facilita a diminuição de conflitos e ruídos de comunicação entre os colaboradores de uma equipe.
  • Oferece um direcionamento eficaz para a contratação e relocação de colaboradores de modo a colocar as pessoas certas nos lugares certos.
  • Aumenta a produtividade por meio da congruência entre diferentes tarefas e seus respectivos perfis.
  • Facilita a construção de equipes de alta performance.

Sobre o tema

Não é de hoje que a ciência busca compreender melhor os padrões e motivos de nossos comportamentos. Na Grécia Antiga, há dois mil anos, o estudioso Hipócrates, então considerado o pai da medicina ocidental, apresentava um modelo quadriforme que buscava retratar os principais padrões de comportamento humano. Rompendo com o misticismo da época, elaborou um método de diagnose pautado na observação não só dos sintomas da doença, mas também nos traços de personalidade que acompanhavam cada enfermo.

Mais à frente na história, o psiquiatra suíço Carl Jung desenvolveu um modelo baseado na maneira como nós seres humanos nos relacionamos com o meio interno e externo e propôs uma conjectura em que tal relação se daria por intuição, reflexão, emoção ou razão, nascendo, assim, a sua tipologia comportamental que, por sinal, também era quadriforme, constituída pelos tipos Produtor, Sensitivo, Intuitivo e Analítico.
Foi, contudo, em 1928, que o estudo do comportamento humano tomou forma e começou a chamar a atenção dos estudiosos e pesquisadores. O psicólogo e estudioso William Moulton Marston, em sua obra “Emotions of normal people”, apresentou o seu método de compreensão dos padrões de comportamento, temperamento e personalidade das pessoas. Então titulada como DISC, essa metodologia apresenta quatro tendências básicas de como as pessoas orientam os seus comportamentos:
Anterior Mostra A Arte do povo Brasileiro estreia em 18/9
Próximo CUFA oferece workshop gratuito de marketing digital