Circuito de atrações sensoriais de realidade virtual chega ao ParkShopping e promete levar os visitantes a viagens inusitadas e emocionantes

Entre os dias 12 a 31 de março acontece a Park Virtual, um circuito de atrações sensoriais de realidade virtual gratuito que será montado na Praça Central do ParkShopping. Com sete diferentes tecnologias, o evento irá oferecer aos visitantes um conjunto de experiências únicas e aventuras incríveis onde eles poderão ter a sensação de se tele transportar no tempo, no espaço e no imaginário.

Arte, game, vídeos, arquitetura, treinamento, terapias e negócios são alguns dos conteúdos que fazem parte da exposição que promete ficar no imaginário de quem participar do evento.

A experiência futurista que o Park Virtual promete só acontece graças as diferentes estações onde estão distribuídos recursos tecnológicos tais como o Leap Motion, um sensor de movimentos que possibilita a interação com o mundo virtual e controle das máquinas.

A Realidade Aumentada, por sua vez, integra informações virtuais a visualizações do mundo real, enquanto a Holografia se utiliza de uma técnica de registro de padrões de interferência de luz que geram imagens em três dimensões.

Continuando o tour, os visitantes experimentarão ainda mais a realidade virtual, com início em Cardboard e Gear VR, que proporcionam uma experiência de visualização 360º de jogos, filmes e fotos vistos de maneira imersiva, até chegar aos mais avançados Óculos Rift e HTC Vive, que oferecem uma experiência revolucionária permitindo que o público interaja de maneira efetiva com o ambiente virtual.

A visita pelo circuito tem duração de 20 minutos e acomoda grupos de no máximo 10 pessoas, que sempre estarão acompanhadas por um monitor especializado para explicar didaticamente cada tecnologia e seu uso aliando entretenimento, conhecimento, experimentação e diversão.

“Sempre ligado nas novas tendências, o ParkShopping quer proporcionar aos clientes o acesso às tecnologias com uma atração, que apresenta de forma divertida e lúdica o que há de mais moderno em termos de equipamento e inovação tecnológica”, afirma a gerente de marketing do shopping Natália Vaz.

Conheça agora um pouco mais sobre as tecnologias reunidas no Park Virtual:

Holografia: Concebida em 1948 pelo húngaro Dennis Gabor, a holografia só foi colocada em prática na década de 60 pelo norte-americano Theodore Maiman, que descobriu o laser, fonte ideal para a produção de hologramas. A holografia de prisma é uma forma de visualizar a olho nu imagens em 3D.

Leap Motion: Começou com Isaac Newton e seu estudo espectro de cores, a partir de 1672. Mais tarde, por volta de 1880, o astrônomo Willian Herschel resolveu fazer estudos relacionados à temperatura das cores e a descoberta do infravermelho.

Mas foi somente em meados do século XX que os detectores começaram a ser desenvolvidos. Hoje, são aparelhos que já se tornaram comuns, como o acender automático de uma lâmpada. No Leap Motion a precisão é tão grande que é possível controlar o computador à distância.

Realidade Aumentada: O nome explica o que acontece: aumentamos a percepção da realidade, inserimos elementos virtuais em uma imagem ou local físico (o marcador). A tecnologia foi massificada com a chegada do Pokèmon Go, mas sua ideia vem da década de 80 e somente nos últimos anos é que realmente vem ganhando força. É considerada uma tendência para o futuro, por especialistas.

Cardboard: O termo realidade virtual significa proporcionar um sistema totalmente imersivo, em que o usuário tem a sensação real de estar dentro do mundo virtual e é capaz de manipular os objetos ali presentes como se fossem de fato reais. Seu conceito vem dos anos 70, mas somente na década seguinte, com o Jaron Lanier, ele teve início, com simuladores multiusuários compartilhados.

Desenvolvido pelo Google, o Cardboard é a porta de entrada para esse universo. Mesmo com recursos de interação e imersão reduzidos, a experiência já abre oportunidades para o novo mundo virtual.

Gear VR: O desenvolvimento tecnológico trouxe celulares com processadores mais potentes e qualidade de imagem superior, possibilitando uma interação maior nesses conceitos de Realidade Virtual Portátil.

O Gear VR é uma parceria da Samsung com uma das pioneiras do setor, a Ocutus. É um gadget – dispositivo eletrônico portátil como celulares, smartphones, leitores de MP23 , entre outros – que permite ao usuário uma imersão e uma interação maior.

Óculos Rift: A Oculus construiu o primeiro protótipo dos óculos Rift em 2010, quando ainda era uma startup. Em 2014, o Facebook adquiriu a empresa por cerca de US$ 2 bilhões. Bem mais restritos pelo seu custo, esses “brinquedos” com suas máquinas custam a partir de R$18.000,00, mas ainda não há vendas ou entregas no Brasil.

Ele tem sensor de movimentos e um processamento de computador, não de celular. Com isso, os movimentos do usurário são reconhecidos e reproduzidos em tempo real no cenário virtual, com interação simultânea.

HTC Vive: Esse equipamento foi anunciado em 2015, em Barcelona. E, a partir desse momento, a ficção científica teve que buscar outros temas. Ele é o ápice da interatividade e da imersão.

Isso porque os sensores que o acompanham mapeiam uma grande área e permitem que o usuário caminhe no mundo real e seus passos sejam reproduzidos de forma fiel no ambiente virtual. Os controles também simulam pressão e tremem, trazendo novas sensações do mundo virtual para o real. A experiência transforma em real aquilo que era só virtual, pela percepção e reação do próprio corpo.

ParkShopping

Inaugurado em 1983, o ParkShopping costuma servir de palco para grandes eventos culturais, shows e exposições que ocorrem na cidade. Frequentado majoritariamente por público das classes A e B, o ParkShopping conta com um mix qualificado de marcas, ampla oferta de serviços e excelentes opções de lazer e entretenimento para os brasilienses. Os empreendedores do ParkShopping são Multiplan, Previ e IRB, com administração da Multiplan.

Multiplan

Atualmente, possui 19 shopping centers distribuídos pelo País: BarraShopping, New York City Center, ParkShoppingCampoGrande e VillageMall, no Rio de Janeiro (RJ); BH Shopping, DiamondMall e Pátio Savassi, em Belo Horizonte (MG); MorumbiShopping, ShoppingAnáliaFranco e ShoppingVilaOlímpia, em São Paulo (SP); JundiaíShopping, em Jundiaí (SP); ParkShoppingSãoCaetano, em São Caetano do Sul (SP); RibeirãoShopping e Shopping Santa Úrsula, em Ribeirão Preto (SP); ParkShopping, em Brasília (DF); ParkShoppingBarigüi, em Curitiba (PR); BarraShoppingSul, em Porto Alegre, e ParkShopping Canoas, em Canoas (RS); e Parque Shopping Maceió, em Maceió (AL).

O portfólio de shopping centers em operação totaliza uma ABL de 830.704 m², mais de 5.700 lojas e tráfego anual de consumidores estimado em 180 milhões. A Multiplan detém participação média de 77% em seus shoppings. Adicionalmente, a empresa possui dois conjuntos de torres comerciais com ABL total de 87.558 m², que somada à área total dos shopping centers, resulta em uma ABL de 918.262 m².

Serviço

Park Virtual
De 12 a 31 de março
Praça Central
Horário: 12h às 20h (último grupo às 19h40)
Grupo de 10 pessoas a cada 20 minutos
Duração da atividade: 20 minutos aproximadamente.
Menores de 14 anos somente acompanhados de responsável.

Anterior Colégio Objetivo cria campanha sustentável "Adote uma caneca"
Próximo Scalene se apresenta em Brasília e depois no Lollapalooza Brasil