Paris Paloma causa alvoroço ao anunciar seu álbum de estreia, Cacophony, e estreia na TV com uma performance de “Labour” no The Kelly Clarkson Show

A sensação do Reino Unido, Paris Paloma, usa as palavras como arma com seu lirismo ardente e vulnerável. Variando entre o delicado e comovente e o agressivo e vingativo, seu som etéreo tem influências do dark pop, folk e indie, criando uma discografia que evoca algo primordial, poderoso e inerentemente feminino. Ela anunciou que seu importante álbum de estreia, Cacophony, será lançado em 30 de agosto. O álbum de 15 faixas inclui suas faixas lançadas anteriormente “my mind (now)”, “drywall,” “as good a reason,” “yeti,” e o single viral “labour”, que está nas paradas da Billboard. Faça a pré-encomenda AQUI.

my mind (now)

“Adoro os aspectos ferozes e femininos da minha música”, diz Paris. “Ser vulnerável sem culpa é uma sensação selvagem – é a quebra de limites, um retorno a algo primitivo.”

Para dar início ao anúncio do álbum, Paris fez uma interpretação assombrosa de “labour” no The Kelly Clarkson Show. O grito de guerra que atingiu as mulheres em todo o mundo, ultrapassou 100 milhões de transmissões no Spotify, entrou na parada oficial de singles do Reino Unido e na parada da Billboard dos EUA, e foi trilha sonora de dezenas de milhares de TikToks, ganha novas asas na apresentação. Acompanhada por violoncelistas e um coral só de mulheres, a voz de Paris se eleva nos corredores da Tate Britain, famosa por sua marcante exposição de arte feminista Women in Revolt!.

Munida de uma coleção de músicas evocativas, Paris está levando seu show fascinante para os Estados Unidos em sua primeira turnê, que começa em 12 de junho em São Francisco, no The Chapel, e termina em 26 de junho em Nova York, no Bowery Ballroom. A turnê teve seus ingressos esgotados instantaneamente, somando-se à sua sequência anterior de shows com ingressos esgotados no Reino Unido e uma turnê europeia com Maisie Peters. Todas as datas futuras estão listadas abaixo.

No início de março, no Dia Internacional da Mulher, Paris causou um alvoroço com o anúncio de LABOUR (the cacophony), um novo EP que comemora o aniversário de um ano de “labour”. A postagem reacendeu o entusiasmo dos fãs, com mais de 6 milhões de visualizações no TikTok e 3 milhões de visualizações no Instagram. LABOUR (the cacophony) nasceu do cuidado simbiótico entre Paris e sua dedicada base de fãs.

LABOUR (the cacophony)

Ela cultivou uma comunidade on-line e fora da internet: no TikTok, seus 500 mil seguidores fazem com que seus vídeos (de pensamentos, trechos de músicas e momentos da turnê) tenham seis dígitos de visualizações. Arte e vídeos feitos por fãs que analisam suas letras estão presentes nas mídias sociais. Essas são raízes profundas, à medida que Paris ganha um reconhecimento mais amplo, da NME à Billboard, como artista em ascensão no YouTube e artista inovadora a ser observada em 2024 pela Amazon.

Por meio de suas letras ponderadas e confiantes, Paris Paloma pinta quadros e conta histórias com suas músicas, traçando paralelos entre o passado e o presente para trazer sua própria perspectiva sobre temas de amor, luto, morte e poder. Formada em Belas Artes pela Goldsmiths, suas composições e visuais são inspirados tanto na fantasia quanto na vida real, inspirando-se na mitologia, na história da arte e nos românticos, além da experiência humana. Cacophony é inspirada no livro Mythos, de Stephen Fry, que rumina sobre o mito da criação. “A partir desse bocejo cósmico caótico, surgiu a criação”, explica Paris, “portanto, esta é uma coletânea que dá sentido ao espaço avassalador da minha mente, onde vivem minha ansiedade, meu TOC e o processamento de traumas.”

“Explorando temas como feminilidade, luto, amor, morte e poder, a cantora e compositora britânica Paris Paloma é realmente uma força mística no mundo do folk indie”– Wonderland

“Paris Paloma exala fogo feminino em cada melodia assombrosamente bela cantarolada em ‘labour’” – Ones To Watch

“O lamento de Paris Paloma sobre relacionamentos, ‘labour’, está repercutindo entre homens e mulheres…” – Billboard “Chartbreaker”

“Evocando o lirismo vívido e silenciosamente poderoso de artistas como Florence Welch e Hozier” – NME

“Com alma, dinamismo e paixão, o fogo de Paris Paloma ganha vida em ‘as good a reason’, um hino feminista ardente de empoderamento, força interior e libertação.” – Atwood Magazine

Shows nos Estados Unidos

12 de junho – San Francisco, CA – The Chapel – ESGOTADO
14 de junho – Los Angeles, CA – The Masonic Lodge – ESGOTADO
18 de junho – Chicago, IL – Lincoln Hall – ESGOTADO
20 de junho – Nashville, TN – The Basement East – ESGOTADO
22 de junho – Boston, MA – The Sinclair – ESGOTADO
23 de junho – Washington, D.C. – The Atlantis – ESGOTADO
26 de junho – New York, NY – Bowery Ballroom – ESGOTADO

Festivais

9 de junho – Netherlands – Best Kept Secret Festival
16 de agosto – Oslo, Norway – Langs Akerselva Festival
25 de agosto – Reading, U.K. – Reading and Leeds Festival

Siga Paris Paloma:
Instagram | TikTok | YouTube