Espetáculo Pânico Vaginal online se inspira em HQs para trazer uma história com protagonismo feminino

Com fortes influências do mundo dos quadrinhos e da ficção científica, o espetáculo Pânico Vaginal traz muito humor para tratar de questões envolvendo uma super heroína distópica que opta por instalar uma arma no canal vaginal. A temporada tem somente seis apresentações online: 16,17,18 de abril (Sexta a domingo, 20h) e 19, 20 e 21 Abril (De segunda a quarta, 21h). Para assistir é só reservar gratuitamente pelo link https://www.sympla.com.br/temporada–panico-vaginal__1158459

A direção e dramaturgia é de Lara Duarte, que protagoniza a peça ao lado do elenco formado por Lana Scott, Matheus Rodrigues, Guilherme Reges, Padu Cecconello e Leonardo Vasconcelos. Essa é mais uma produção da Romã Atômica.

A trama trata da narrativa de uma super-heroína distópica que instala u uma espingarda no canal vaginal para agir em legítima defesa. Inspirada no universo dos quadrinhos e dos super-heróis, a peça trata os assuntos de maneira lúdica e bem humorada. Além de contar com diversas composições coreográficas, o trabalho investiga as possibilidades de hibridização das linguagens do teatro, do cinema, da dança e da performance.

Para escrever a história, Lara Duarte teve vários gatilhos como a performer austríaca Valie Export e sua obra Genital Panic, de 1969, um trabalho que foi transgressor na época e na atualidade. Outra inspiração veio das histórias em quadrinhos como Minha coisa favorita é Monstro, da americana Emil Ferris; e A Origem Do Mundo: Uma História Cultural Da Vagina Ou A Vulva Vs. O Patriarcado, da sueca Liv Strömquist.

“Pânico Vaginal é uma ficção científica de baixo orçamento que lida com a falência das relações normativas, transportadas para um futuro hiper ficcional e distópico.” O deboche, a ironia, o humor cercam toda essa jornada da personagem Georgia, nome inspirado na música Georgia, A Carniceira, da banda pernambucana Ave Sangria. A protagonista passa a integrar a Armada das Armadas e tenta lidar com as próprias contradições ao longo da narrativa, conta Lara Duarte.

Para aproveitar os recursos oferecidos pelo audiovisual e compor a encenação teatral, a produção usa até uma câmera de endoscopia. Ao fim de cada sessão, um debate será realizado pela equipe do projeto com o intuito de fomentar as discussões abordadas pelo espetáculo.

SERVIÇO

Pânico Vaginal
Temporada Digital:
16,17,18 de abril (Sexta a domingo, 20h) e 19, 20 e 21 Abril (De segunda a quarta, 21h). Ao fim de cada sessão, haverá bate-papo sobre o espetáculo. Grátis
Link para reservar ingressos: https://www.sympla.com.br/temporada–panico-vaginal__1158459
Classificação: 18 anos.
Duração: 50 minutos

FICHA TÉCNICA

Direção, dramaturgia e performance: Lara Duarte. Dramaturgismo: Bruna Varga. Atuação/Performance: Guilherme Reges, Leonardo Vasconcelos, Padu Cecconello, Mateus Rodrigues. Soundesign, Coreografia das lutas e Performance: Lana Scott. Direção de Arte, Design gráfico, Design de aparência, Efeitos especiais: Victor Paula.

Assistência de Direção de Arte: Filipe Barbosa do Lago e Luan Tolomeotti. Visagismo: Leandro Paulino. Confecção dos figurinos: Lia Albuquerque. Iluminação: Maíra do Nascimento. Assistência de Iluminação: Rodrigo Damas e Carol. Captação e Edição: André Voulgaris. Colaboração artística: Maia de Paiva. Fotografia: Marcelle Cerutti. Música: Geórgia, A Carniceira – Ave Sangria. Diretora de Produção: Paloma Rodrigues. Assistente de Produção: Amara Hartmann. Produção Executiva: Thais Lucena.

CLIQUE ABAIXO E ACESSE + CONTEÚDOS SOBRE 👇
  #MÚSICA   #TEATRO&DANÇA   #GASTRONOMIANODF   #RECEITAS  
#ARTESVISUAIS   #FILMES   #SÉRIES   #TVABERTA&ASSINADA
 #LITERATURA   #TURISMO   #EVENTOS

SIGA E CURTA AS NOSSAS REDES SOCIAIS
  FACEBOOK/DIVERSAOAQUITEM   INSTAGRAM/DIVERSAOAQUITEM
TWITTER/DIVERSAOAQUITEM

Anterior Receitas com Cacau: aprenda três sobremesas com a iguaria
Próximo Grupo p.art.ilha se reúne em nova ação em formato online