Cineasta e cantor Péterson Paim lança produção independente Os Monstros

Cineasta e cantor radicado em Brasília, Péterson Paim resolveu reunir seu amor pela 7ª arte e pela música. O artista banhou- se no período crítico político para lançar o videoclipe autoral Os Monstros. A produção brasiliense já está no ar e pode ser conferida em www.facebook.com/cantorpiratadoespaco.

Com o pseudônimo de Pirata do Espaço, Paim canta acompanhado dos multi-instrumentistas Bruno Formiga e Paulo Charbel. Ambos acreditaram na ideia de investir em uma produção independente, que não contou com nenhum tipo de patrocínio.

Com um estilo de pop rock, com nuances dos anos 80, Os Monstros é a segunda faixa do álbum Infância Tardia do artista independente, que lançou a primeira canção nomeada Ordem e Progresso também em 2018. O clipe mostra o abandono e a música faz uma crítica política para pontuar o momento atual. O álbum completo, com 12 músicas, será lançando em meados de novembro.

As gravações envolveram artistas locais que também acreditaram no projeto. Personagens do imaginário popular como a Medusa (Núbia Santana), o Lobisomem (Uriel Martinez), Frankenstein (Paul Karsten), Drácula (André Azevedo), Zumbi (Leonardo Benatar), dentre outros, podem ser vistos no videoclipe que se passa dentro de um teatro.

A música fala das “guerras” e “corrupções” que acontecem no Brasil e no mundo. “Um momento macabro”, como alerta Péterson, que vale-se do humor ácido em suas produções.

“Eu me remeto, sutilmente, aos ‘”monstros” do século 21. “Monstros” estes que podem ser políticos, bandidos ….E há profissões que, simplesmente, desaparecem no videoclipe. Mas tudo fica subentendido. Nada é entregue de bandeja”, define Péterson.

Trabalho solo

A produção saiu do próprio bolso. Paim investiu na compra de máscaras, aluguel de espaço, equipamentos e na contratação da equipe para produzir Os Monstros.

O Pirata do Espaço é compositor, cineasta e vocalista desde pequeno. A canção inicial do videoclipe Os Monstros foi feita ainda aos seus nove anos de idade.

Como cineasta, Paim conta com vários prêmios e indicações. A produção O Dom De Quixote, de sua autoria, foi indicada a melhor roteiro no TMFF em Londres, em 2016.

Péterson foi ainda semifinalista em Los Angeles no Cine Fest, de 2017, com Quixote, a Lei do Mais Forte. Recebeu, também, o Troféu Câmara Legislativa de melhor longa-metragem por júri popular no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro com Cidadão Brazza, em 2013.

Agora, ele investe na música, mas sem deixar o cinema de lado.

“Os Monstros são metáforas aos monstros da humanidade, que fazem a má política que desvaloriza a educação, segurança e saúde (se perceber, as primeiras pessoas que somem no videoclipe são dessas áreas), ou que causam guerra ou outras maldades…”, conclui.

Serviço

Lançamento do videoclipe Os Monstros, de Pétersom Paim
Confira: Facebook @cantorpiratadoespaço, www.piratadoespaço.com e no canal do Youtube Pirata do Espaço – Ordem e Progresso. Link: https://youtu.be/e2YgnUHREqU

Anterior Bierfass celebra a chegada de 2019 com “Deixa a vida me levar”
Próximo Circo Rudá traz a Brasília espetáculo Marabá até 2 de dezembro