Sábado, 11/01/2020, fui ao Teatro Oficina Perdiz assistir a peça Fim de Partida, de Samuel Beckett, montada pela Cia Teatral Cara d’palco, dirigida por Márcio Rodrigues. No elenco: Yago Queiroz (Clow), Rai Melodia (Hann), Revacy Moreira (Nell) e LfVitelli (Nagg), e o Sérgio Viana na técnica. São meus amig@s. Fui com a Ana Paula, meu amor, e com o ator Múcio Medeiros com quem, em 1989, participei da montagem dessa peça, dirigida pelo Mangueira Diniz, também apresentada na Oficina Perdiz.

Parabenizo o grupo pela ousadia de montar essa obra do ‘teatro do absurdo’, tão densa, complexa, difícil de assimilar… Ainda mais nesse tempo superficial, de relações consumistas e pensamentos rasos, imediatistas… Talvez por isso tenham optado por caricaturar @s personagens, @s tornando mais leves, engraçad@s, digeríveis… Mas Beckett não é leve, nem engraçado, tampouco é fácil de engolir! Seu propósito é justamente confrontar e chocar o espectador com o ‘absurdo da condição humana’.

Falo com tal propriedade não por ser um ‘expert’ em teatro, mas porque participei por três anos do projeto ‘Teatro do Absurdo’, coordenado pelo finado Mangueira Diniz (in memoriam), quando montamos os espetáculos ‘Esperando Godot’, ‘Fim de Partida’ e ‘Dias Felizes’, escritos pelo irlandês Samuel Beckett, prêmio Nobel da literatura. Sei a dificuldade que é atrair público para trabalhos assim, ainda mais nesses tempos de relações superficiais, nos quais a bunda da Anita é a cara da ‘cultura brasileira’!

Senti falta das pausas do Beckett, daqueles ‘silêncios irremissíveis’ nos quais nos esforçamos para buscar respostas à nossa ‘absurda condição humana’. As expressões caricaturais cômicas d@s ator@s, me parece, tiram a transcendência do texto… A peça, que duraria duas horas, dura pouco mais de uma hora… Mas parabenizo o grupo pela ousadia da montagem. O público deve assistir e conferir! Aproveito e proponho ao grupo, e outr@s, criarmos uma escola de teatro no Complexo Cultural Samambaia.

Artigo: Élton Skartazini

Anterior Alicia Keys lança nova música "Underdog" com clipe
Próximo Shows do paulista Paulo Novaes e o duo brasiliense Tiju