Fundação Brasil Meu Amor traz para Brasília exposição “O Silêncio que Grita”, inspirada em JK

A mostra será instalada no Museu Nacional da República e abre dia 15 de junho. A história de Juscelino Kubitschek também será retratada no espetáculo “JK Um Reencontro com o Brasil”, nos dias 28, 29 e 30 de junho, e em lançamento de livro

A Fundação Brasil Meu Amor (FBMA) traz para Brasília a exposição “O Silêncio que Grita”, de 15 de junho a 29 de julho, no Museu Nacional da República. A mostra foi inspirada no universo de Juscelino Kubitschek e traz imagens que unem os povos e grandes sonhadores, apagando a linha imaginária do tempo.

A exposição estará aberta de terça a domingo, das 9h às 18h30, na Galeria do Térreo do Museu Nacional da República. As imagens e frases contarão a história do mundo desde o Iluminismo até a fundação de Brasília, incluindo retratos do universo indígena, dos candangos que construíram a Capital Federal e de Juscelino Kubitschek contracenando com todos.

“De olhos abertos, perdemos o limite do chão. Esta viagem é também um grito de alerta: O Brasil livre, sonhado por JK e tantos outros, precisa de todos nós, novos candangos para cumprir o destino de ser o melhor país de mundo”, afirma Jean Obray, presidente da FBMA e autor do livro que leva o mesmo nome da mostra “O Silêncio que Grita”, e que será lançado no dia 28 de junho, dentro da exposição.

A entrada é gratuita. Informações através do e-mail contato@brasilmeuamor.org.br ou pelo telefone (61) 99185-2389.

Anterior Canal Sony lança campanha da série nacional (Des)Encontros
Próximo Fiduma & Jeca lançam videoclipe de “Chifre Detox”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *