Notável diretor de cinema, o norte-americano Martin Scorsese inspirou-se no livro O Irlandês escrito por Charles Brandt para dar-lhe vida nas telas de cinema. A história, lançada em 2005 nos Estados Unidos e em 2016 no Brasil, ganhou uma nova capa e será relançado pela editora Seoman em conjunto à estreia do filme neste mês de Novembro.

Apesar de se tratar de uma trama atual, filme e livro já ganharam ares de clássico e receberam críticas positivas por quem os lê e/ou assiste. Nomes como Robert de Niro, Al Pacino e Joe Pesci são os protagonistas deste drama policial que detalha o funcionamento da máfia americana.

“Um filme arrebatador, destinado a se tornar um clássico da literatura sobre crimes reais. ” The New York Times

O livro conta a saga de Frank Sheeran (interpretado por De Niro nas telonas), um veterano de guerra dividido entre dois trabalhos: ser caminhoneiro e assassino de aluguel preferido da máfia. Frank torna-se o principal suspeito quando Jimmy Hoffa (Pacino), o ex-presidente da associação sindical que ele agora comanda, desaparece sem deixar vestígios.

O Irlandês mostra a realidade do pós-guerra norte-americano dominado pela máfia. A partir de uma investigação minuciosa, o livro relata de forma precisa e impecável a forma como crimes eram encomendados – e executados – por matadores de aluguel sem que não fossem deixados vestígios.

“Contado de forma realista e uma força literária de arrepiar. ” – The New York News

A adaptação para o cinema teve custos de aproximadamente 160 milhões de dólares, onde a maioria dos recursos financeiros foram empregados em computação gráfica. O recurso foi usado especialmente para deixar mais jovens os protagonistas da trama, uma vez que a trama se desenrola pelo período de 4 décadas.

Repaginado em sua capa e diagramação, a nova versão em português de “I Heard You Paint Houses” (expressão usada para se referir ao matador de aluguel que, ao assassinar alguém, espirra o sangue das vítimas nas paredes e piso) é um livro com o poder de prender a atenção do leitor por toda a trama. Um prato cheio para os amantes de livros policiais e que falam sobre a hierarquia e atividades da máfia.

Sobre o autor

Nascido e criado na cidade de Nova York, Charles Brandt é um ex-professor de Inglês do ensino fundamental, perito-investigador do serviço de assistência social do East Harlem, advogado de acusação em casos de homicídio e primeiro-suplente do procurador-geral do estado de Delaware. Exercendo a advocacia de maneira independente desde 1976, Brandt foi eleito presidente da Associação dos Advogados Criminalistas e da Banca de Juristas Americanos, as duas entidades em Delaware.

Foi nomeado por seus pares como um dos “Melhores Advogados dos Estados Unidos” e um dos “Melhores Advogados de Delaware”. Ele é frequentemente requisitado como palestrante sobre técnicas de acareação e interrogatório de testemunhas relutantes. Brandt também é autor de um romance baseado em casos criminais de grande repercussão que ele resolveu através de interrogatórios: The Right to Remain Silent (“O Direito de Permanecer em Silencio”). Ele vive entre Lewes, em Delaware, e Sun Valley, em Idaho, com sua esposa, Nancy. O casal tem três filhos adultos.

Serviço

Livro: O Irlandês
Autora: Charles Brandt
Editora: Seoman
Páginas: 312
Preço: R$ 48,00

Anterior Espaço Cult recebe exposição Vi-Ver 70, até dia 5 de janeiro
Próximo Tranquilidade e diversão são as propostas para a virada do ano