Barragens em Minas Gerais são tema do filme O Amigo do Rei que chega aos cinemas dia 8 de agosto. Documentário dirigido por André D’Elia mostra que novos desastres ambientais no Brasil podem acontecer a qualquer momento; trilha sonora traz música de Criolo

Chega aos cinemas no dia 8 de agosto o filme “O Amigo do Rei”, dirigido por André D’Elia (“Ser Tão Velho Cerrado”, “Belo Monte, Anúncio de uma Guerra” e “A Lei da Água”). Este é o primeiro lançamento do programa O2 Play Docs da distribuidora O2 Play ocupando salas de cinema em 17 cidades brasileiras com sessões em horário nobre.

No filme conhecemos o personagem fictício Rey Naldo, interpretado pelo ator Luciano Chirolli. Ao acompanhar a rotina de negociações do político, o público entende o que se passa nos bastidores do poder e como as injustiças são cuidadosamente construídas no País. Em “O Amigo do Rei” o deputado trabalha justamente para evitar punições aos envolvidos na tragédia de Bento Rodrigues em 2015. E assim, abre caminho para que os crimes ambientais continuem sendo tratados como “acidentes”.

Novo crime em Brumadinho

Com o novo rompimento em Brumadinho no começo de 2019, o documentário continua servindo como um alerta: outras barragens mineiras ainda apresentam riscos à população diariamente como ocorre na cidade de Congonhas onde milhares de pessoas vivem logo abaixo de uma barragem de rejeitos da mineração.

Em “O Amigo do Rei” D’Elia ainda traz imagens de famílias que perderam tudo de uma hora para outra e depoimentos de especialistas no assunto, ampliando a percepção do público sobre a realidade do estado de Minas Gerais.

Criolo na trilha

Produzido pela Cinedelia, “O Amigo do Rei” conta com o apoio cultural da O2 Filmes, da Quanta, da Mandril Áudio e faz parte do projeto de informação ambiental “Mar de Lama Nunca Mais”.

A trilha sonora é de Eduardo Bolzan e o filme traz também músicas de Criolo, Alex Buck, Orkestra Bandida, Alexandre Guerra, Manuel Boca, entre outros.

Cena de “O Amigo do Rei”: após tragédia ambiental em Bento Rodrigues em 2015, documentário mostra famílias que perderam tudo

Sinopse

O filme “O Amigo do Rei” é um híbrido de documentário e ficção que tem como tema o maior crime ambiental da História do Brasil: o rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG) e suas consequências. O filme acompanha de modo ficcional o cotidiano do deputado federal Rey Naldo nos bastidores do Congresso Nacional, mostrando as relações íntimas existentes entre política e mineração.

“O Amigo do Rei” é ao mesmo tempo um documentário investigativo e uma ficção alegórica que revela um sujeito político empresarial diluído na sociedade brasileira desde o período colonial.

“O Amigo do Rei” direção André D’Elia (142 minutos)
Estreia dia 8 de agosto

FICHA TÉCNICA

Direção: André D’Elia
Produção Executiva: André D’Elia e Henrique Grise
Roteiro: André D’Elia e Raoni Reis
Coordenação de Produção: Henrique Grise
Direção de Fotografia: Leonardo Pepino
Direção de Arte e Motion Design: Vital Pasquale
Montagem: Raoni Reis e André D’Elia
Som Direto: Tomás Franco, Gustavo Zysman Nascimento, Gustavo Canzian e Luis Rovai
Produção Local: Luciara Mota
Direção de Produção (ficção): Dani Chinellato
Platô (ficção): Francisco Garcia
Direção de Arte (ficção): Gabriela Nassar
Figurino: Bia Pieratti e Carol Reissman
Design do cartaz: Marcos Rodriguês

Elenco

Luciano Chirolli como deputado Rey Naldo
Rafael Golombek como senador
João Signorelli como lobista
Tony Giusti como empresário
Elvis Shelton como assessor
Juliana Ladeira como secretária
Walter Figueiredo como delegado

Sobre a Distribuidora

A O2 Play é dirigida por Igor Kupstas sob a tutela de Paulo Morelli, sócio da O2 Filmes, e faz parte do grupo O2, que tem como sócios também o cineasta Fernando Meirelles e a produtora Andrea Barata Ribeiro. Em atividade desde 2013, a O2 Play se diferencia das demais distribuidoras por trabalhar além do cinema, TV e vendas internacionais, o VOD (Video on Demand), como uma distribuidora digital. Possui contratos com plataformas como o iTunes, Google Play, Netflix, NOW, Claro Vídeos, Vimeo, ofertando além de conteúdos longa-metragem e seriados também serviços de delivery (Encoding).

A O2 Play lançou em cinema filmes como CIDADE CINZA (2013), com os grafiteiros OsGêmeos, LATITUDES (2014), romance com Alice Braga e Daniel de Oliveira que foi parte de um inovador projeto transmídia, JUNHO – O MÊS QUE ABALOU O BRASIL (2014), documentário da Folha de S. Paulo, primeiro filme a chegar aos cinemas e em VOD na mesma data, A LEI DA ÁGUA (2015), documentário de André D’Elia com produção de Fernando Meirelles, A BRUTA FLOR DO QUERER (2016), vencedor de 2 prêmios em Gramado, UMA NOITE EM SAMPA (2016), de Ugo Giorgetti, PARATODOS, doc sobre atletas paraolímpicos que após carreira elogiada pela críticas nos cinemas foi vendido para o mundo todo na NETFLIX, DO PÓ DA TERRA (2016), doc de Maurício Nahas, PESCADORES DE PÉROLAS (2015), ópera com direção de Fernando Meirelles transmitida ao vivo via satélite do Theatro da Paz para 10 salas de cinema, e ENTRE NÓS (2014), A NOITE DA VIRADA (2014) e ZOOM (2016), estes de produção da O2 Filmes em co-distribuição com a Paris Filmes.

Entre os lançamentos da O2 Play nos cinemas estão o longa-metragem TRAVESSIA, filme com Chico Diaz e Caio Castro, o documentário SEPULTURA ENDURANCE, sobre a banda brasileira de metal, COMEBACK, filme vencedor do prêmio de melhor ator para Nelson Xavier no Festival do Rio 2016 e MALASARTES E O DUELO COM A MORTE, grande produção da O2 Filmes dirigida por Paulo Morelli. Também entram na lista o documentário EXODUS- DE ONDE VIM NÃO EXISTE MAIS, produzido pela O2 e dirigido por Hank Levine e o longa A REPARTIÇÃO DO TEMPO, dirigido por Santiago Dellape. Também distribuiu nos cinemas no segundo semestre de 2018 o premiado documentário SER TÃO VELHO CERRADO dirigido por André D’Elia.

A O2 Play é pioneira em curadoria mundial no iTunes com a seção FERNANDO MEIRELLES RECOMENDA. Esta a primeira vez que a loja da Apple convidou um agente externo para sugerir filmes (confira em itunes.com/fmeirelles).

A O2 PLAY realiza a distribuição digital e encoding para dezenas de títulos e séries, além de vendas para TV e mercado internacional. Tivemos oito longas escolhidos pela Apple dentre “Os Melhores Filmes do Ano” entre 2014 e 2016.

O Amigo do Rei

Anterior Leo Fressato vai do rock ao carimbó no Louco e Divertido
Próximo KVSH lança single em parceria com The Otherz e FRÖEDE