Mostre-se para Viver


Um Novo Olhar Sobre a Aids no Brasil – Mostre-se Para Viver. ONG Amigos da Vida leva mostra itinerante à Aliança Francesa para marcar o Dezembro Vermelho

No dia 1º de dezembro comemora-se o Dia Mundial da Luta Contra a Aids. Para marcar a data e também os 15 anos da fundação da ONG Amigos da Vida, a entidade levará a exposição itinerante Um Novo Olhar Sobre a Aids no Brasil—Mostre-se para Viver, à sala de exposições da Aliança Francesa. O presidente e o vice-presidente da ONG, Christiano Ramos e Angelo Della Crosse, respectivamente, ao lado da diretoria da Aliança Francesa, receberão os convidados a partir das 11 horas. Na ocasião do vernissage será oferecido um brunch assinado pelo chef Lionel Ortega.

A mostra assinada por Gabriel Mestro, com curadoria do fotógrafo Clausem Bonifácio, apresenta fotos de homens e mulheres, jovens e pessoas da terceira idade com HIV/AIDS. Nas imagens elas aparecem sorrindo, trabalhando, em ações quotidianas, enfim, vivendo sem o estigma do “aidético” que ONG tanto busca combater. “Nós portadores não somos apenas um porta-vírus. Somos pessoas com sonhos, desejos e sentimentos, e que podemos viver em pé de igualdade com todo mundo”, defende Christiano.

O fotógrafo Gabriel Mestrochirico percorreu cidades das cinco regiões do país para compor a exposição que já foi exibida em 2014 na Biblioteca Nacional de Brasília. Para retratar a realidade de pessoas com HIV/AIDS no Brasil, o fotógrafo iniciou sua imersão no Rio de Janeiro, seguindo para São Paulo, Manaus, Fortaleza, Porto Alegre e encerrando em Brasília. Nesta exposição, o público poderá conferir 10 personagens em 10 fotografias

Como explica Christiano Ramos, por trás de cada foto há uma história de muita luta pela vida. Portador do HIV há 29 anos e reconhecido em todo o país como um importante ativista da luta contra a AIDS, e com reconhecimentos aos serviços e cuidados prestados às famílias impactadas pela AIDS, ele ressalta que a exposição vai ao encontro do lema da ONG para o Dezembro Vermelho: Mostre-se para Viver. “Quanto antes as pessoas se descobrirem com o vírus, mais chances de qualidade de vida elas têm. As pessoas não devem temer o exame, não devem temer viver”, afirma o presidente.

A exposição conta com o patrocínio da Embaixada da Françados, dos Institutos Bancorbrás e Sabin, com o apoio da Caixa Seguradora, Unesco, Departamento de DST/Aids do Ministério da Saúde.

Breve histórico

Há 15 anos, Christiano dava início ao projeto que tem como objetivo atuar na prevenção e combate ao HIV/AIDS e na promoção e defesa dos direitos humanos de pessoas vivendo com este diagnóstico e na prestação de cuidados às crianças órfãs da aids. Sua luta tem sido incessante. Portador do HIV há 30 anos, Christiano é a prova de que o HIV/AIDS não é mais uma sentença de morte. “O preconceito e a morte social, esses sim são letais”, costuma dizer. “Avançamos muito nos últimos anos, mas o aumento dos diagnósticos positivos entre os jovens demonstra o quanto não podemos descansar. Há muitas pessoas que perderam o medo da doença e não se protegem como deveriam. Isso, sim, pode ser um grande retrocesso na nossa luta”, afirma Angelo, também HIV positivo há 16 anos.

Atuante e respeitado, internacionalmente, Christiano já recebeu em nome da ONG o Prêmio Princesa Diana. Na ocasião, concorreu com grandes nomes de destaque da luta contra a aids, a exemplo de Bono Vox. A inserção social e cultural, aos olhos de Christiano, é um dos bálsamos no combate à doença.

A cada ano, diferentes temas são abordados no Dezembro Vermelho, destacando importantes questões relacionadas ao HIV/AIDS e a Amigos da Vida escolheu o slogan “Mostre-se para Viver“ para pontuar suas ações. “Quanto antes as pessoas se descobrirem com o vírus, mais chances de qualidade de vida elas têm. As pessoas não devem temer o exame, não devem temer viver”, afirma o presidente.

Serviço
Um Novo Olhar Sobre a Aids no Brasil
Data: aberto ao público a partir do dia 2 de dezembro
Aliança Francesa

Anterior Cinema Para Todos
Próximo Histórias e canções