Encontros e exibição de obras produzidas pela Diazul de Cinema e parceiros como meio de reflexão, inclusão e transformação na Mostra Cinema pra Mudar.

Personagens e realizadores dos documentários da DIAZUL DE CINEMA se encontram sob os temas “TEMPO DE RESISTIR”, “ARTE QUE TRANSFORMA” e “FÉ, BRASÍLIA E UTOPIA”.

A iniciativa é uma contrapartida à Lei Aldir Blanc/Inciso II e uma ação da Diazul de Cinema por tempos de mais ARTE, AFETO E DIÁLOGO. E uma HOMENAGEM ÀS HISTÓRIAS, AOS PERSONAGENS E AOS ARTISTAS DO DISTRITO FEDERAL.

PROGRAMAÇÃO

– ENCONTROS: sempre às 19h30 no youtube.com/diazuldecinema

09 de junho – 19h30 – Tempo de resistir

Exibição dos filmes RESTRUTURAL e MARIA LUIZA
Encontro com a militar trans Maria Luiza da Silva, a pedagoga/ex-catadora Dyarley Vianna e o cineasta Marcelo Díaz

10 de junho – 19h30 – A arte que transforma

Exibição dos filmes OFICINA PERDIZ e GALENO CURUMIM ARTEIRO
Encontro com o mecenas e mecânico José Perdiz, o artista Francisco Galeno e o cineasta Marcelo Díaz.

11 de junho – 19h30 – Fé, Brasília e Utopia

Exibição do filme TERRA DE LUZ
Encontro com a antropóloga e documentarista Delvair Montagner, o integrante do Vale do Amanhecer Jairo Zelaya e o cineasta Marcelo Díaz

FILMES

*Os filmes ficarão disponíveis no VIMEO www.vimeo.com/diazuldecinema, de 09 a 11 de junho, com senha a ser compartilhada durante a divulgação.

– Restrutural (2014, 26min, direção: Marcelo Díaz)

Sinopse: Dyarley, ex-catadora no maior lixão da América Latina, na Cidade Estrutural (DF), atua como educadora de crianças e adolescentes em situação de risco. Sua vida inspira transformação.

– Maria Luiza (2019, 80min, direção: Marcelo Díaz)

Sinopse: Maria Luiza da Silva é a primeira militar reconhecida como transexual na história das forças armadas brasileiras. Após 22 anos de trabalho como militar, foi aposentada por invalidez. O filme investiga as motivações para impedi-la de vestir a farda feminina e a sua trajetória de afirmação como mulher trans, militar e católica.

REDES: @marialuizafilme / www.marialuizafilme.com.br

– Oficina Perdiz (2006, 20min, direção: Marcelo Díaz)

Sinopse: Perdiz instalou sua oficina mecânica em uma área pública na cidade planejada de Brasília em 1969. Ao fim dos anos 80 abriu seu espaço pela primeira vez para o teatro com Esperando Godot de Becket. E não parou mais. Permaneceu irregular no mesmo local, dividido entre peças mecânicas e teatrais.

– Galeno, Curumim Arteiro (2009, 52min, direção: Marcelo Díaz)

Sinopse: Entre o simples e o complexo, entre o erudito e o popular. A arte de Galeno é revelada em uma viagem pelo Delta do Parnaíba (Piauí), Brasília e Brazlândia, mananciais de inspiração para sua criação.

– Terra de Luz (2016, 52min, direção: Delvair Montagner e Marcelo Díaz)

Sinopse: Um olhar poético e instigante pelo Vale do Amanhecer, espaço agregador de religiosidades e misticismos, típicos do caldeirão cultural de Brasília, a capital da esperança. O filme conta com experiências de adeptos que migraram de diferentes regiões e países em busca de uma nova vida.

DIAZUL DE CINEMA

www.diazul.com.br
facebook.com/diazuldecinema
instagram.com/diazuldecinema

CLIQUE ABAIXO E ACESSE + CONTEÚDOS SOBRE 👇
  #MÚSICA   #TEATRO&DANÇA   #GASTRONOMIANODF   #RECEITAS  
#ARTESVISUAIS   #FILMES   #SÉRIES   #TVABERTA&ASSINADA
 #LITERATURA   #TURISMO   #EVENTOS

SIGA E CURTA AS NOSSAS REDES SOCIAIS
  FACEBOOK/DIVERSAOAQUITEM   INSTAGRAM/DIVERSAOAQUITEM
TWITTER/DIVERSAOAQUITEM

Anterior MAM no Minecraft, jogo videogame com visitas ao museu
Próximo Sara e Nina, as cantoras lançam single ‘Céu de Framboesa’