O trio Monkey Jhayam feat. Enme e Terra Treme misturou a Bass Music com Kuduro, Funk Brasileiro e Afrotrap para narrar uma saga cyber-futurista pelo acesso à cura. O single sai no dia 19/02 em todas as plataformas digitais e o videoclipe uma semana depois, na sexta 26/02.

Ano 2021 d.C. (depois do Colapso): após décadas sofrendo com a infestação de um vírus incontrolável, firmou-se um sistema onde só os muito ricos têm acesso à cura. O mundo entrou em colapso e ninguém se sente seguro.

Um grupo de resistência sediado na Amazônia manteve viva sua cultura e, através da tecnologia ancestral, desenvolveu uma nova solução, que traz a imunidade eterna. A cura está sendo distribuída de forma gratuita nos guetos e periferias. A nova solução pode inverter o que um dia foi conhecida como pirâmide social.

Nas vozes do paulistano Monkey Jhayam e da estrela maranhense Enme, a música “Kolapso” (produzida pelo duo Terra Treme) anuncia a esperança de um futuro melhor, onde o dinheiro não é fator determinante para o acesso à cura.

E mais uma vez, Monkey traz em seu trabalho a linguagem glocal onde mistura Bass Music com Kuduro, Funk Brasileiro e Afrotrap.

O lançamento do single acontece no dia 19/02 em todas as plataformas digitais e apenas em um futuro mais próximo chegará o resultado em vídeo, 26/02.

Escute “Kolapso”: https://ditto.fm/kolapso

O que os artistas dizem:

“Essa é a primeira de uma série de produções com o Terra Treme, explorando a linguagem “glocal”, que é a junção de músicas tradicionais das periferias do mundo todo com linguagem universal. Como já diria Alienação Afrofuturista: “cultura raiz, semente digital”, explica Monkey Jhayam.

“’Kolapso’ chega prevendo uma guerra política e social pelo acesso à vacina. Em nossa sociedade, realmente só se tem acesso à cultura, boa educação, boa saúde quem tem dinheiro para pagar. Fica evidente que a prioridade dos órgãos que deveriam governar nosso país não é a vida, não é
saúde, não é igualdade, nem direitos iguais. Realidade essa que nos agride a tempos, aumentando a cada dia que passa essa desigualdade social que separa os povos e sustenta essa pirâmide social que deixa sempre o rico mais rico e o pobre mais pobre”, completa o artista.

“O clipe tem estética Afrofuturista. Com referência nos quilombos e nos grupos revolucionários de resistência formados ao redor do mundo, que lutam contra as desigualdades e injustiças causadas pelo sistema capitalista, Monkey Jhayam e Enme produzem um dispositivo de cura digital, conduzidos pelo Beat do Terra Treme e o som dos atabaques. Através de um sistema de hologramas a cura para o Kolapso foi desenvolvida e é distribuída nas comunidades”, afirma o produtor musical Lázaro, do Terra Treme.

Enme por Vinícius Serra

“Pra mim, ‘Kolapso’ surgiu como uma oportunidade de contextualizar na arte esse momento do mundo. Monkey Jhayam e Terra Treme me apresentaram a obra já quase pronta. A música percussiva eletrônica arrepiou meu corpo assim que a ouvi. Tive que arrumar um jeito de trazer o DNA do Maranhão para o audiovisual do projeto, nessa conexão com São Paulo”, conta a cantora Enme.

Monkey Jhayam nas redes:

https://www.instagram.com/monkeyjhayam/
https://www.facebook.com/monkeyjhayam
https://twitter.com/monkeyjhayam
https://www.youtube.com/monkeyjhayam

Letra “Kolapso”:
Kolapso
[Monkey Jhayam]
Fala memu!
[Enme]
Vem quebrando com Enme, quebrando Enme,
Quebrando com Monkey Jhayam.
[Monkey Jhayam]
Kolapso o mundo todo em colapso
[Enme]
Kolapso o mundo todo em colapso
[Monkey Jhayam – Verso]
A demanda está alta, período de entressafra,o produto tá em falta,
quem não plantou vai ter que desvendar o mapa do pirata,
mercadoria escassa, é temporada de caça,
E sempre vai ter quem que pague, ter quem que pague.
Gato miando no poste, fio pô pendurado tudo dando choque,
curto circuito só estalo forte, enquanto o menor disparou no pinote,
vida ou morte, longe do holofote, deu perdido no pacote,
Os homens de farda ficaram babando pra lá e pra cá, procurando o malote.
No fio do bigode, trato no fio do bigode,
tem tubarão de bacia na praia tudo de tocaia querendo da o bote.
Empresa de pequeno porte, não pode contar com a sorte,
tem que bota a mão na massa sem medo, manter corpo, mente e espírito forte!
Disciplina na fila, chega na picadilha,
cuidado com a madruga, tá moiado na vila,
vê se não vacila, não fica panguando na esquina,
Tá cheio de ganso na pista, tudo querendo propina.
Disciplina na fila, chega na picadilha,
cuidado com a madruga, tá moiado na vila,
vê se não vacila, não fica panguando na esquina,
Tá cheio de ganso na pista, tudo querendo.
[Break]
[Refrão]
Kolapso o mundo todo em kolapso.
Kolapso o mundo todo em kolapso.
Kolapso o mundo todo em kolapso.
Kolapso o mundo todo em kolapso.

[Enme – Verso]
O grito de ordem foi dado,
O mundo vai ficar parado,
O preço da vida sendo cobrado,
Na mão dos senhores de escravos.
Tem quem que pague,
Recomece a sociedade,
O poço te traz a mensagem,
Pro povo, eu peço coragem,
E o trabalhador segue a linha de frente
Essa conta não bate.
[Monkey Jhayam]
A demanda é alta, período de entressafra,
o produto tá em falta, quem não plantou vai ter que desvendar o mapa do pirata,
mercadoria escassa, é temporada de caça.
E sempre vai ter quem que pague, ter quem que pague.
E sempre vai ter quem que pague, ter quem que pague.
E sempre vai ter quem que pague, ter quem que pague.
[Enme]
Atabaque bate afro gueto,
O grito anuncia esse novo tempo,
Tempo curto, corre como vento,
Corta rua, condomínio e beco,
Corta rua, condomínio e beco
condomínio e beco.
Corta rua, condomínio e beco.
Condominio e beco
[Refrão]
Kolapso o mundo todo em kolapso.
Kolapso o mundo todo em kolapso.
Kolapso o mundo todo em kolapso.
Kolapso o mundo todo em kolapso.

Ficha Técnica “Kolapso”
Voz | Monkey Jhayam | Enme
Produção Musical | Terra Treme (Lazaro | Raphael Coelho)
Percussão | Raphael Coelho | Estúdio Sala Norte | Técnico Diogo Rezende
Mix/Master | Slim Rimografia | Atelier Studio
Distribuição: Ditto Music Brasil
Produção executiva: Rafael Ruffah
Assessoria de imprensa: Nathalia Birkholz (Tropi.Press)

Crédito Videoclipe
Realização: Coleta Filmes, ClockWork Filmes, Captura Produções
Coleta Filmes | São Paulo/SP
Produção | Coleta Filmes
Direção | Lazaro
Direção de Fotografia | Bruno Ramos
1°assist. Camera | Allan Lima
2°Assist Camera | Daniela de Oliveira
Roteiro | Lazaro | Monkey Jhayam | Enme
Drone | Márcio Mello
Logger | Fabio Pimenta
Edição | Bruno Ramos | Lazaro
Cor | Bruno Ramos

Produção Executiva | Carolina Castellain
Figurinista | Kimi Fê
Stylist | Van Nobre
Acervo | QGNobre | Vicunha
Acessórios | Namastê Acessórios
Pré-Produção | Raphael Coelho
Transporte | Marcela Weckelmann | Harley Júnior
Produção de Locação | Daniela de Oliveira | André Cortada
Elenco | Aline Anaya | Mônica Araújo | Lanna Rodrigues
Lenynha Oliveira | Valentina Facury | Gisah Silva
Finalização
Lummi Art
Apoio
22 locações | Monstercam | House Loc

ClockWork Filmes | São Luis
Direção | Jessica Lauane
1° Assistente de Direção | Geovane Camargo
2° Assistente de Direção | Lucas Silva
Direção de Produção | Paula Beatriz, Walber Sousa
Produção Executiva | Wenderson Seba
Assistência de Produção | Gleyzer Azevedo, Jhonas Barbosa
Direção de Fotografia | Jonas Sakamoto
Figurino | Luara Matos

Still/Making Of | Pablo Monteiro
Trançista | Talita Boueres
Maquiagem | Vinicius Serra
Coreografo | Yuri Pinheiro
Ballet | Nuilane Lago, Andressa Brandão
Elenco | Débora Melo, Kellen Lopes Ramalho
Poesia | Débora Melo
Agradecimentos | Caio Carvalho, Marcelo Morais, Danilo Fernandes
Apoio | Karolícias, Artisan Hamburgueria

CLIQUE ABAIXO E ACESSE + CONTEÚDOS SOBRE  👇
  #MÚSICA   #TEATRO&DANÇA   #GASTRONOMIANODF   #RECEITAS  
#ARTESVISUAIS   #FILMES   #SÉRIES   #TVABERTA&ASSINADA
 #LITERATURA   #TURISMO   #EVENTOS

SIGA E CURTA AS NOSSAS REDES SOCIAIS
  FACEBOOK/DIVERSAOAQUITEM   INSTAGRAM/DIVERSAOAQUITEM
TWITTER/DIVERSAOAQUITEM

Anterior Mostra Futuros Presentes: Cinemas Europeus no CineSesc
Próximo Restaurante Bla’s participa da 24ª edição do Restaurant Week