No lançamento, artista deixa clara a importância de se posicionar e fala também sobre auto aceitação e empoderamento feminino

Toda mulher já passou por assédio. Já teve sua liberdade reprimida. Já quis ser invisível. Este é o grito de Moara em seu novo clipe e single “Peito Aberto”, faixa que marca a sua estreia na música e estará no EP previsto para sair em maio deste ano. A canção foi escolhida justamente por marcar o novo momento da cantora e a necessidade de apropriar-se de si.

“A execução da Marielle [Franco] e do Anderson [Gomes], a tentativa de silenciamento culminando na reverberação do grito é uma demonstração clara que cada uma de nós é semente. Eu canto por mim, mas canto por Alices, Claudias, Dandaras, Louises, Luanas, Joanas, Marias, Olgas… Por todas nós e por tantas outras. Nossa luta é todo dia, nossa fala também. Nos fazemos voz para sermos ouvidas e juntas somos muito mais fortes! É melhor aceitarem que se não abrirem a porta, a gente vai derrubar!”, diz Moara.

Como muitas mulheres, Moara teve que aprender que o assédio não é normal, que sair pelas ruas com sua pele à mostra não é um convite e que suas escolhas não dão a ninguém o poder de lhe invadir.

“’Peito Aberto’ significa pra mim o encontro com a parte de mim que neguei durante anos, é o grito que eu calei. O desejo de sair na rua sem medo, de mostrar o corpo sem vergonha, o entendimento de que esse corpo me pertence, com cada particularidade que carrega, e ele é lindo exatamente como é! É a vontade de ser e só ser para além dos julgamentos, é coragem, redenção, ‘em meu nome e por mim’, construindo minha própria história. Esse grito compartilhado é a força que precisamos. É a força que me cura pouco a pouco”, fala Moara.

O clipe gravado no Lago Paranoá, em Brasília, tem direção, fotografia e edição da Thais Mallon, produção de Renata Schelb e concepção da Thais Mallon juntamente com Isis Aisha e Moara.

O coro de “Peito Aberto” também ganhou uma série de vozes femininas que representam a força da união e o grito de tantas outras mulheres. Além da mãe da artista, Áurea Liz, atriz, e dramaturga, os destaques são para Vera Veronika, primeira rapper do Distrito Federal; Gelly Saigg, premiada como melhor atriz na Mostra SESC do Teatro Candango; e, a irmã de Renato Russo, Carmen Manfredini, responsável durante anos pela preservação do acervo cultural e artístico do cantor.

Reforçaram o coro da canção: Beatriz Águida (cantora e compositora); Daniela Vieira (multi-instrumentista, cantora e compositora); Fernanda Fontoura (psicóloga, cantora e compositora); Isabella Pina (percussionista e cantora); Lai (cantora e compositora); Raquel Reis (cantora e compositora); Taís Cardoso (cantora e musicista); Tatiana Nascimento (poeta, cantora e editora).

Já o clipe trouxe para Moara a possibilidade de redenção

“O clipe representa o caminho, a sensação de olhar e não se ver, a solidão, o incômodo e todos esses processos culminando no autocuidado, no reconhecimento, na redenção. O reencontro, o abraço, a água representando o feminino que acolhe, que transforma. A possibilidade de se olhar e, finalmente, se ver para além de um reflexo vazio. Um rosto que se mostra desconfortável num primeiro momento, assustado, mas que se vê e que faz questão de se ver. Um rosto sereno, que após se olhar e se reconhecer, se mostra. Esse rosto tá pronto pro embate, com olhar fixo e cabeça erguida”, diz.

Mais sobre Moara

Moara se apresenta apenas pelo primeiro nome para lançar a carreira solo trazendo consigo a coragem de apoiar-se somente em si, para além de um sobrenome. A artista de 24 anos passou dois anos vivenciando o mercado e amadurecendo a ideia de lançar seu primeiro trabalho, nesse meio tempo se uniu a pessoas que acreditaram no seu sonho e construíram em conjunto o processo de realização. O EP, que também se chamará “Peito Aberto”, terá cinco músicas autorais, todas compostas por Moara.

Mídias Sociais

Facebook: https://www.facebook.com/moaramusica
Instagram: https://www.instagram.com/moaramusica/
Youtube: https://www.youtube.com/user/ribeiromoara

Anterior Macarrão tipo Gnocchi ao Molho de Nata com Salmão e Linhaça
Próximo ‘Um Lugar Silencioso’ é escolhido pelo selo Garantia Cinépolis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *