MIA, o Maior Festival de Música Instrumental do interior paulista, acontece pela primeira vez em formato on-line. Em sua primeira edição virtual, evento possui programação extensa dedicada à música instrumental brasileira

Realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Poiesis e Oficinas Culturais, o MIA foi criado em 2015, em Araçatuba, no interior paulista. O festival já levou atividades para mais de 20 mil pessoas, em mais de 100 ações de formação e difusão. Em 2020, sua primeira edição virtual tem como pressuposto o encontro e a experimentação de possibilidades de conexão entre diferentes contextos, geografias e gerações, tornando as redes de Oficinas Culturais palco de um recorte da diversidade da música instrumental que acontece agora.

Com foco na formação, na troca e na interação, o Festival traça um panorama da música instrumental brasileira e reflete sobre seus lugares, mercados e caminhos, por meio do diálogo com diversos nomes, olhares, linguagens, gêneros e estilos, transitando entre jazz, erudito, popular, eletrônico, experimental e improvisação livre.

A programação estará disponível nas páginas do YouTube, Facebook Instagram das Oficinas Culturais. Nos dias 27 de setembro e 04 de outubro, a programação terá acessibilidade em libras. No dia 15 de outubro, o conteúdo da transmissão ao vivo do festival será disponibilizado no YouTube com audiodescrição.

INTRO

No dia 27 de setembro às 16h, o MIA Convida receberá Charles Raszl para uma conversa sobre música e acessibilidade com Luis Zanetti e Walker de Souza, respectivamente professor e orientador social do Instituto Adhara, organização criada com o objetivo de promover a inclusão de crianças, adolescentes e jovens surdos na sociedade. No dia seguinte, às 19h, Ivan Vilela, virtuose da viola de dez cordas, e Juliana Andrade, afilhada de Inezita Barroso e uma das maiores violeiras do Brasil, conversarão sobre suas produções musicais, cultura caipira, tradição e cultura popular pelas páginas de YouTube e Facebook das Oficinas Culturais.

Ivan Vilela, virtuose da viola de dez cordas, e Juliana Andrade, afilhada de Inezita Barroso e uma das maiores violeiras do Brasil, irão compartilhar a respeito de suas produções musicais, cultura caipira, tradição e cultura popular no dia 28 de setembro, às 19h. No dia 29, também às 19h, dois dos maiores bateristas da atualidade, Mariá Portugal e Sergio Machado, trarão suas perspectivas sobre processo criativo, produção musical, colaborações, trabalhos solos, projetos em andamento e refletem sobre os desafios do contexto atual. Ambas atividades serão transmitidas pelo Instagram das Oficinas Culturais.

François Muleka, artista visual, cantautor e multi-instrumentista, e Ana Karina Sebastião, baixista do programa ‘’Conversa com Bial’’ e integrante da banda de Chico César, conversarão sobre seus trabalhos, referências, processos criativos e pontos artísticos em comum no dia 30 de setembro, às 19h no Instagram.

Aorelio Domingues, mestre rabequeiro e idealizador e músico da Orquestra Rabecônica do Brasil, e Felipe Gomide, músico e fundador do Curso Livre de Rabeca e do Bloco de Pífanos de São Paulo, abordarão a música e cultura tradicional, relembrando mestres da cultura popular e a paixão pela rabeca. A atividade será transmitida pelo Instagram no dia 1 de outubro, às 19h.

Duas gerações, intensas produções e um tempo complexo: a revelação baiana, Josyara, e o veterano paulistano, Kiko Dinucci, irão refletir sobre música, composição, seus trabalhos recém-lançados e sobre ser artista na atualidade. O encontro acontecerá pelo Instagram no dia 2 de outubro, às 19h.

Por fim, no dia 3 de outubro às 19h, Dois dos mais criativos e inquietos talentos da música brasileira, Arthur Joly, criador do estúdio Reco-Master, e Donatinho, vencedor do Prêmio da Música Brasileira pelos álbuns “Zambê” e “Sintetizamor”, conversarão sobre produção musical, sintetizadores e trabalhos autorais. A transmissão será realizada pelo Instagram.

FESTIVAL

O festival acontecerá no dia 4 de outubro, das 16h às 21h pelo YouTube e Facebook das Oficinas Culturais. O conteúdo da transmissão ao vivo do festival será disponibilizado no YouTube com audiodescrição no dia 15 de outubro.

As trajetórias de Badi Assad e Simone Sou estão impressas na história da música brasileira. Na abertura deste MIA virtual de encontros e conexões, a parceira musical que começou há mais de 25 anos traduz a força da palavra colaboração.

Em seguida, às 16h20, Letieres Leite, Maria Beraldo e Rafael Barone, artistas de diferentes bagagens e gerações, refletirão sobre os impactos deste cenário pandêmico em seus processos criativos com mediação de Ana Morena em Processo criativo em confinamento.

Com produção musical de Monica Agena, MIA promoverá este encontro inédito entre os instrumentistas Ariane Bego (piano), Beatriz Marques (bateria) e Viviane Nukamoto (guitarra), da região de Araçatuba; Bruno Barbosa (baixo), de Ribeirão Preto; e Esdras Nogueira (sax), de Brasília. O primeiro Conexão MIA terá início às 17h10.

Desde o início de sua história na década de 1970, no Pará, a guitarrada é executada, comumente, por homens. Em 2017, Beá (sintetizadores e programações) e Renata Beckmann (guitarra) invertem essa lógica e criam o duo que alia experimentalismo instrumental e sonoridade regional: Guitarrada das Manas, símbolo do protagonismo feminino em um cenário amazônico. A apresentação se iniciará às 17h20.

Na conversa Festivais Instrumentais Agora, às 17h30, Realizadores de quatro dos mais relevantes festivais instrumentais da atualidade no Brasil conversam sobre a diversidade musical da cena instrumental contemporânea, novos artistas, circuito de festivais, curadoria e produção cultural nestes tempos. Com mediação de Barral Lima do Circuito Instrumental, os integrantes desta atividade são: Bruno Braz Golgher (Savassi Festival), Luciana Simões (Festival BR135) e Renée Chalu (Festival Sonido).

A alquimia da criação musical está em Zé Renato Gimenes e André Abujamra, dois multi-instrumentistas que atravessam gerações com suas obras inquietas e inventivas. Desde 2001, foram pontuais e memoráveis parcerias. No MIA virtual, invocamos a bruxaria de André Abujamra e o artesanato sonoro de Zé Renato Gimenes para este aguardado reencontro que acontecerá às 18h20.

Às 18h30, Gabriela Pompermayer, Jonathan Ferr e Vince De Mira com mediação de Nancy Silva, discutirão sobre as oportunidades e desafios do ambiente on-line para a música.

Com produção musical de Maria Beraldo, o segundo Conexão MIA promoverá mais um encontro inédito entre a baterista carioca ÀIYÉ, a percussionista baiana Lenynha Oliveira, a saxofonista paulista Mayara Almeida e o contrabaixista araçatubense Fernando Barbosa. O início desta atividade está previsto para às 19h25.

Amaro Freitas e Xenia França entram em cena às 19h35. Amaro Freitas, pianista pernambucano, representa um novo momento da música instrumental brasileira. Xenia França, cantora baiana, é uma das grandes vozes deste tempo e, juntos, em uma colaboração especial para o MIA virtual, expressarão a potência artística e criativa desta geração.

Na conversa Música & Comunicação, mediada por Pedro Antunes e com participação de Alexandre Matias, Katia Abreu e Nerie Bento, a reflexão será acerca dos impactos de 2020 para a comunicação na área da música. A atividade terá início às 19h45.

Com produção musical de Deep Leaks (Juliano Parreira e Gustavo Koshikumo), o último Conexão MIA, às 20h35, promoverá o encontro entre os paulistas Ana Karina Sebastião (baixo), Romulo Alexis (trompete), o mineiro Guilherme Peluci (sax, clarone, flauta) e os araçatubenses Angieli Queiroz (sax) e Daniel Freitas (bateria).

Dois dos maiores nomes da música brasileira encerrarão este simbólico MIA virtual. A parceria de Hamilton de Holanda e João Bosco já rendeu shows, turnê e o álbum, recém-lançado, “Canto da Praya”. O encontro de duas brilhantes trajetórias de comprometimento com a música acontecerá às 20h45.

SERVIÇO

INTRO

27 de setembro – 16h | Conversa
MIA CONVIDA
Charles Raszl, Luis Zanetti e Walker de Souza
Assista em:
youtube.com/OficinasCulturaisdoEstadodeSaoPaulo
facebook.com/OficinasCulturais28 de setembro – 19h | Conversa
MIA CONVIDA
Ivan Vilela e Juliana Andrade
Assista em: instagram.com/OficinasCulturais29 de setembro – 19h | Conversa
MIA CONVIDA
Mariá Portugal e Sergio Machado
Assista em: instagram.com/OficinasCulturais30 de setembro – 19h | Conversa30 de setembro – 19h | Conversa
MIA CONVIDA
Ana Karina Sebastião e François Muleka
Assista em: instagram.com/OficinasCulturais1 de outubro – 19h | ConversaMIA CONVIDA1 de outubro – 19h | Conversa
MIA CONVIDA
Aorelio Domingues e Felipe Gomide
Assista em: instagram.com/OficinasCulturais

2 de outubro – 19h | ConversaMIA CONVIDAJosyara e Kiko Dinucci2 de outubro – 19h | Conversa
MIA CONVIDA
Josyara e Kiko Dinucci
Assista em: instagram.com/OficinasCulturais

3 de outubro – 19h | Conversa
MIA CONVIDA
Arthur Joly e Donatinho
Assista em: instagram.com/OficinasCulturais

FESTIVAL

4 de outubro – domingo, das 16h às 21h
Apresentação: Patricia Palumbo
Assista em:
youtube.com/OficinasCulturaisdoEstadodeSaoPaulo
facebook.com/OficinasCulturais

16h | Música
BADI ASSAD & SIMONE SOU

16h20 | Conversa
PROCESSO CRIATIVO EM CONFINAMENTO
com Letieres Leite, Maria Beraldo e Rafael Barone | Mediação: Ana Morena

17h10 | Música
CONEXÃO MIA
Ariane Bego (piano), Beatriz Marques (bateria), Bruno Barbosa (baixo), Esdras Nogueira (sax) e Viviane Nukamoto (guitarra) | Produção Musical: Monica Agena

17h20 | Música
GUITARRADA DAS MANAS

17h30 | Conversa
FESTIVAIS INSTRUMENTAIS AGORA
com Bruno Braz Golgher (Savassi Festival), Luciana Simões (Festival BR135) e Renée Chalu (Festival Sonido) | Mediação: Barral Lima (Circuito Instrumental)

18h20 | Música
ANDRÉ ABUJAMRA & ZÉ RENATO GIMENES

18h30 | Conversa
OPORTUNIDADES E DESAFIOS DO AMBIENTE ON-LINE
com Gabriela Pompermayer, Jonathan Ferr e Vince De Mira | Mediação: Nancy Silva

19h25 | Música
CONEXÃO MIA
ÀIYÉ (bateria e programações), Fernando Barbosa (contrabaixo), Lenynha Oliveira (percussão) e Mayara Almeida (sax) | Produção Musical: Maria Beraldo

19h35 | Música
AMARO FREITAS & XENIA FRANÇA

19h45 | Conversa
MÚSICA & COMUNICAÇÃO
com Alexandre Matias, Katia Abreu e Nerie Bento | Mediação: Pedro Antunes

20h35 | Música
CONEXÃO MIA
Ana Karina Sebastião (baixo), Angieli Queiroz (sax), Daniel Freitas (bateria), Guilherme Peluci (sax, clarone, flauta) e Romulo Alexis (trompete) | Produção Musical: DeepLeaks

20h45 | Música
HAMILTON DE HOLANDA & JOÃO BOSCO

SOBRE O PROGRAMA OFICINAS CULTURAIS

Como uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciado pela POIESIS – Organização Social de Cultura, o Programa Oficinas Culturais dialoga com o interior por meio de dois festivais (FLI – Festival Literário e MIA – Festival de Música Instrumental), Jornadas de Gestão Cultural, Ciclos de Estudos sobre Cultura Tradicional e Contemporaneidade, Programa de Qualificação em Artes que dá orientação artística a grupos, companhias ou coletivos de dança e teatro no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo, e o Programa de Formação no Interior que oferece atividades formativas.

Além disso, na cidade de São Paulo, o programa realiza atividades de formação e difusão em três espaços: Oficina Cultural Oswald de Andrade (Bom Retiro), Oficina Cultural Alfredo Volpi (Itaquera) e Oficina Cultural Maestro Juan Serrano (Taipas).SOBRE A POIESISA Poiesis – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Anterior Os Croods 2: Uma Nova Era introduz os Bemelhores
Próximo Universal TV estreia ‘Devils’ com Patrick Dempsey