EP de Mateus Menezes e dirigido por famoso produtor musical conta com três músicas e traz aposta entre o pop e a MPB

O cantor e compositor Mateus Menezes acaba de apresentar seu primeiro projeto autoral nas plataformas digitais pelo estúdio Midas Music. Aposta do reconhecido produtor musical Rick Bonadio, o EP tem três canções e um clipe, e apresenta um estilo romântico entre o pop atual e a Música Popular Brasileira, com riffs de violão mais rápidos, e batida animada coordenada por Rick. Morando em Brasília, o cantor pode seguir o caminho de grandes apostas recentes no cenário da música nacional.

Com produção de Rodrigo Castanho e Andherson Niko Miguez, o trabalho é um compilado de gêneros musicais que começa na nova MPB, passa pelo pop, rock e tem arremate na música eletrônica. Produzido pelo Midas Music, de Bonadio, famoso por ter revelado bandas como Nx Zero, Rouge e CPM 22, o escritório atualmente é responsável por sucessos de nomes novos no mercado como Vitor Kley e Kell Smith.

“Foi um grande privilégio ter contado com a contribuição de um dos profissionais que mais entende de música no Brasil. Quando enviei minha composição para o Midas e fiquei sabendo que ele tinha curtido meu trabalho, eu não pensei duas vezes e fui para São Paulo para realizar um dos meus grandes sonhos”, revela Mateus Menezes.

Na canção Quando te vi, eleita música de trabalho, há um enredo que guarda uma história amorosa, o que inspirou Mateus a compor. O single recentemente teve seu clipe disponibilizado no YouTube. Gravado em São Paulo, a produção traz um clima rústico, leve e romântico, apostando em imagens solo de Mateus aliada a belas paisagens.

A canção principal do EP carrega riffs de violão mais rápidos, mesclada com um beat eletrônico, criando uma união entre a nova MPB e o pop, até que o refrão mostra mais uma faceta da produção com o soar característico da empolgação pop roqueira. Além de Mateus, assinam a composição Digão Bessa e Rodrigo Koala. “De cara gravei com um profissional que tem cinco (prêmios) Grammy nas costas”, completa Mateus, em referência à produção de Rodrigo Castanho. Andherson Niko Miguez é parceiro na produção e Rick Bonadio assina a direção artística do EP.

As outras duas canções são Inevitável e Nosso amor, que falam de amor e foram inspiradas em suas amizades e relacionamentos. Elas têm lançamento ainda para este ano.

Sobre Mateus Menezes

Nascido em Ipatinga, Minas Gerais, Mateus Menezes é formado em direito pela faculdade Pitágoras e sua relação com a música vem desde a infância, quando ele deu os primeiros passos em sua carreira musical. “Me lembro de quando ia para casa do meu primo, ainda pequeno, para escutar um disco do Raul Seixas que ele tinha. Passávamos horas ouvindo e admirando o trabalho desse grande ícone da música brasileira”, revela Mateus.

Anos mais tarde, em Belo Horizonte, teve a experiência de gravar uma música autoral no estúdio Máquina, dos integrantes do Skank, contando com a produção do tecladista da banda, Henrique Portugal. “Foi ali que eu senti que podia buscar algo a mais na música. A partir dessa experiência tudo começou de verdade, a mesma que enviei para o Rick posteriormente, que resultou no convite para fazer o trabalho no Midas”, explica o músico.

Ficha Técnica – EP ‘Mateus Menezes’

Mateus Menezes – Quando Te Vi (Videoclipe Oficial)
Produzido por: Rodrigo Castanho e Andherson Niko Miguez
Direção Artística: Rick Bonadio
Arranjos: Rodrigo Castanho e Andherson Niko Miguez
Gravado e Mixado no Midas Studios – SP
Engenheiro de Gravação: Andherson Niko Miguez e Júnior Lanne
Assistente de Gravação: Pedro Oller
Pós-produção de áudio: Tito Falaschi
Engenheiro de Mixagem: Andherson Niko Miguez
Assistente de Mix: Júnior Lanne
Masterizado no Midas Studios por: Renato Patriarca
Autor: Mateus Menezes, Rodrigo Koala, Digão Bessa
Músicos participantes: Fernando De Gino, Andherson Niko Miguez, Rodrigo Castanho

Redes Sociais

Instagram: @eumateusmenezes
Página no Face: facebook.com/eumateusmemezes

Anterior Mundo Bambu celebra a infância na semana da criança
Próximo Aberta as comemorações dos 30 anos do TBV