Maly: Livro de estreia de Léa Michaan é marcado por histórias paralelas que se encontram. A psicanalista Léa Michaan traz reflexões em “Maly”, título que promete cativar o leitor desde a primeira página

Lançado em 2011, o livro da psicanalista Léa Michaan, “Maly”, se propõe a revelar recursos para ressignificar a vida como um todo. Com a proposta de cativar o leitor logo no início da história, o título de estreia da psicanalista é marcado por histórias paralelas que se encontram, num misto de suspense, mistério, emoção e ação.

A autora, que estudou Antropologia e Filosofia em Nova York, é psicóloga e cede palestras recorrentes sobre a arte de ser mãe, relacionamentos e sentimentos. Recentemente começou uma série de vídeos curtos com dicas no Instagram, incentivando a saúde mental de seus leitores.

No livro, a personagem principal, Maly, busca por respostas, assim como indica seu nome derivado de palavras hebraicas ー MA (o que) e LY (para mim) ー, que significa “o que é meu?”. A essência dos personagens os entrelaçam e, juntos, buscam razões para questões da vida. O livro se passa nas paradisíacas praias da Ilha de Capri, na Itália, e para atiçar o leitor, a ideia central da história é que não se tem certeza de nada.

“Maly” pode ser encontrado na Amazon e no site da autora.

Assista o Booktrailer: https://www.youtube.com/watch?v=JZwmJKh0V8s
Site da autora: https://leamichaan.com.br/
Amazon: https://www.amazon.com.br/Maly-L%C3%A9a-Michaan/dp/8561977299

Maly
Capa do livro Maly | Foto: Ilustrativa

Sinopse:

Maly é um romance com uma narrativa emocionante, que cativa e intriga da primeira à última página. Maly é a união de duas palavras hebraicas – MA (o que) e LY (para mim). Como em hebraico não existem os verbos ser e estar no tempo presente, Maly pode ser traduzido de duas maneiras: “o que é para mim?” ou “o que é meu?”. Essa é a essência dos personagens centrais de uma trama consistente, que apresenta as vidas entrelaçadas de Maly e Pietro; “pessoas” que buscam dar vazão às questões básicas da vida. Maly perdeu todas as pessoas que amava e teve que aprender a contar consigo, tornando-se uma mulher que desenvolveu recursos emocionais para ressignificar a própria vida.

Pietro, apesar de se sentir confortável com a vida que leva, sai em busca do mistério que ronda suas origens. Enquanto Maly procura as respostas dentro de si, Pietro empreende uma busca externa para desvendar o mistério que ronda seus ascendentes. Cada um investiga o lado desconhecido do próprio ser; ambos descobrem as ilusões que permeiam as buscas pessoais. Descobrem que são apenas um pequeno elo de uma imensa corrente iniciada muito antes do nascimento.

CLIQUE ABAIXO E ACESSE + CONTEÚDOS SOBRE  👇
  #MÚSICA   #TEATRO&DANÇA   #GASTRONOMIANODF   #RECEITAS  
#ARTESVISUAIS   #FILMES   #SÉRIES   #TVABERTA&ASSINADA
 #LITERATURA   #TURISMO   #EVENTOS

SIGA E CURTA AS NOSSAS REDES SOCIAIS
  FACEBOOK/DIVERSAOAQUITEM   INSTAGRAM/DIVERSAOAQUITEM
TWITTER/DIVERSAOAQUITEM

Anterior Quando as máquinas param, de Plínio Marcos no dia 15
Próximo Ato Artístico Coletivo Perus, um grande festival virtual