Exposição Mais valor que valia de Maré de Matos estimula reflexão sobre o alto custo ambiental do desenvolvimento

Na Galeria Lume, em São Paulo, artista torce conceitos e transforma diferentes materiais em obras de arte que contestam a exploração dos recursos naturais e humanos.

“Reflorestar o peito”. Essa é a expressão (e obra) que Maré de Matos usa para compartilhar a necessidade que sente diante dos cenários histórico, social, político e ambiental da atualidade. A artista interpela desigualdades estruturais na língua da poesia na exposição individual Mais valor que valia a partir do dia 23 de fevereiro, na Galeria Lume.

Tecido, bordado, fotografia, tinta, ferro, plástico, são parte da materialidade que carrega as simbologias das criações de Maré. A artista mineira denuncia a relação equivocada entre desenvolvimento e devastação, que assola seu estado (MG) e o país. Nas obras que compõem a exposição, ela versa sobre a construção da ideia de valor articulada pelo capitalismo e as crises de valor que afetam a humanidade.

A invenção de valores formados no período colonial que impactam nos dias atuais é um dos pontos importantes de discussão e mensagem escancarada na produção dessa artista transdisciplinar.

Maré brinca seriamente com a semântica e a arte. “Mais nascimento que morte”, “Mais rio que resíduo”, “Mais montanha do que minério”, “Sertão Doce” (sobre a contaminação do Rio Doce por lama tóxica após rompimento das barragens em Mariana, Minas Gerais), “Falar com estranhos” são títulos de obras que exemplificam o jogo de palavras e conceitos abordados pela artista.

“Falo de uma bagunça cognitiva que nos desvincula de valores fundamentais, como a preservação da natureza, e proponho a conexão com recursos importantes, como a sensibilidade e a atenção. Não é sobre mim, é sobre paradigmas que afetam a humanidade”, declara Maré.

Mais valor que valia
Mais valor que valia

Sobre Maré de Matos

Maré de Matos é uma artista transdisciplinar. Natural de Governador Valadares (MG), da região do Vale do Rio Doce, é graduada em Artes Visuais na escola Guignard (UEMG) e mestre em Teoria Literária (UFPE). Atualmente, desenvolve o projeto-pesquisa museu das emoções no doutorado (USP).

Exercita o tensionamento entre versão e verdade; história única e contra-narrativas polifônicas; poder e posição. Pesquisa representação e responsabilidade, imaginário e delírio da modernidade, invenção da raça e narrativa de si, subjetividade e pedagogias contra-coloniais. Seus trabalhos situam-se, sobretudo, na vizinhança entre os territórios da imagem e da palavra.

Sobre Galeria Lume

A Galeria Lume foi fundada em 2011 com a proposta de fomentar o desenvolvimento de processos criativos contemporâneos ao lado de seus artistas e curadores convidados. Dirigida por Paulo Kassab Jr. e Victoria Zuffo, a Lume se dedica a romper fronteiras entre diferentes disciplinas e linguagens, através de um modelo único e audacioso que reforça o papel de São Paulo como um hub cultural e cidade em franca efervescência criativa.

A galeria representa um seleto grupo de artistas estabelecidos e emergentes, dedicado à introdução da arte em todas as suas mídias, voltados para a audiência nacional e internacional, através de um programa de exposições plural e associado a ideias que inspiram e impulsionam a discussão do espírito de época. Foca-se também no diálogo entre a produção de seus artistas e instituições, museus e coleções de relevância.

A presença ativa e orgânica da galeria no circuito resulta na difusão de suas propostas entre as mais importantes feiras de arte da atualidade, além de integrar e acompanhar também feiras alternativas. A galeria aposta na produção de publicações de seus artistas e realização de material para pesquisa e registro. Da mesma forma, a Lume se disponibiliza como espaço de reflexão e discussão. Recebe palestras, performances, seminários e apresentações artísticas de natureza diversa.

Serviço

Mais valor que valia
Artista: Maré de Matos
Local: Galeria Lume
Abertura: 23 de fevereiro, das 17h às 22h
Período expositivo: até 26 de março de 2022
Horário: segunda a sexta, das 10h às 19h, e sábado, das 11h às 15h
Endere̤o: Rua Gumercindo Saraiva, 54 РJardim Europa, Ṣo Paulo (SP)
Entrada gratuita
Informações para o público: (55) 11 4883-0351 e [email protected]
https://www.instagram.com/galerialume/
https://www.facebook.com/GaleriaLume
https://galerialume.com/

página de apoio