Canção que será apresentada no dia 11/05, substituiu o lançamento do álbum e do show, suspensos em decorrência da atual crise sanitária

Há mais de oito meses, a cantora Luana Fernandes vinha planejando o lançamento de seu primeiro CD, “Lua de Outubro”, que deveria ocorrer no mês de maio. Contudo, a pandemia provocada pelo Covid-19 (novo Coronavírus) fez com que a artista mudasse seus planos, suspendendo, temporariamente, o lançamento do álbum e o show. Para não deixar seus fãs desassistidos, Luana irá lançar o single homônimo, no próximo dia 11 de maio, segunda-feira, em todas as plataformas digitais. A produção e direção musical do single (e do disco) leva a assinatura do músico e compositor Ricardo Cordeiro.

Cantora, compositora e publicitária, Luana Fernandes vem compartilhando seu processo de criação e produção do seu primeiro álbum em suas redes sociais, por meio do “Papo de Lua”, série de vídeos, dirigidos por Matheus Tomaz, que buscam aproximar a artista de seu público. Os fãs, entretanto, podem aguardar o lançamento do álbum e o show, que irá ocorrer assim que as atividades que envolvam aglomeração sejam permitidas pelas autoridades.

Luana Fernandes define o CD “Lua de Outubro”, que será lançado no segundo semestre, com 13 faixas, como a síntese de uma trajetória artística iniciada, ainda criança, em Camaquã, sua terra natal, sob o olhar carinhoso dos pais, familiares e amigos. Ao longo da adolescência, foi afirmando esta vocação, marcada por uma constante presença em festivais pelo Interior do Rio Grande do Sul e na vida cultural de sua cidade.

“Lua de Outubro” é uma composição de Catulo Fernandes e Ricardo Cordeiro. O arranjo de Cordeiro tornou melodia e arranjos mais pops, mais contemporâneo. Tem uma condução que inspira leveza, com guitarra processada e uma base de violão limpa, arejando mais a música.

Luana conta que “Lua de Outubro” é especial, desde o início. – Quando nem tínhamos pensando em criar o álbum eu já tinha decidido que este seria o nome do primeiro disco, comenta. – É uma música pop, leve e com uma letra bem jovial, quase ingênua. Meu pai escreveu para mim ainda na minha adolescência. Além disso, faz referência ao meu nome, “LUAna”, e ao mês do meu nascimento – outubro. A letra fala sobre alguém que não se contenta com sentimentos mornos, assim como eu. E traz as questões sobre meu signo, Libra, que tem regência de Vênus (eu adoro astrologia e ocultismos). Acho que consegui, de alguma forma, trazer esta atmosfera para a canção, diz.

Chama a atenção, ainda, neste trabalho, o cuidadoso tratamento que foi dado à identidade visual do projeto. Criado pela artista gráfica Edinara Patzlaff, a partir de fotos de Beta Iribarrem, o projeto gráfico de “Lua de Outubro” une fotografia e colagem. Foi desenvolvido com o conceito de imersão e inserção e é um convite a apreciar o tempo, as fases, os ciclos. A percepção feminina das três artistas envolvidas (Luana, Beta e Edinara) revela canções que traduzem, assim feito a lua, a conclusão de uma fase e o (re)começo de um novo momento, em que letra e melodia conjugam o tempo, ora leve, ora profundo e incerto.

Sobre Luana Fernandes

Aos 28 anos, dona de uma voz e estilo marcantes, Luana vem ganhando destaque na cena musical de Porto Alegre, onde reside há 10 anos e busca afirma-se artisticamente. Em outubro de 2019, participou do Festival de Música de Porto Alegre, classificando uma canção autoral, e em dezembro foi escolhida a Cantora 2019 – Prêmio Vitor Mateus Teixeira – concedido pela Assembleia Legislativa do RS aos destaques da cultura gaúcha, consolidando uma trajetória cultural que teve início em 2009.

Musicalmente, Luana Fernandes transita pela MPB, pop e soul, entre outros gêneros que mergulham nestas vertentes, evidenciando um vínculo com a poesia modernista nos versos que compõe. As letras refletem seus vários momentos e toda a sua subjetividade, em que o cotidiano, as questões do feminino, a fragmentação, a busca por uma identidade própria e por uma linguagem brasileira se fazem presentes. – Quando me perguntam sobre o meu estilo de música, eu costumo defini-lo como MPB, mas numa visão mais contemporânea, resume.

Ficha técnica

Fernando Sefrin (bateria)
Ricardo Cordeiro (violão/baixo)
Lorenzo Flach (guitarra)
Produção: Luana Fernandes | Ricardo Cordeiro | Amaro Neto
Direção Musical: Ricardo Cordeiro
Mixagem e Masterização: Amaro Neto
Direção de arte: Edinara Patzlaff
Fotografia: Beta Iribarrem
Assessoria de Imprensa: Silvia Abreu
Produção Executiva: Lizandra Moraes

Redes Sociais

https://www.luanafernandes.com/
https://instagram.com/luanafernandescantora
facebook.com/luanafernandescantora

Acompanhe, aqui, os primeiros episódios do “Papo de Lua”

Papo de Lua – EP 01 https://www.instagram.com/tv/B-5Xs5CpUym/?igshid=1pfi7gzr4nldy

Anterior Crianças brasilienses criam paródia de "We are the World"
Próximo Vou Nadar Até Você filme de Bruna Marquezine no streaming