Música composta em parceria com Lucas Estrela e produzida por DJ Duh é também a primeira a ser divulgada do disco de estreia da cantora Liège 

“Promar” é o mais novo single-clipe lançado pela cantautora Liège: veja aqui. Com produção musical assinada pelo DJ Duh, a canção é a primeira do disco de estreia da artista paraense a ser divulgada.

O novo trabalho, ainda sem nome definido e com data de lançamento prevista para o segundo semestre, terá toda a direção musical realizada por Duh.

De acordo com Liège, “Promar” reflete sobre “partidas, recomeços, fortalecimentos e desapego, metaforizando tais fases da vida com o movimento do mar”, ela completa. “Retrata também o poder curativo do mar, lavar a alma, curar dores e fazer chegar o novo. Estar sempre em movimento, seja calmo ou revolto. O mar ativa o refletir, o deixar ir, o renascer”.

No clipe, dirigido por Lucas Moraga, a tradução visual do roteiro para o clipe foi pensada a partir de transições e efeito de dupla exposição. “Colocamos imagens de mar dentro das pessoas, mostrando essa alteração de maneira simples, metafórica e literal, como se de fato a gente desaguasse, marejasse, velejasse dentro de nós mesmos”, reflete o diretor.

“Promar” já está disponível nas principais plataformas digitais.

Ficha técnica “Promar” (áudio)

Produção musical: DJ Duh
Voz: Liège
Guitarra: Gabriel Adorno
Baixo: Marcelo Cruz
Violão de Nylon e direção vocal: Thiago Jamelão
Mix: Mauricio Cersosimo
Master: Mauricio Gargel

Ficha técnica “Promar” (clipe)

Direção: Lucas Moraga
Argumento: Liège/ Lucas Moraga
Assistente de direção: Otávia Feio
Direção de fotografia: Lucas Moraga
Câmera #1: Cleyton Telles
Câmera #2: Victor Peixe
Making Of e Still: Victor Peixe/ Cleyton Telles
Maquiagem: Iam Vasconcelos
Montagem/finalização e colorização: Lucas Moraga

Instagram
YouTube
Spotify
Deezer

cortiça

A cantautora paraense Liège é uma das novas vozes da MPB contemporânea. Com uma sonoridade marcada pela MPB, a música eletrônica e ritmos afro amazônicos, a música de Liège é dançante e envolvente. Suas composições são plurais, como a própria vida, variando de temas como a leveza do amor, a liberdade pessoal, entre outros.

Na discografia, a artista já possui um EP, Filhos de Gal (2016) e um single, “Santa Mulher” (2018). A artista, que já se apresentou nos Estados Unidos e em importantes palcos da cena autoral brasileira – Festival Se Rasgum (PA), Casa do Mancha (SP) e Circuito SESC de Cultura (SP) – reserva para 2019 o lançamento de seu primeiro disco, atualmente em processo de produção com o DJ Duh, no Groove Arts Studio, em Campinas (SP).

Anterior Campanha em celebração ao lançamento de X-Men: Fênix Negra
Próximo El Calafate: uma aventura inusitada na Patagônia argentina