Musical infantil ganha apresentaçÔes gratuitas na Cidade Tiradentes. O espetĂĄculo ‘LedAzeda’ propĂ”e reflexĂ”es sobre convivĂȘncia e alteridade com graça, humor e poesia

Depois de passar pelo Centro de Formação Cultural da Cidade Tiradentes, o espetĂĄculo‘ LedAzeda’, um musical infantil realizado pelo grupo Filhas da Dita, ganha sessĂ”es gratuitas no CEU InĂĄcio Monteiro, nos dias 13 e 20/06.

Leda, a menina mais azeda da zona leste, sĂł feria, cuspia e rugia aos quatro ventos. Um dia, conhece a fada Ada, que a ajuda a superar o que era azedo por virtudes e poesia. A histĂłria de LedAzeda Ă© baseada no livro infanto-juvenil homĂŽnimo de Mahyra Costivelli e Taisa Borges, lançado em 2018 pela Editora PeirĂłpolis. “NinguĂ©m entendia porque Leda sĂł feria, sĂł – feria – Leda sofria.

NĂŁo era aceita, nĂŁo ocupava um lugar especial no coração de ninguĂ©m, por isso, machucada, feria. Mas tudo muda quando alguĂ©m resolve nĂŁo se afastar, mas se aproximar, e mostrar a Leda que agora ela tinha lugar”, diz ThĂĄbata WbalojĂĄ, responsĂĄvel por assinar a dramaturgia. O espetĂĄculo propĂ”e reflexĂ”es sobre convivĂȘncia e alteridade com graça, humor e poesia.

Filhas da Dita é uma coletiva formada por artistas pretes, indígenas, trans, LGBTQIA+ e gordes. Em cena, as atrizes Dandara Kunté, Ellen Rio Branco e Thåbata Wbalojå, Somando nos backing vocals, Elix Rodrigues, Jhowenny Orun e Clåudio Pavão. Luara Iracema e Call Gomes são musicistas.

“Se as fadas madrinhas costumam ser loiras e as protagonistas magras e altas, nĂłs inventamos essa histĂłria e colocamos em cena pessoas que se parecem com a gente – diversas, cheias de histĂłrias e vivĂȘncias diferentes”, comenta a diretora Lua Lucas. No repertĂłrio, guiado por cançÔes autorais, ritmos dos mais variados: rock, salsa, rap, pop e R&B.

“Queremos apresentar LedAzeda para todas as crianças, diversas e coloridas como sĂŁo! Levar a reflexĂŁo da diversidade com a força da alegria, da arte, da empatia e da mĂșsica”.

Essa circulação integra o projeto “DiverCidade Tiradentes: Sarau – Cine – Teatro” contemplado pela 2ÂȘ edição do edital de mĂșltiplas linguagens da Secretaria Municipal de Cultura.

SERVIÇO

CEU InĂĄcio Monteiro
Datas: 13 e 20/06, terça-feira.
HorĂĄrios: 15h.
Endereço: Rua BarĂŁo Barroso do Amazonas, s/n – Cidade Tiradentes, SĂŁo Paulo – SP.
Classificação Livre
Entrada Gratuita

SOBRE AS FILHAS DA DITA

Em 2022, o grupo completa 15 anos de trabalho e pesquisa teatral contĂ­nuas, desenvolvendo diversos projetos e açÔes artĂ­stico-culturais no territĂłrio em que foi fundado, o bairro Cidade Tiradentes. Atualmente, faz a gestĂŁo da Cooperativa de Artistas junta Ă  Cia Aos Quatro Ventos. Filhas da Dita contam com repertĂłrio de 06 espetĂĄculos teatrais – “Canto das Ditas, fragmentos afrografados de Cidade Tiradentes” (2019), que integrou a Mostra de Teatro de HeliĂłpolis em 2022; “O sonho de Tatiana – uma poĂ©tica sobre juventudes” (2017); “Coquetel MolotĂłv” (2015); “A Guerra” (2013); “El Quijote” (2009) e “Os Tronconenses” (2008) – e 03 produçÔes em audiovisual, a web-sĂ©rie “Corpas” (2022) em 04 capĂ­tulos; a performance “MOVA – Efeito Colatera”l (2022) e o curta-documentĂĄrio “CĂȘ quĂ© mentir pra preta velha?” (2020).

FICHA TÉCNICA:

Direção: Lua Lucas
Dramaturgia: ThĂĄbata WbalojĂĄ
Direção Musical: Luara Iracema
Direção de Arte: Eliseu Weide
Produção Executiva: Gley Santos
Produção: Clåudio Pavão
TĂ©cnica de Som: Thiago Rocha
Iluminação: Luciana Silva

ELENCO

Dandara Kunté: Atriz
Ellen Rio Branco: Atriz
ThĂĄbata WbalojĂĄ: Atriz
Elix Rodrigues: Backing Vocal
Jhowenny Orun: Backing Vocal
ClĂĄudio PavĂŁo: Backing Vocal
Luara Iracema – Musicista
Call Gomes – Musicista