O Ășltimo episĂłdio da sĂ©rie “Justiça por Elas”, apresentado por Gabriela Manssur, aborda a violĂȘncia judicial contra mulheres, com relatos de especialistas e vĂ­timas

Neste domingo (31/03) vai ao ar o 7Âș e Ășltimo episĂłdio da sĂ©rie Justiça por Elas, produzida pela CafĂ© Royal, no GNT. Apresentado por Gabriela Manssur, advogada especializada no direito da mulher e ex-promotora pĂșblica, o tema do episĂłdio Ă© violĂȘncia judicial e conta com os relatos de Ana LĂșcia Dias, advogada e coordenadora do Me Too Brasil, e Luanda Pires, Advogada, co-fundadora e relaçÔes internacionais do Me Too Brasil.

As especialistas explicam sobre o lawfare de gĂȘnero, que Ă© guerra polĂ­tica contra as mulheres, violĂȘncia cometida por investigados, acusados, condenados contra advogada e suas clientes.

Ana LĂșcia Dias, que foi vĂ­tima da violĂȘncia judicial, declara que Ă© um dano fĂ­sico e visceral e explica a diferença entre o assĂ©dio judicial e a violĂȘncia institucional de gĂȘnero. “O poder judiciĂĄrio Ă© uma mĂĄquina de moer mulheres. É patriarcal, o olhar dos juĂ­zes ainda tĂȘm essa construção machista. No assĂ©dio judicial, Ă© possĂ­vel ver a utilização do poder judiciĂĄrio para perseguir e intimidar a vĂ­tima com o objetivo de prolongar o objetivo do processo, exaurir os recursos financeiros da vĂ­tima e desestimular o prosseguimento da ação.

Ocorre quando se tem vĂĄrias disputas ou açÔes ocorrendo repetidamente contra uma mesma pessoa. Com a mesma mĂĄ fĂ©, visa retardar ou impedir o cumprimento de uma ordem judicial. A violĂȘncia institucional de gĂȘnero Ă© cometida por agentes pĂșblicos contra a mulher vĂ­tima de violĂȘncia. Pode ser omissĂŁo, imperĂ­cia, demora, humilhação, podemos usar como exemplo recente o caso Mariana Ferrer”, declara.

Luanda Pires, que sofreu um atentado por ser porta-voz de uma outra mulher, tambĂ©m dĂĄ voz Ă  rede de mulheres reunidas na sĂ©rie que se posicionaram para alertar mulheres sobre as violĂȘncias cometidas contra elas, trazendo fatos, dados e dicas para que o ciclo de descaso seja interrompido.

A sĂ©rie vai ao ar no domingo, Ă s 23 horas. Os conteĂșdos tambĂ©m estarĂŁo disponĂ­veis no Globoplay + Canais.