Depois de passar por Sobradinho, Ceilândia, Gama, a Jornada Literária do DF chega a São Sebastião. O evento reunirá, no auditório do IFB, 4 mil pessoas, em sua maioria crianças e adolescentes alunos das escolas públicas da Região Administrativa que se encontrarão com escritores, ilustradores, repentistas, poetas para falar, debater, discutir sobre literatura.

Depois de passar por quatro regiões administrativas do Distrito Federal, de 11 a 18 de novembro, São Sebastião recebe a última edição da Jornada Literária do Distrito Federal em 2019, um evento voltado para a promoção do gosto pela leitura entre crianças, jovens e adultos. Com encontros abertos à comunidade, esta edição traz uma novidade: A Jornada acontecerá também dentro de duas escolas rurais da Região Administrava, para aproximar os alunos de atividades culturais e dos escritores. A participação nos encontros é aberta ao público, com entrada gratuita e classificação indicativa livre para todos os públicos. A Jornada Literária do Distrito Federal – Edição São Sebastião 2019 é realizada por meio do Termo de Fomento com o Ministério da Cidadania/Secretaria Especial de Cultura/SEC/DLLLB/2019.

Participam da Jornada Literária Edição São Sebastião os escritores Alessandra Roscoe, Geraldo Lima, Ivan Zigg, Jéferson Assunção, João Bosco Bezerra Bonfim, Leo Cunha, Marco Miranda, Nanda Fer Pimenta, Romont Willy, Tino Freitas e Vinicius Borba e a dupla de repentistas João Santana e Chico de Assis. Os encontros e palestras acontecerão no Auditório do Instituto Federal de Brasília (IFB) Campus São Sebastião, que fina na Área Especial 2-, s/n – São Bartolomeu (São Sebastião), Brasília – DF.

Segundo a organização da Jornada Literária do Distrito Federal, na edição de São Sebastião é esperada a participação de 4 mil pessoas, entre estudantes de todas as idades e professores da rede pública.

Sobre a Jornada Literária do Distrito Federal

Desde 2016, a Jornada Literária do Distrito Federal envolve a realização de ações com o objetivo o de promover o gosto pela leitura literária por meio do encontro da literatura, do livro e do escritor. Em outras palavras, a Jornada leva as artes verbais – poesia, histórias, álbuns ilustrados, espetáculos literários, debates, palestras conferências – para pessoas, comunidades e grupos que, usualmente, não têm acesso a esse bem cultural; por isso, no Distrito Federal, a opção por atuar em cidades fora do eixo do Plano Piloto; e, especialmente, atuação junto a escolas e professores. A Jornada Literária mantém uma atuação permanente nas comunidades por onde já passou e busca novas atuações e novos parceiros, onde houver o interesse pelas atividades afins aos propósitos da Jornada.

As atividades da Jornada Literária do Distrito Federal começam com três meses de antecedência. Nas escolas da região onde o evento irá acontecer, são distribuídos livros e realizadas oficinas de formação de mediadores. “Afinal, o que está em jogo é muito mais do que simplesmente aproximar livros e leitores. O que a Jornada Literária quer é desvincular a literatura do teste escolar e promover o gosto da leitura literária entre crianças, jovens e adultos das escolas da rede de ensino público do Distrito Federal”, informam os realizadores.

Sobre os organizadores

João Bosco Bezerra Bonfim é poeta, com 30 livros publicados, incluindo os infanto-juvenis e cordéis, sendo os mais recentes “A botija encantada” (Ed. DCL, 2017); “Era uma vez uma Maria Farinha” e “Lobo-Guará de Hotel” (Ed. Jornada Literária. Seu “Romance do Vaqueiro Voador” (LGE, 2004; Callis, 2009) foi transformado em filme homônimo, por Manfredo Caldas, foi premiado no Festival Latinoamericano de Cinema (Toulouse, França, 2008). Pesquisador na área de Análise do Discurso, tem concentrado os estudos em narrativas e poesia; a esse respeito, ministra oficinas de mediação de leitura, parte fundamental da Jornada Literária do DF, programa que – juntamente com Marilda Bezerra – criou em 2016. É cearense, de Novo Oriente (1961); graduado em Letras, Mestre e Doutor em Linguística; reside em Brasília desde 1972.

Jornalista, produtora cultural e diretora de arte de programas literários, Marilda Bezerra trabalhou por mais de duas décadas com assessoria de imprensa. Nessa condição, coordenou campanhas de instituições nacionais sediadas em Brasília; e também algumas de adoção de políticas públicas de interesse nacional. Graduada em Pedagogia e Jornalismo; e com Especialização em Análises Políticas. Como uma das criadoras da Jornada Literária do Distrito Federal, responde pelos trabalhos de motivação e engajamento dos mediadores de leitura; e pela tutoria dos processos de mediação de leitura; e, ainda, conduz a produção artística do programa, junto a escritores, ilustradores, músicos e equipes de produção.

Serviço

Jornada Literária do Distrito Federal Edição São Sebastião 2019
Encontros com escritores e ilustradores, contação de histórias, palestras e espetáculos literários
Quando: De 11 a 18 de novembro
Segunda a quinta
Horário: Segunda, das 8h às 21h40
Terça a quinta, das 8h às 18h
Local: Instituto Federal de Brasília
Campus São Sebastião
Endereço: Área Especial 2-, s/n – São Bartolomeu
São Sebastião, Brasília – DF.
Telefone: (61) 2193-8130

Programação disponível em: https://www.jornadaliterariadf.com.br/

Anterior Quinze Destinos que Prometem ser Tendência em 2020
Próximo Van Morrison lança sexto álbum em apenas quatro anos