JLZ é um dos destaques na segunda parte da compilação “Desorden Y Progreso”. Plataforma mexicana, ONDA MUNDIAL, apresenta mais quatro singles de artistas brasileiros

A compilação “Desorden Y Progreso” organizada pela plataforma mexicana ONDA MUNDIAL apresenta sua segunda parte cheia de artistas brasileiros da nova geração da música eletrônica. L’Homme Statue que teve seu single lançado em dezembro de 2019, “Egoísta”, retorna para entrar nesta parte da coletânea.

“Essa música fala sobre minha mudança para o Brasil. Quando eu cheguei aqui, via famílias nos restaurantes, mães filhos passeando pelas ruas e, ficava me questionando se eu ter saído do meu país para viver o meu sonho era algum tipo de egoísmo”, revela. “De certa forma, eu sabia que sim, essa música é uma carta aberta que começa com ‘Sim, eu sou egoísta’”, completa.

O artista é parisiense e passou parte de sua infância na Costa do Marfim. Agora adota São Paulo como sua casa.

A inquieta Saskia aparece em “Desorden Y Progreso” com a música mais política dessa leva, tratando sobre o racismo enquanto toma uma no bar em “Desce mais uma”, que tem produção do sul africano Griffith Vigo. Nascida em Porto Alegre, a gaúcha Saskia é uma das grandes revelações de 2019 e um nome para ficar de olho. Seu primeiro disco “Pq”que saiu com selo da Natura Musical, mostra um trap dançante que mistura ironia, ativismo, revolta e as vivências pessoais da artista.

Outro artista que também faz dobradinha na coletânea é o brasiliense JLZ, que em parceria com o produtor Goro apresenta “No Name”. Mesmo com uma carreira ainda curta para o mercado musical sua pesquisa dedicada ao aforbeat já o fez trabalhar com nomes como: Baco Exu do Blues, Linn da Quebrada e Sángo. Em “No Name” o suingue é diferente e ele explora o bass e faz um som próximo ao trap.

Fechando esta sequência temos Mari Herzer com “Xintopia”, conhecida DJ da cidade de São Paulo que trabalha na festa Mamba Negra, mas já estrelou o line up de vários eventos importantes como a Odd e Caplock.

A compilação “Desorden Y Progresso” fez uma seleção de nomes quentes da cena atual eletrônica brasileira feita pelo produtor Béco Dranoff e Lucia Anaya, diretora de A&R da ONDA MUNDIAL. Ela foi dividida em quatro partes sendo a terceira prevista para maio de 2020 e a quarta e última parte para junh6o de 2020. Nomes como Brisa Flow (MG), Teto Preto (SP), Telefunksoul (BA), DJ Patricktor4 (BA), DJ Tudo (SP), Linn da Quebrada (SP), ainda estão por vir, entre outros.

Para ouvir a compilação e baixar: https://backl.ink/129354078

Mais sobre a ONDA MUNDIAL

No começo de agosto de 2019, a plataforma ONDA MUNDIAL lançou a sua primeira residência artística na Cidade do México. O espaço cultural Galera, que fica no coração da cidade no bairro Colonia Doctores, é o local que abriga todas as festas da comunidade. A primeira edição da residência contou com um line-up de artistas de música eletrônica da América Latina. Além das festas, as residências no espaço Galera promovem todo um ecossistema de geração de conteúdo audiovisual, workshops, debates, produção musical, e acima de tudo, novas histórias.

A intenção da ONDA MUNDIAL é transcender o senso de identidade, além dos estereótipos associados a alguns gêneros musicais ou narrativas. Neste encontro de ideais acontece a magia, o choque de conceitos que impulsionam a cultura invencível que parte de uma cidade e se expande pelo mundo. Neste espírito, a ONDA MUNDIAL quebra os parâmetros territoriais e linguísticos para focar numa dos países com as mais diversificadas propostas musicais da América Latina: o Brasil.

“O tamanho massivo, o caos, o fato de os dois países serem fortes referências culturais em todo o mundo. Foi realmente natural desenvolver esse relacionamento, principalmente ao selecionar os artistas e suas intenções, consideramos importante abordar os movimentos reais, não apenas no Brasil, mas em toda a América Latina. A ONDA MUNDIAL fornece aos artistas um canal de expressão para explorar e compartilhar sua criatividade, que projetará suas ideias fornecendo histórias únicas para um novo som e paisagem emergente em nossa cultura. Está tremendo no Brasil, está tremendo no México, Colômbia, Bolívia, Equador, Chile e é porque estamos em um momento de mudanças. Estamos entrando em um novo capítulo de independência e coletividade, em toda parte”, conta Lucia Anaya, diretora de A&R da ONDA MUNDIAL.

Redes Sociais

Site Oficial: https://www.ondamundial.com/
Facebook: https://www.facebook.com/laondamundial/
Instagram: https://www.instagram.com/ondamundial/?hl=pt
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCJswfBtALNp6PxCDXBXcbFg

Anterior Surpreenda na Páscoa com cheesecake de chocolate
Próximo Diomedes Chinaski lança “Lágrimas de Crocodilo”