Jericoacoara, ou como é mais conhecida, Jeri. A 298 quilômetros de Fortaleza, paisagens de beleza natural preservada e um povo atencioso. Jeri é conhecida por suas falésias, dunas e praias paradisíacas.

Nesse roteiro, daremos dez dicas para sua viagem a Jericoacoara ser inesquecível.

Sobre Jericoacoara

Primeira coisa que você precisa saber sobre Jericoacoara – é um lugar belíssimo, para quem ama a natureza mais primitiva. Se você curte conforto e estruturas mais cosmopolitas, esqueça esse destino.

Como chegar em Jericoacoara

O Aeroporto de Jericoacoara foi um grande adianto para quem quer conhecer a cidade. O problema é que não há muitos voos para lá, o que encarece o valor das passagens aéreas.

Você tem a opção de fazer o trajeto de ônibus – 7 horas até Jijoca, de lá desembarca e pega o famoso Pau de Arara. Os ônibus têm horários diários saindo tanto da rodoviária quanto do aeroporto de Fortaleza.

A terceira opção é chegar em Fortaleza e contratar um serviço de 4×4 para chegar em Jeri – muito mais confortável. O aluguel costuma orçar entre R$500 e R$600, mas você pode dividir o valor com outros turistas que também estejam indo para lá.

Taxa de Turismo

A prefeitura de Jijoca de Jericoacoara desde setembro de 2018 passou a cobrar uma taxa de turismo no valor de R$5,00 por dia de permanência, por pessoa, sendo que crianças menores de 12 anos e idosos são isentos.

Não é permitido circular com carros não autorizados pela vila, portanto, caso você vá com seu carro ou alugado, deverá deixa-lo no estacionamento.

Cartões e dinheiro

Os principais restaurantes e pousadas da vila aceitam cartões de crédito e débito, porém para compra de artesanato e pagamento de passeios é importante ter dinheiro em espécie. Procure levar uma soma em dinheiro porque não há bancos ou caixas eletrônicos em Jeri, apenas em Jijoca – uma cidade com uma estrutura melhor.

Acessibilidade

Todas as ruas de Jeri são de areia ou pavimentadas com pedras, assim, pessoas com limitações de locomoção ou com bebês pequenos dependentes de carrinho terão muita dificuldade em se deslocar por lá.

Um mochilão bem arrumado é o que você vai precisar em Jeri –  ninguém quer ficar arrastando malas pesadas pelas ruas sem pavimento (e pagando mico).

Mochila para Jeri

Uma mochila grande o suficiente para os dias que você pretende passar por lá. Lembre-se da regra de ouro do viajante de praia – menos é mais. Você vai para o litoral, portanto, leve roupas leves de tecidos que sequem com facilidade – tactel, poliéster, poliamida (os chamados dry-fit) lycra para os maiôs, biquínis e sungas e um casaquinho para não passar sufoco na ida e na volta. Chinelos e sandálias confortáveis são a melhor pedida. Não se esqueçam de levar os medicamentos mais usados, sobretudo se for de uso contínuo. Até bem pouco tempo Jeri era uma colônia de pescadores, portanto, não há muitos recursos disponíveis.

Clima

Com clima típico de praia tropical, em Jeri venta muito e muitas vezes dá a impressão que o sol não está queimando a pele, por isso, invista num bom protetor solar. Óculos de sol, boné, chapéu ou viseira e lenço são indispensáveis para seu bem-estar.

Como chegar na Pedra Furada

Para chegar na Pedra furada, cartão postal de Jericoacoara, faça a caminhada com o grupo que fica reunido, todos os dias, em frente ao Restaurante Dona Amélia por volta das 15:30. Durante a caminhada de 40 minutos, um guia conduz até a pedra através do Morro do Serrote – uma belíssima vista do mar e da vila. Leve bastante água.

Você também pode fazer o trajeto de buggy, que além de ser de longe o meio mais confortável, é um passeio completo que inclui as lagoas de Jijoca – a Lagoa do Paraíso e a de Tatajuba – onde tem as famosas redinhas na lagoa, para esquecer da vida mesmo…

A melhor época para ver o sol dentro do arco da Pedra Furada é em Julho. Como todas as atrações famosas é normal ter muitos turistas ávidos por tirar as melhores fotos. Tenha paciência e seja educado ao solicitar espaço para fotografar ou mesmo para se deslocar.

Vida noturna agitada

O melhor point é a rua Principal onde começa a noite, pertinho da praia, com barracas de caipirinha, quitutes, reggae, sertanejo e forró. Bares com música ao vivo, como o Forró da Dona Amédia e o Maloka são muito procurados.

Esportes radicais

Em Jeri venta na maior parte do ano – condição ideal para os esportes de vela e vento como Windsurf, kitesurf, sandboard, surf, entre outras modalidades. Você ainda pode praticar stand-up paddle e fazer trilha pelas praias e pontos turísticos como a Pedra Furada, as dunas e as lagoas. Enfim, para quem ama ecoturismo encontra uma ampla variedade de atividades incríveis.

O Hurb valoriza o que é mais importante: você. Conheça nossos pacotes de viagem e viva mais histórias.

 

Anterior Arvorismo é atração na programação do Terraço Shopping
Próximo "Minhas Férias Favoritas" é atração no Conjunto Nacional