Intrigante teia de relacionamentos


Personas é a mais recente montagem do Teatro dos Ventos | Confraria Artística, com direção de Fernando Martins para texto premiado de Luciana Loureiro, apresenta uma intrigante teia de relacionamentos e conflitos entre seis personagens, todos em busca de expressão sexual, na expectativa de vivenciar seus desejos.

Em “Personas”, a sexualidade, a violência e a transformação do corpo na construção da identidade são alicerces para composição das personagens de Luciana Loureiro, dramaturga do espetáculo. Dos diálogos entre as personagens brotam questionamentos entre moral e identidade, trazendo a sexualidade para o centro da trama. “Trata-se de uma aproximação a temas relacionados ao sexo com propósito de instigar reflexões sobre das personas que assumimos na vida privada, para dar vazão ao nosso desejo”, comenta a autora.

Em cena, seis personagens se cruzam numa teia de conflitos, onde aceitação, realização sexual e expressão de identidades determinam a curva dramática da peça. As personagens se revelam à medida que suas máscaras são abandonadas para dar lugar à expressão do desejo.

Diante do interesse por Bia, Álvaro lida com suas expectativas e inseguranças em sessões com a terapeuta Stella, que o encoraja a viver essa paixão. Bia é uma jovem atriz que mora com Karen, uma mulher trans em conflito com sua identidade. Conflito este responsável por abalar a relação de três anos com Edu. As “personas”, adotadas por cada personagem, têm nos espaços de intimidade, a casa e o consultório, os cenários para explorarem seu os jogos de poder. Porém, é no bar do Ciro que seus dramas encontram espaço para expressão.

O espetáculo apresenta personagens na elaboração de estratégias em busca de viverem plenamente sua sexualidade. Na peça, “o palco se torna uma vitrine dessas identidades volúveis em busca de expressão através do desejo e dos impulsos”, comenta Fernando Martins, diretor do espetáculo.

O texto do espetáculo, de autoria de Luciana Loureiro, foi vencedor do Prêmio Funarte de Dramaturgia 2014.

Teatro dos Ventos | Confraria Artística
Grupo brasiliense integrado pelos diretores Fernando Martins e Luciana Loureiro, e o núcleo de atores formado por Carlos Matheus, Felipe Vasques, Tatiana Iunes e Isa Shimidt. A Confraria Artística existe desde 2008 e alimenta um discurso sobre a arte e seu papel na sociedade contemporânea como um lugar de poder. O foco do trabalho está relacionado aos fenômenos do desejo e seu caráter performático, imagético, erótico e virtual. Site: teatrodosventos.com.br – Facebook: facebook.com/teatrodosventosca – Twitter: @teatrodosventos

Espetáculos
Algo que não é falado, 2008; Ensaios Sobre a Solidão, 2010; A Lição, 2011; [Anti] Romântico, 2012;
Uma Despedida Fiel, 2013; e Ve[ne]nus, 2014.

Outros trabalhos
Documentário: O Que é uma Personagem?, 2009
Vídeo Performances: Nós, 2012; Dormentes, 2012; e Escombros, 2012
Exposição fotográfica: As Noivinhas, 2012

Prêmios
Melhor Cena Curta, por Claro!
II Festival Dulcina de Cenas Curtas, 2009. Melhor Cena Curta, por Dama da Noite
III Festival Dulcina de Cenas Curtas, 2010. Melhor Cena Curta, por Claro!
7º Festival Cenas Breves de Curitiba, 2011
Prêmio SESC do Teatro Candango, 2011. Destaque entre as sete melhores peças do ano, por A Lição.
Prêmio Myrian Muniz de Teatro, 2014, por Uma Despedida Fiel
Prêmio Nacional de Dramaturgia FUNARTE, 2014, “Personas”

Integrantes do Grupo

Fernando Martins
Mestre em Teatro pelo Instituto de Artes da Universidade de Brasília/UnB (2011), graduado em Artes Cênicas pelo CEN/UnB (2007), atua na área cênico-musical como ator, cantor, dramaturgo e diretor desde 2000. Trabalhou ao lado de emblemáticos encenadores contemporâneos, como: Antônio Abujamra, Hugo Rodas, Silvia Davini e Oscar Edelstein, e atualmente integra o Teatro dos Ventos, onde dirigiu os espetáculos: Ensaios Sobre a Solidão (2009/2010), A Lição (2011), AntiRomântico (2012), Uma Despedida Fiel (2013) e Ve(ne) nusb(2014). Foi professor Substituto do Departamento de Artes Cênicas da Universidade de Brasília – UnB nos anos de 2010 e 2011 e, atualmente, é Coordenador do Curso de Bacharelado em Teatro do Centro Universitário IESB. Possui prêmios por sua atuação como diretor, ator, cantor e compositor.

Luciana Loureiro
Atriz e arte-educadora, formada em Artes Cênicas pela Universidade de Brasília/UnB. Atuou em produções teatrais da cidade como O Terror e a Miséria no III Reich, de Bertolt Brecht (2006) e O Outro Lado do Jardim Também Tinha Segredos para Mim (2006), ambas dirigidas por Leonardo Shammah. Foi membro do grupo teatral Cinicamente Cênicos, onde atuou no espetáculo Cite Wilde (2003). Em 2007, foi dirigida por Hugo Rodas no espetáculo O Inspetor Geral, de Nicolai Gogol. Em 2014 passou a integrar o grupo Teatro dos Ventos e atuou no espetáculo Ve(ne)nus.

Serviço

Local: Teatro II do CCBB Brasília
Endereço: SCES Trecho 2 – Brasília/DF
Temporada: De 5 de maio a 5 de junho de 2016
Horários: De quinta a sábado, às 21h, e domingo, às 20h
Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Os ingressos começam a ser vendidos dois domingos antes dos eventos da semana e podem ser adquiridos na bilheteria do CCBB de quarta a segunda, das 9h às 21h, pelo site www.ingressomais.com.br, ou pelo televendas 4003-2330, das 9h às 21h, de segunda a segunda.
Informações: 61 3108-7600.
Classificação indicativa: 14 anos.

Anterior O show de humor com Marco Zenni
Próximo Tico de Moraes no Terraço