Grupo Liquidificador mais forte


O tempo é um aliado dos bons vinhos. O mesmo se aplica com a cachaça. As bebidas refinam melhor o sabor dependendo do tempo de armazenamento e maturação. 

Com o teatro não é diferente. O tempo e a experiência tendem a trazer aprimoramento, expansão e apuro. Depois de duas bem sucedidas temporadas, em 2012 e 2013, o Grupo Liquidificador volta com força total ao subsolo do Teatro Dulcina, no Conic, para mais uma rodada da peça-festa “Ultra-Romântico”. Desta vez, a programação terá atividades paralelas, com o patrocínio da Oi e da Lei de Incentivo à Cultura do Distrito Federal, e apoio do Oi Futuro e da Fundação Brasileira de Teatro. O projeto vai até 26 de março, sempre aos sábados, de 15 em 15 dias (13 e 27/02; 12 e 26/03).

O carro-chefe de “Ultra-Romântico” continua sendo a peça-festa. A montagem é uma releitura do livro “Noite na Taverna”, de Álvares de Azevedo, uma das mais significativas obras brasileiras da segunda fase do período romântico. Trabalhando a partir de improvisações, o Grupo Liquidificador criou um roteiro que funde em uma única narrativa as histórias contadas no livro pelos personagens Solfieri, Bertram, Gennaro, Claudius Hermann e Johann.

Ângela, uma mistura de musa idealizada do jovem romântico com mentor que guia o herói em sua jornada, é o fio condutor dessa aventura que tem na noite sua força motriz. É ao longo da noite que o jovem romântico encontra espaço para se libertar do tédio e da burocracia do dia. E para perpetuar esse ciclo de aventuras que só a noite proporciona, o Liquidificador pensou no conceito de “peça-festa”, no qual a festa funciona como uma continuidade da peça. “A 00h a cidade fecha, deixando o jovem romântico tendo que inventar sua própria jornada. Mas ainda é o meio da noite, o meio da história, bem no momento em que o enredo deveria tomar forma para o clímax. Por isso, criamos a festa que começa emendada na peça, sem pausas ou cortes, noite adentro”, explica o ator Kael Studart.

E que lugar melhor para situar essa peça-festa que o subsolo do Teatro Dulcina, no Conic? O corredor de concreto, grafitado e circundado por habitantes por vezes amedrontadores à sociedade é o espaço perfeito para uma taverna do século XXI, onde jovens personagens vivem intensamente histórias de amor, idealismo, boemia, morte, loucura e crime.

Flertando com os beats norte-americanos e os clubbers, a dramaturgia construiu os personagens a partir do queer, conceito reclamado por uma parte do movimento punk como sendo de gêneros e sexualidades que não se conformam com a sociedade heteronormativa. Com isso, não há distinção entre homens e mulheres em cena. São pessoas vivendo relações e situações, em constituições próximas do andrógino.

A encenação tem música original, executada ao vivo, além de forte interação com vídeo e projeção. “Ultra-Romântico” é estrelado por Fernanda Alpino, Iza Cavanellas, Kael Studart, Karinne Ribeiro e Marcos Davi (ator convidado). A direção é de Fernando Carvalho.

PROGRAMAÇÃO PARALELA

Em 2016, o “Ultra-Romântico” se expandiu de peça-festa para um projeto. As novas ações começam por um aplicativo de celular, pelo qual o público terá acesso à trilha sonora original da montagem; ao line-up das festas “Ultra”; a uma mixtape da dupla DeltaFoxx; e às fotos clicadas por La Conga Rosa. O aplicativo será também a plataforma de lançamento de um e-zine de aventura, do ilustrador paraense Starllone Souza, baseado na peça-festa “Ultra-Romântico”. Serão, ao todo, quatro capítulos, lançados sempre na véspera de cada apresentação.

A temporada 2016 terá também maior interação com grupos e profissionais de outras vertentes artísticas da cidade, seguindo um trabalho que o Grupo Liquidificador já vem desenvolvendo ao longo dos seus seis anos de existência. Além da criação e apresentação de espetáculos teatrais e realização de oficinas de formação, o grupo já vem colocando em prática algumas ações para o fortalecimento das redes criativas entre os artistas do Distrito Federal. A “Confraternização de Teatro de Grupo do DF” e o ”Encontro de Dramaturgias Brasilienses“, são alguns exemplos.

Para a programação do “Ultra-Romântico” serão desenvolvidas duas ações dentro dessa intenção. Cada festa “Ultra” terá intervenção de um grupo diferente, podendo ser de teatro (Tripé), música (Cantigas Boleráveis), ou performance (Algodão Choque e Corpos Performáticos). Além disso, serão realizados dois seminários, batizados de “Lero leros”: “Criação de dramaturgia no contexto do teatro de grupo” e “Gestão de grupo e empresas colaborativas”. A intenção é promover o diálogo entre criadores e produtores culturais da cidade, e compor as mesas com grupos de relevante trajetória no teatro do DF.

Por fim, o Grupo Liquidificador vai realizar uma oficina de atuação para iniciantes, batizada de Teatro Elétrico. Ao longo de cinco meses de curso, os alunos vão trabalhar os fundamentos da linguagem cênica e, ao final, montar um espetáculo.

GRUPO LIQUIDIFICADOR

Nascido em 2010, na Universidade de Brasília, o Grupo Liquidificador busca elaborar espetáculos que “transversalizam” com outras linguagens e mídias, tendo sempre fotógrafos, artistas plásticos, DJs, videomakers e literatos em constante contribuição com a criação artística do grupo.

A antropofagia do Liquidificador pode misturar no mesmo copo filmes de comédia-romântica, contos bíblicos, guitarra distorcida, melodrama, tropicalismo, leite de cabra, eletricidade e geologia, para de tudo isso tirar, talvez, apenas uma gota de piscina. Não importa. A riqueza das criações está no caminho que o grupo percorre até chegar a uma cena, ou ao argumento de um espetáculo, por exemplo. Desta forma, os atores/criadores elaboram um embasamento conceitual sob diferentes perspectivas teóricas e de linguagens e tendências.

O resultado da mistura liquidificada são produtos estéticos experimentais que fogem do lugar comum, frutos de arranjos inusitados, misturas e mixagens. O que o grupo chama de “vitamina punk pop”.

O primeiro espetáculo do Liquidificador, “A Cartomante”, de 2010, colocou o texto escrito em 1884 por Machado de Assis no centro de uma arena que une elementos do flamenco, do melodrama e das culturas pop e cigana. O trabalho seguinte, a peça-festa “Ultra-Romântico”, transformou, por duas temporadas (2012 e 2013), o subsolo do Teatro Dulcina em uma taverna do século XXI. Em 2014, o Grupo Liquidificador convidou a diretora Ana Flavia Garcia para conduzi-los na montagem “Aquário”, dentro de uma casa na Vila Telebrasília.

No segundo semestre de 2015, mais um deslocamento do óbvio. Karinne Ribeiro estrelou “Janta (1)”, no café Quintal F/508. O solo performático dirigido por Fernanda Alpino transformava o público em convidado de um intimista jantar (real) na “casa” da atriz. Serão, ao todo, quatro solos, todos dirigidos por Fernanda. Fernando Carvalho se prepara para estrelar o próximo, ainda em 2016.

SERVIÇO

Peça-festa “Ultra-Romântico”
Data: 13 e 27/02/2016; 12 e 26/03/2016
Local: Subsolo do Teatro Dulcina (Conic)
Endereço: Setor de Diversões Sul (entrada pelos fundos, ao lado das lojas de doces)
Horário espetáculo: 22h
Horário festa: 23h
Ingressos: R$ 10,00 (meia-entrada para peça-festa)/ R$ 20,00 (somente festa)

Classificação indicativa: 18 anos
Lotação peça: 100 lugares

Programação paralela

• “ULTRA-TROCA”
Encontros criativos e experimentais com grupos de teatro/música/performance do Distrito Federal, para a criação de intervenções coletiva durante as festas “Ultra”.

Grupo Tripé: 13 de fevereiro
Algodão Choque: 27 de fevereiro
Cantigas Boleráveis: 12 de março
Corpos Informáticos: 26 de março

• “LERO-LEROS”
Encontros para troca de experiências sobre o teatro que é feito no Distrito Federal. O primeiro tem foco na criação de dramaturgia no contexto do teatro de grupo. O segundo tratará da gestão de grupo e empresas colaborativas. A proposta é que os encontros aconteçam nas duas principais instituições de ensino do Distrito Federal, o Departamento de Artes Cênicas da UnB e a Faculdade Dulcina de Moraes.

Seminário: “Criação de dramaturgia no contexto do teatro de grupo”
Dia 10 de março
Palestrantes e mediação: ainda indefinido
Local: Departamento de Artes Cênicas da UnB
Horário: 20h
Acesso livre

Seminário: “Gestão de grupo e empresas colaborativas”
Dia: 17 de março
Palestrantes e mediação: Indefinido
Local: Faculdade Dulcina de Moraes
Horário: 20h
Acesso livre

• “ULTRA-ZINE”
O ilustrador Starllone Souza, do Pará, vai produzir um zine de aventura baseado na peça-festa “Ultra-Romântico”. Cada capítulo será lançado no aplicativo de celular, na véspera de cada apresentação.

Episódio 1: dia 12 de fevereiro
Episódio 2: dia 26 de fevereiro
Episódio 3: dia 11 de março
Episódio 4: dia 25 de março

Aplicativo
Aplicativo para celular, por meio do qual o público terá acesso à trilha sonora original da montagem; ao line-up das festas “Ultra”; a uma mixtape da dupla DeltaFoxx; às fotos clicadas por La Conga Rosa; e ao e-zine de aventura do ilustrador paraense Starllone Souza.

Teatro Elétrico
Oficina de iniciação teatral, com cinco meses de duração, ministrada por Fernanda Alpino e Fernando Carvalho. Durante o curso serão introduzidos fundamentos da linguagem cênica, desenvolvendo as expressões vocais e corporais, o domínio espacial, a criatividade, a disciplina e o trabalho em equipe. Início em 15 de fevereiro. Matrículas e informações: contato@grupoliquidificador.com e (61) 9633- 8711.

Informações para o público:
(61) 9633-8711
(61) 8544-2928
(61) 8301-2905

FICHA TÉCNICA

Peça-festa “Ultra-Romântico”
Baseado em “Noite na Taverna”, de Álvares de Azevedo
Direção: Fernando Carvalho
Dramaturgia: Karinne Cristina Ribeiro
Elenco: Fernanda Alpino, Iza Cavanellas, Kael Studart, Karinne Ribeiro e Marcos Davi

Figurinos: Glauber Carvalho
Iluminação: Ana Luisa Quintas
Cenografia: Grupo Liquidificador
Trilha sonora original: Ricardo Dantas
Execução psicodélica de trilha: André Chaybe
Designer gráfico e de aplicativo: Luísa Bianchetti
Fotografias: La Conga Rosa
Videomaker: Márcio Mota

Coreografias marciais: Marcos Davi
Confecção de máscara: Felipe Pacheco
Cenotécnico e rato: Ramon Lima
Ass. de vídeo: Leonardo Vieira Teles

Curadoria de DJs: DeltaFoxx e Bruno Antun
Artista visual coordenador de Acontecimento Expandido: Gregório Soares

Produção executiva: Elisa Mattos (Desvio Produções)
Ass. de produção: Rafael Salmona e Gustavo Haeser
Produção: Grupo Liquidificador

Patrocínio: Oi e Lei de Incentivo à Cultura
Apoios: Oi Futuro e Fundação Brasileira de Teatro

Anterior Hambúrguer como prato principal
Próximo Brasília Burlesque Festival