Por Fernanda Sá

Que George Clooney é um multifacetado hollywoodiano todos já sabem. Ator, produtor, apresentador e uma conta bancárias digna de um galã. Com todos esses aparatos a seu favor, Clooney também se arrisca dirigindo. Suburbicon: Bem-vindos ao paraíso (tradução brasileira) é o sexto filme em seu comando e o mais recente lançado. Com coragem, desengavetou um roteiro super ácido dos irmãos Joel e Ethan Coen que o teriam escrito ainda nos anos 90.

O filme é marcado pelo ápice da moralidade norte-americana, o ano é 1959, o retrato da família tradicional branca, estável e com bons modos. A história gira em torno de Gardner Logdge (Matt Damon), o pai de família casado com Rose que tem uma irmã chamada Margaret, ambas impecavelmente interpretadas por Julianne Moore. O casal possui um filho chamado Nicky (NoahJupe). Todos vivem em Suburbicon, um lugar com a estética imaculada dos anos 50, com gramados verdes e famílias felizes, símbolo do americanwayoflife.

SUBURBICON: BEM-VINDOS AO PARAÍSO
De George Clooney. Com Matt Damon (foto), Julianne Moore e Noah Jupe

A trama começa pela invasão de dois homens na casa dos Lodge e por diferentes acontecimentos coloca à prova toda a ‘beleza’ moralista da família. Em paralelo ao que acontece, o casal Mayerses (Leith M. Burke e Karimah Westbrook), que são negros, mudam para Suburbicon, viram vizinhos dos Lodge e consternam toda comunidade. São recebidos com hostilidade e ambiente de selvageria. Apesar de eixos diferentes do filme, o retrato do desprezo do branco pelo negro e do paralelo da hipocrisia da sociedade americana num único bairro, faz do longa algo interessante.

Se Clooney resolveu utilizar o roteiro dos irmãos Cohen em resposta ao atual momento dos Estados Unidos, acertou em cheio. Um paralelo e tanto para responder Donald Trump e sua política nacionalista e racista. Mas se escolheu elenco importante como Damon e Moore, pensando que seriam brilhantes, o objetivo não foi concluído. Suas atuações ficaram escondidas pelo rápido desenrolar da história.

Mas apesar de um início morno, Suburbicon é marcado por sua gradativa perspectiva. Reviravoltas, amarras e cenas marcantes. Do monótono a sanguinária tragédia cômica. Da família americana ‘propaganda de cereal’, para cadáveres da hipocrisia.

*A jornalista Fernanda Sá da revista e site Aqui Tem Diversão foi convida pela Diamond Films Brasil para a Cabine de Imprensa do filme Suburbicon: Bem-vindos ao Paraíso

SOBRE A DIAMOND FILMS

A Diamond Films é uma distribuidora de cinema fundada em 2010, que se destaca por distribuir os melhores filmes independentes da indústria cinematográfica. Atualmente, a empresa atua em sete países da América Latina: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Peru e México. No ano de 2016, começou a atuar no mercado europeu, por meio da sua filial na Espanha. No Brasil desde 2013, a Diamond Films distribuiu títulos como ‘Os Oito Odiados’; ‘Lion – Uma Jornada para Cara’, ‘Moonlight – Sob a Luz do Luar’ e ‘Valerian e a Cidade dos Mil Planetas’.

Anterior Sempre Existe Uma Razão de Elisa Masselli
Próximo Réveillon das Cores, a melhor festa da virada de Brasília