Com um xote paulistano cantor Gabs revela um pouco da sua sonoridade com elenco diverso em identidade de gênero e participação da cantora Marilhia Freire

Fazer um xote no coração da metrópole. Provar uma pegada agreste e os versos sussurrados de um trovador. Sentir o magnetismo, ingênuo e fatal, de um simples corpo nú. A quem quiser entender esse experimento, o cantor e compositor Gabs convida a assistir “Acaso”. Com produção assinada pela Morpheu Films, o cantor acaba de lançar o clipe do seu primeiro single autoral. Paulistano, formado em canto popular, multi instrumentista, produtor cultural e artístico, Gabs é o nome curto de uma linguagem cativante.

Produzida dentro do projeto “Música por Minuto”, do estúdio SigoSom, “Acaso” foi lançada em junho de 2019. Após ser cantada e dançada em diversas casas da capital paulista, a canção ganhou as telas com uma poesia visual. No ritmo de xote, que pode ser POP a depender do dia, Gabs, ao lado da cantora e compositora Marilhia Freire, canta a descoberta do amor. “Mas essa descoberta é para todas, todos e todes”, explica Gabs.

Assim como os cantores, o clipe contou com um elenco diverso em identidade de gênero e orientação sexual, celebrando a verdade e a pureza em todas as formas de amar. Primeira de várias composições que exploram outros ritmos nacionais, “Acaso” revela a temperatura no sangue de uma persona igualmente brasileira e cidadã do mundo. Com cenas gravadas na região da Berrini, localizada no bairro do Brooklin, região sul de São Paulo, o vídeo ilustra e recria a letra da canção, com ar burlesco e inocente na mesma medida. Com o toque das notas, e da pele, Gabs prepara outros singles e clipes. Com muito sentimento, e nenhum pudor, é o som que brota.

Redação: Edson Nova (conceitonova.com)

Anterior Looke exibe LoboFest até dia 6 com acesso gratuito
Próximo "Choque de Cultura" estreia no Canal Brasil