Produtor brasileiro AlterMauz é convidado para fazer a trilha do filme “Operation Chrono” do novo personagem do jogo Free Fire inspirado em Cristiano Ronaldo

Nova música mescla choro brasileiro e funk à música eletrônica para fazer um paralelo entre o mundo real e o mundo do Chrono.

Não é de agora que trilhas sonoras de games marcam a história. As produtoras de jogos investem cada vez mais na criação e utilização de músicas que proporcionam uma melhor experiência aos jogadores.

A indústria de games passou o mercado de cinema há mais de uma década e as trilhas musicais exclusivas ou licenciadas tem os jogos como poderosos alto falantes para a banda ou artista espalhar a sua faixa.

O produtor brasileiro AlterMauz, Mauricio Herszkowicz, sócio da produtora e estúdio criativo Mugshot sediada em São Paulo, foi convidado para criar a trilha do novo filme do jogo Free Fire, um dos mais jogados do mundo e que tem o Brasil como um dos principais mercados. A nova música exclusiva produzida é para o lançamento do filme “Operation Chrono”, que anuncia o novo personagem do jogo Free Fire inspirado em Cristiano Ronaldo.

Dirigido e roteirizado pelos Irmãos Meirelles, o filme de 4 minutos adotou uma linguagem cinematográfica para contar a história de um jovem jogador de Free Fire que entra em contato com o mundo do novo personagem, numa espécie de portal futurista que chega à comunidade onde mora.

A nova música faz um paralelo entre o mundo real e o mundo do Chrono, com elementos do choro brasileiro como flauta e cavaco para representar o mundo real, o funk e a música eletrônica para representar o mundo do Chrono. “A filosofia do que uma música representa para a Mugshot é sempre 360º, a música é sempre uma ferramenta de identidade que pode sobreviver em várias mídias”, comenta Herszkowicz.

O produtor foi diretor musical da Game XP nas duas primeiras edições (Rock in Rio 2017 e primeiro evento solo da Game XP 2018). Produziu a trilha para a Comic Con e realizou apresentações ao vivo que marcou o evento e que se mantém presente em todas as comunicações até hoje, com a trilha “Viva o Épico”: https://spoti.fi/38jV9UJ

A trilha conseguiu reunir elementos do samba, do funk e eletrônica, representando uma música híbrida e autêntica: “O funk é o segundo estilo mais ouvido no Brasil que invade todas as classes sociais, essa mescla está crescendo e é uma tendência forte ir de encontro à música eletrônica”, comenta Mauricio, que se inspirou em nomes como Heavy Baile, Sudaka e Badsista.

O filme representa a realidade de milhares de jogadores e fãs de Free Fire, filmado no Jardim Peri, na Zona Norte de São Paulo, com elenco formado por crianças locais, e parte da equipe de produção composta por moradores da região.

https://vimeo.com/mugshotprodutora/
https://www.instagram.com/mugshotmusic/
https://www.instagram.com/altermauz/

Anterior Jornalista de Blumenau faz sucesso com livro de estreia
Próximo Single “Eu Sou” de Maricotta nas principais rádios do país