Evento traz shows da banda brasiliense Forró do B e de convidados especiais para tocarem, de graça, neste sábado (22/09) no Conic. Atração vai até 2019

Forró pé de serra, clássico, daquele gostoso para dançar agarradinho. Após mais de um ano ocupando a Praça Central do Conic (Setor de Diversões Sul) todas as quartas-feiras, das 20h30 à 0h, o evento Forró do B se estenderá também para o fim de semana com ritmos para chamegar. E de graça. Para alegria dos forrozeiros de plantão e do público em geral.

O projeto Forró DoBrado, – uma extensão do forrozinho das quartas – vai ocupar a área externa em frente ao bar Thainá, na praça central do Conic (Setor de Diversões Sul), até 2019. O evento acontecerá uma vez por mês, sempre aos sábados, das 21h às 2h, e promete muitos shows, DJs e VJs para animar a moçada.

Para dar o pontapé inicial, no sábado (22/09), a banda Forró do B convidará o percussionista brasiliense George Lacerda. DJ Pati Merenda garantirá o som durante os intervalos e a VJ Mari Mira será responsável pelas belas projeções nos prédios do Conic durante o evento. Passarão ainda em 2018 pelo evento Carol Carneiro, Juninho Ferreira, Sabrina Vaz e Marcos Farias.

Criado em maio de 2017 por um grupo de artistas de Brasília, o projeto que também dá nome a banda, Forró do B, visa a ocupação das ruas da capital com música e espetáculo audiovisual em um evento democrático, de acesso gratuito e em área central da cidade. O nome da banda remete à opção em trazer para o público o lado B do forró.

O grupo se dedica à pesquisa musical, resgatando nomes pouco conhecidos do forró pé de serra para o público em geral, trazendo foco para um instrumento hoje em dia menos convencional: a rabeca. À frente dos vocais, as vozes femininas é que comandam, trazendo outro diferencial à sonoridade do forró.

Natália Pires, que também é coordenadora de produção do Forró DoBrado, é responsável pela voz e percussão junto com Maísa Arantes, que também toca rabeca e pífano. A banda conta ainda com os músicos Gabriel Tomé (zabumba), e Marcelo Neder (violão).

“O Conic é uma área central, que vibra cultura e que foi idealizada para ser o Setor de Diversões da capital do Brasil. Muitas pessoas vêm porque é um local de fácil acesso, já que é perto da rodoviária. O evento recebe pessoas de todos os lugares do DF. Os frequentadores e moradores do Conic estão sempre presentes no evento, contribuindo para ele acontecer.”, destaca Natália Pires.

No repertório, o grupo apresenta canções autorais do Forró do B, como Meninos do Goiás, Wolverine no Forró, Ligada no Mundo (de Marcelo Neder) Livre Louca, Forró Proibido (de Natália Pires), Outra Madrugada (Maísa Arantes) , dentre outras. “Privilegiamos as vozes femininas, não à toa nossas cantoras são mulheres. E fazemos com amor e de graça para o público porque acreditamos na contribuição voluntária e consciente.”, ressalta o zabumbeiro, Gabriel Tomé.

O Forró DoBrado acontecerá uma vez por mês, sempre aos sábados, até julho de 2019, terminando junto com os festejos juninos em uma grande festa de rua. Dentre os convidados, Carol Carneiro, Emília Monteiro, Juninho Ferreira, Forró Paraibola, George Lacerda, Túlio Borges, Dona Gracinha, Marcos Farias e Sabrina Vaz serão presenças garantidas.

Forró DoBrado é uma realização do Coletivo Forró do B com o patrocínio do FAC – Fundo de Apoio à Cultura. Ainda, apoio do restaurante e bar Thainá (Conic).

Conheça George Lacerda, o primeiro convidado do Forró DoBrado

Brasiliense, formado em música na Universidade de Brasília, George Lacerda é músico profissional desde 1998. Cantor, compositor e percussionista, toca e canta com músicos e bandas de vários estilos. Em 2006, George Lacerda recebeu o prêmio de melhor intérprete no

Festival de Forró de Itaúnas/ES. Em 2007, recebeu o prêmio no Festival de Música Popular da CUT/DF, pela interpretação do rock-baião Mais Sujo que Lixão.

Forró do B – Integrantes

Maísa Arantes é cantora, compositora, arranjadora e multi-instrumentista. Suas especialidades são a rabeca e o pífano. Estudou Licenciatura em Música na UnB. Dedica-se à cultura popular, participando de vários grupos na cidade.

Atualmente, faz parte da banda Mestre Zé do Pife e as Juvelinas, do grupo de teatro de bonecos Mamulengo Fuzuê, da banda Chinelo de Couro e acompanha a poetisa Lília Diniz. É cantora, rabequeira e pifeira do grupo Forró do B.

Natália Pires é musicista, educadora, e produtora cultural. Formada no curso regular de canto erudito da Escola de Música de Brasília, nunca deixou de lado a música popular brasileira. Integrou diversos grupos musicais em Brasília, num trabalho que transita entre o forró e o rock. Também realiza um trabalho em duo com o violonista Marcelo Neder, intitulado Elegia Geral. No projeto de ocupação Forró do B no Conic, atua como produtora, cantora e percussionista.

Gabriel Tomé é percussionista profissional. Iniciou seus estudos em 2009, na Escola de Choro Raphael Rabello, onde atuou também como professor substituto. Tem trabalhado principalmente dentro do gênero choro e forró, acompanhando diversos artistas renomados de Brasília.

Não deixa de lado diferentes expressões da música brasileira, como forró e samba, propondo novos horizontes à música em projetos como grupo Forró do B e Maúna Trio.

Atuante na cena musical da cidade, Gabriel partilha seu amor pela música em espaços abertos, participando de diferentes projetos musicais de rua, principalmente o projeto Choro da Resistência, que desde 2013 leva o choro à diferentes locais da cidade. É zabumbeiro do projeto Forró do B.

Marcelo Neder é músico, poeta, sociólogo e historiador. Doutorou-se em História na Universidade Federal Fluminense (UFF), pesquisando a literatura e a cultura popular latino-americana. Iniciou sua formação musical com o violonista Marcos Alves, integrante do Quarteto Maogani.

Participou por 10 anos das Oficinas de Música Universal dirigidas pelo maestro Itiberê Zwarg, na Escola Pró-Arte de Música do Rio de Janeiro, onde atuou como violonista na gravação de dois discos: “No caminho da Paz” (2006) e “Que nem o mundo” (2011). Marcelo Neder foi também aluno da Escola Portátil de Música (EPM), no Rio de Janeiro.

Há três anos mora para Brasília onde vem construindo novas parcerias e projetos artísticos: o trabalho autoral com a cantora Tâmara Terra e com o arranjador Jonas Hocherman; o duo de voz e violão com a cantora Natália Pires; os conjuntos Forró do B e Trio Vitrola que atuam regularmente na cena musical de Brasília.

VJ Mari Mira

Mariana Miranda é VJ Mari, residente do Forró do B e participante de diversos eventos brasilienses. Videoartista, cursou Animação Stop-Motion na 9Zeros – Escola de Técnicas de Animação da Catalunha, em 2006.

Seu trabalho final do curso, o curta-metragem “Un Maravilloso Estado de Misera y Morbosa no Felicidad”, foi selecionado para o Festival de Cine Fantástico de Sitges e para o Festival Loop de Vídeo-Arte de Barcelona.

Em 2010, concluiu o curso de Cinema Experimental e Vídeo Arte da Escola de Belas Artes Massana de Barcelona e realizou o curta-metragem “Cashman”, premiado na 11ª Mostra do Filme Livre e no Entretodos Festival de Curta Metragem e Direitos Humanos (2012).

Também em 2010, começou sua história de colaborações na dança contemporânea. Em novembro de 2011, estreou no Festival BAD, em Bilbao, a criação audiovisual do espetáculo multimídia “Mu-To”, em parceria com a coreógrafa e bailarina Laida Azkona.

DJ Patrícia Merenda

Patrícia Egito é Pati Merenda, DJ residente do Forró do B e do Projeto Contém Dendê. É também produtora e DJ residente dos blocos de carnaval Essa Boquinha eu Já Beijei e Tuthankasmona.

Começou sua carreira ao lado do grupo de samba Saia Bamba, em 2010. Foi produtora cultural do restaurante, café e centro cultural Balaio Café, onde foi DJ residente e produziu inúmeros eventos e atividades, como Carnaval da Praça dos Prazeres (2012 a 2014), o projeto fixo do samba Filhos de Dona Maria, shows das cantoras Ellen Oléria, Dona Cila do Coco, Martinha do Coco e Chinelo de Couro.

Todos os anos, toca e auxilia a produção da Ação Lésbica do DF. Também produziu festivais de circo e mini festivais, como o Mulheres do Volante. Divide seu tempo entre a gastronomia e a arte.

Ficha técnica

Projeto Forró DoBrado
Ficha Técnica Forró DoBrado no Conic

Artistas do fronte

Forró do B
– Gabriel Tomé – Zabumba
– Marcelo Neder – Violão
– Maísa Arantes – Voz e Rabeca
– Natália Pires – Voz e percussão

Projeções: Mari Mira
Discotecagem: Patrícia Egito
Interpretação em Libras: Thalita Araújo (Coletivo Maleta Cultural)

Os artistas dos bastidores:
Realização: Coletivo Forró do B
Elaboração do projeto: Natália Pires e Camila Pires
Coordenação Geral de Produção: Natália Pires
Produção Executiva: Camila Pires e Mariana Venturim
Coordenação de Logística: Cleudes Pessoa
Assistentes de Produção: Manuela Castelo Branco e Vinícius Brito
Assessoria de Imprensa: Clara Camarano (Baú Comunicação)
Assessoria de Comunicação: Keyane Dias e Davi Mello (Pareia Comunicação e Cultura)
Identidade Visual: Nara Oliveira (Estúdio Gunga)
Fotografia: Webert da Cruz (Estúdio Gunga) e Davi Mello (Pareia Comunicação e Cultura)
Sonorização: WL Áudio Pro
Idealização: Natália Pires e Inês Subtil

Serviço

Forró DoBrado 2018
22/09
Sábado, das 21h às 2h
Local: Conic (Setor de Diversões Sul)
Entrada franca
Informações: 98221-2202
Site: https://www.facebook.com/bandaforrodoB/
Instagram: @bandaforrodoB
Não recomendado para menores de 18 anos

Anterior Palestra gratuita inaugura o projeto academia da mulher
Próximo Noite de autógrafos com Gracia Cantanhede no Rubaiyat