Com superestrutura de paco som e luz, o Fora do Eixo tem entrada franca e contará também com food-trucks. Entre as atrações, Os Cabelo Duro, Manassés e Brasília Blues Band, que comemora seus 25 anos de carreira em 2019

Descentralizar, irradiar a cultura pelo Distrito Federal, levando atividades de qualidade com artistas locais para além do Plano Piloto. Esse é o objetivo primordial do Fora do Eixo, que percorrerá três regiões administrativas: Guará (19 e 20/1), Candangolândia (27 e 28/01) e Núcleo Bandeirante (3 e 4/2), levando shows musicais de primeira linha e exibição de curtas-metragens premiados.

Realizado pelo Instituto Casa da Vila com apoio da Secretaria de Cultura e Administrações das cidades por onde vai passar, o Fora do Eixo, leva música e cinema, numa superestrutura de palco móvel de 22 metros e tela de 9 x 4,5, 500 lugares e área de alimentação com food trucks. A entrada é franca.

A ideia do Fora do Eixo é mobilizar um espaço cultural itinerante que possibilite a fruição artística, a descentralização cultural, a cidadania e a celebração coletiva num ambiente de qualidade.

O conjunto de atrações da estréia do Fora do Eixo, inclui bandas e artistas brasilienses reconhecidos e com carreira consolidada, a exemplo da Brasília Blues Band, programada para a estréia. A cultuada banda de blues candanga completa 25 anos de carreira e está com álbum novo na praça. Já Kadu Lambach já chamava a atenção quando foi guitarrista do Legião Urbana no início de carreira do famoso grupo de rock brasiliense.

Em carreira solo, teve música gravada pelo ícone do jazz Stanley Clarke. Formada no Guará, a banda Os Cabelo Duro é um dos expoentes do punk brasiliense com 30 anos de estrada. Já a banda de reggae Nova Raiz circulou por festivais de música na Europa e promete balançar o público.

No domingo (20) é a vez do veterano Manassés de Sousa, conhecido e respeitado músico cearense residente há muito em Brasília. Junior Tana, ex-integrante da lendária banda Nata Violeta. Por fim, o cantor e compositor Wagner Malta, um dos grandes expoentes da MPB feita em Brasília, é a outra atração do domingo.

Entre os shows musicais, o público vai ter a chance de assistir a filmes de curta-metragem produzidos no DF e premiados em festivais. Na estréia, os curtas “4”, de Vicente Sá, que fala de quatro referências musicais de Brasília: Clodo Ferreira, Liga Tripa, Zé Mulato e Cassiano e do fundador da banda Esquema 6, Tiãozinho; “Colorirá”, de Gabriele Fernanda, que trata do racismo na infância com a história de Bia, garota de dez anos discriminada na escola; e “Censurado” , premiado curta de Pedro Buson que revisita a época da ditadura militar para explorar a questão da censura durante aquele regime de forma bem-humorada.

Programação GUARÁ
Local: Em Frente a Casa de Cultura
Dia 19/01, sábado, a partir das 17h
-Brasília Blues Band
– Exibição do Filme Janelas da Vila
-Os Cabelo Duro
-Kadu Lambach (Tributo a Legiao Urbana)
– Nova Raiz
– Exibição de curtas-metragens entre os shows

Dia 20/01, domingo, a partir das 17h
-Manassés de Souza
-Wagner Malta
-Junior Tanna
– Exibição de curtas-metragens entre os shows

Programação CANDANGOLÂNDIA
Local: Praça dos Estados
Dia 26/01, sábado, a partir das 17h
-Batucada dos Raparigueiros
-Coisa Nossa
-Banda Bicho Grilo
– Exibição de curtas-metragens entre os shows

Dia 27/01, domingo, a partir das 17h
-Manassés de Souza
-Wagner Malta
-Brasília Blues Band
– Exibição de curtas-metragens entre os shows

Núcleo Bandeirante-DF
Local: SIBS No Estacionamento do Lendários
Dia 02/02-Sábado, a partir das 17h
-Batucada dos Raparigueiros
-Coisa Nossa
-Bicho Grilo
– Exibição de curtas-metragens entre os shows

Dia 03/02, domingo, a partir das 17h
-Manassés de Souza
-Wagner Malta
-Junior Tanna
– Exibição de curtas-metragens entre os shows

ENTRADA FRANCA

Os cabelo Duro
Os cabelo Duro | Foto: Divulgação
Anterior Grupo teatral Teatro Negro de Praga chega a Brasília
Próximo Bodytech Sudoeste tem manhã de atividades para idosos